24 de abril de 2024 20:09

URGENTE: Internet no Brasil pode acabar em breve

Empresas do setor alertam que ação do governo pode interromper o sinal de internet no Brasil. Veja o que está acontecendo!

Empresas de banda larga e operadoras alertam que o Brasil pode ficar sem internet. De acordo com eles, a construção de um novo parque industrial tem a capacidade de comprometer os cabos de fibra óptica que chegam ao país.

Conforme a reportagem de Carlos Madeiro para o UOL, o governo do Ceará quer construir a maior usina de dessalinização de água do mar do Brasil na Praia do Futuro, que fica na capital do estado, Fortaleza.

Acontece que a planta do projeto fica próxima a chegada de diversos cabos de internet, incluindo o maior hub nacional. Assim, a preocupação é que a captação de água ou o descarte dos rejeitos possam danificar os cabos.

País pode ficar sem internet por semanas

Os cabos de fibra óptica que ligam o Brasil à rede mundial de computadores chegam todos por Fortaleza. Um deles é um hub, responsável por 99% do tráfego de dados da internet brasileira.

Cursor do computador na barra de pesquisa do navegador da internet.
Imagem: Tomislav Pinter / shutterstock.com

Por isso, as empresas do setor de comunicação alertam para os problemas que podem ocorrer com a proximidade entre os cabos e a nova estrutura industrial. Dessa forma, caso haja o rompimento de algum deles, o conserto poderá levar semanas, o que compromete a transmissão de informações.

Assim, na melhor das hipóteses, o tráfego de dados do Brasil pode diminuir, deixando a internet de todos mais lenta. O pior cenário, entretanto, é de a maioria do país ficar sem internet.

O que diz o governo do Ceará?

Segundo o governo estadual, os estudos e discussões para a construção da usina começaram em 2017. Contudo, as empresas de comunicação se manifestaram apenas agora. Além disso, o presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas, diz não haver risco.

Ele conta que o projeto já sofreu alterações por pedido das empresas de internet. Os dutos da usina ficariam, primeiramente, a 50 metros dos cabos. Agora, porém, ficarão a mais de 500, como indicam as orientações internacionais.

Para o presidente da Cagece, não haverá comprometimento dos cabos, no entanto parece que o setor quer manter a Praia do Futuro apenas para os cabos. O Governo Federal acompanha de perto a disputa entre o Ceará e as empresas de comunicação. A licitação para a construção e operação da usina ainda não aconteceu.

FOTNE SEU CREDITO DIGITAL

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade