13 de julho de 2024 15:52

Cidades são alvos de mega operação da PF e mira suspeitos de abuso sexual contra crianças e adolescentes

A Polícia Federal (PF) e a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), com apoio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), deflagraram na manhã de hoje, 18/10/2023, a Operação Mais Fortes que o Mal no combate aos crimes de abuso sexual infantojuvenil.

A PF cumpriu 18 mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, expedidos pelo Juízo da Justiça Federal mineira, sendo 2 mandados pela Superintendência Regional sediada em Belo Horizonte, 2 pela Delegacia em Divinópolis, 2 pela Delegacia em Ipatinga, 3 pela Delegacia em Juiz de Fora, 3 pela Delegacia em Montes Claros, 2 pela Delegacia em Uberaba, 1 pela Delegacia em Uberlândia e 2 pela Delegacia em Varginha.

A PCMG também cumpriu, nesta data, mandados contra os mesmos crimes, só que expedidos pela Justiça Estadual mineira. Foram 10 mandados, sendo 9 de busca e apreensão e um de prisão, cumpridos por equipes do Departamento Estadual Investigação, Orientação e Proteção à Família e do Departamento Estadual de Combate à Corrupção e a Fraudes. Na ação, foram cumpridos 2 mandados em Belo Horizonte, 1 em Pará de Minas, 1 em Nova Serrana, 2 em Ipatinga, 1 em Cataguases, 1 em Juiz de Fora, 1 em Carandaí, 3 em Montes Claros, 2 em Uberaba, 1 em Coromandel e 2 em Varginha.

As investigações seguirão com análises dos materiais apreendidos na data de hoje, com o fim de buscar identificar eventuais vítimas que se encontram retratadas nos arquivos de imagem e vídeo encontrados, bem como para responsabilização de todos os usuários. Os envolvidos poderão responder pelos crimes de armazenamento e compartilhamento de imagens de abuso sexual de crianças e adolescentes, cujas penas máximas somadas podem chegar a até 10 anos de prisão.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade