13 de abril de 2024 19:44

“Esse governo é imprestável”, ataca vereador ao criticar Zema; “vão empurrar as obras do hospital regional para 2025 e terminar às vésperas das eleições presidenciais”, insinuou

O Vereador de Conselheiro de Lafaiete (MG), Sandro José (PROS), não poupou duras críticas a gestão do Governador Zema (NOVO). Ao usar a tribuna na noite desta terça-feira (22), ele insinuou que as obras do hospital regional, paralisadas desde 2012 não devem iniciar no ano que vem. “Eu ouvi a boca miúda que querem empurrar para 2025 o início da obra e com término para 2026, quando acontecem as eleições presidenciais para que ele seja o candidato. Esta é política do Zema, vamos fuder Minas Gerais”, disparou.

Sandro José também criticou precarização dos serviços da Cemig e da Copasa, alvo de proposta de privatização. ” Há uma PEC para a privatização que vai retirar o referendo popular para venda das empresas. O dinheiro do nióbio ele já gastou com o acerto da folha de pagamentos. Mal administrador que é, o dinheiro acabou. Ele não sabe gerir recursos públicos, como nas suas empresas onde o dinheiro só entrava. Falar que não ia receber salário de governador para tem dezenas de emdpresas é fácil. Esse é um governo imprestável. Agora vem com aquela política de piorar o atendimento da Cemig e da Copasa para jogar o povo contra as empresas. Se vender vai colocar o povo na escuridão”, encerrou.

Na semana passada, o Governador Zema esteve visitando diversas cidades da região onde criticou seu antecessor e fez promessas de obras.Ele foi cobrado por prefeito sobre reforma de estradas.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade