25 de julho de 2024 07:37

Nova onda de demissões acabará com o emprego de 10 mil pessoas: entenda!

Grande empresa cumpre a promessa de reduzir o número de funcionários em quase 25% em seis meses. Saiba mais!

Nesta terça-feira (14), Mark Zuckerberg, CEO da Meta, empresa que controla as redes sociais Facebook, Instagram e WhatsApp, anunciou o corte de 10 mil postos de trabalho. Assim, a empresa cumpre a promessa de reduzir o número de funcionários em quase 25% em menos de seis meses.

Em suma, o anúncio foi feito por meio de uma carta, que foi enviada aos empregados e também foi publicada no site do grupo. Além disso, por mais que atualmente haja 5 mil cargos vagos, não haverá recrutamento para preenchê-los.

Onda de demissões

À vista disso, essa nova onda de demissões aconteceu após outra onda semelhante no início de novembro, quando 11 mil funcionários da Meta foram demitidos.

Portanto, houve uma queda de 24% no número de trabalhadores da empresa. Assim, a situação tem causado um grande alarde, já que em 20 anos de existência a companhia nunca havia feito um plano de demissões.

Dessa forma, a lista dos empregados dispensados será divulgada no final de abril. Ademais, até o final do ano, será lançada a reestruturação da empresa com um valor estimado entre US$ 3 bilhões e US$ 5 bilhões.

Portanto, a redução no número de funcionários deve possibilitar que a Meta faça uma economia de US$ 3 bilhões em 2023.

Justificativas para os cortes

De acordo com Zuckerberg, a decisão vem no intuito de “fazer uma empresa tecnológica melhor”, além de ter o objetivo de melhorar o desempenho financeiro neste momento de dificuldade para o setor.

Enfim, o principal motivo dessa situação é que, após registrar um crescimento, o Facebook, que virou a Meta em 2021, tem sofrido desde 2022 com a queda na publicidade online.

Em suma, essa queda é motivada especialmente pelo aumento da concorrência e pela alta de juros, que tem afetado diretamente a receita das grandes empresas norte-americanas.

FONTE SEU CREDITO DIGITAL

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade