24 de abril de 2024 18:27

Sobe para 22 o número de mortos durante o período chuvoso em Minas Gerais

Estado tem 245 municípios em situação de anormalidade; campanha SOS Chuvas arrecada donativos

Subiu para 22 o número de óbitos relacionados ao período chuvoso em Minas Gerais. De acordo com o boletim da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), divulgado nesta quarta-feira (1/2), uma morte foi registrada na cidade de Cachoeira, no Sul de Minas, na tarde dessa terça-feira (31/1). Trata-se de uma mulher de 51 anos que foi arrastada pela enxurrada.

Segundo o boletim, o caso foi registrado por volta das 17h de ontem. Após fortes chuvas ocorridas no município, testemunhas informaram que a vítima foi surpreendida pela grande quantidade de água quando transitava com uma bicicleta.

Após ser arrastada, a mulher ficou presa em uma cerca de arame, submersa. O marido da vítima prestou os primeiros socorros, contudo ela não reagiu. A mulher foi levada ao pronto socorro da cidade por policiais militares, onde foi constatado o óbito.

As outras 21 mortes foram registradas nas cidades de Piraúba (1); Bom Jesus Do Galho (1); Santa Luzia (2); Vespasiano (1), Bertópolis (1), Inhapim (1), Presidente Bernardes (1); Governador Valadares (1); Antônio Dias (5), Grão Mogol (2); Resende Costa (1); Caratinga (1); Barbacena (1); e Caldas (2).

Em função das fortes chuvas, Minas Gerais tem 2.098 desabrigados, 11.637 desalojados e 245 municípios em situação de anormalidade. 

Ações de resposta

Para os próximos dias, ainda são esperados acumulados maiores de chuvas em pelo menos duas regiões do estado. A Defesa Civil Estadual segue focada nas ações de enfrentamento às consequências dos eventos climáticos.

A Defesa Civil articula com órgãos e entidades para organizar as ações de resposta e reestabelecimento à normalidade nos municípios afetados pelas chuvas, atuando na distribuição de material de ajuda humanitária e envio de equipe de resposta para auxiliar o município quando necessário.

Até o momento, já foram distribuídas 9,2 mil cestas básicas, 4,5 mil colchões, 2,9 mil kits dormitório, 3,7 mil kits de higiene, além de 6,5 mil outros itens alimentícios, vestuários, água, etc.

Ajuda

Em novembro do ano passado, o Governo de Minas junto à Cedec, Ministério Público, Servas e Cruz Vermelha Brasileira fez o lançamento oficial da campanha SOS Chuvas 2023. A ação busca arrecadar donativos que serão distribuídos pela Defesa Civil em todo o estado. É possível fazer contribuições em dinheiro por meio da chave pix@cvbmg.org.br

Em setembro, o Governo de Minas, também por meio da Defesa Civil, realizou a capacitação, atualização e nivelamento dos agentes regionais que estão aptos a atuar no período chuvoso no apoio aos municípios que necessitem. As Coordenadorias Municipais de Defesa Civil também foram capacitadas nesse evento para trabalharem junto ao órgão estadual. 

Segundo a Cedec, o governo fez o maior investimento em Defesa Civil da história de Minas Gerais. Ao todo, foram adquiridos 497 kits (R$ 163,4 mil cada), contendo viatura 4×4, um notebook, uma trena digital e coletes reflexivos. 

O investimento é fruto do Termo de Reparação, assinado em abril de 2020, que busca reparar os danos decorrentes do rompimento das barragens da Vale S.A. em Brumadinho, que tirou a vida de 272 pessoas e gerou impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o estado de Minas Gerais. 

FONTE AGÊNCIA MINAS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade