17 de abril de 2024 13:03

Investigação do Estado descarta morte por bactéria em São João del Rei

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) descartou, nessa terça-feira (31 de outubro), a hipótese de que a morte de uma menina de 10 anos, em São João de-Rei, no Campo das Vertentes, no último dia 23, ocorreu por conta da bactéria Streptococcus. Conforme a pasta, os exames não evidenciaram o crescimento bacteriano.

Ao todo, três crianças faleceram na cidade com suspeita de enfermidade causada pela bactéria. Porém, a única confirmação de contaminação pela Streptococcus até o momento foi de uma criança de 9 anos, que ficou internada por 16 dias e se recuperou.

Conforme a SES-MG a investigação epidemiológica realizada até o momento sugere que os pacientes ainda sem laudo concluído morreram devido a uma infecção disseminada (sepsemia), que pode ser causada por diferentes agentes infecciosos.

“Com os resultados disponíveis ainda não foi possível definir o micro-organismo responsável por cada um dos óbitos, nem afirmar que todos os óbitos tenham sido causados pelo mesmo agente infeccioso”, informou a pasta.

O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de Minas Gerais (Cievs-Minas) permanece no aguardo da liberação dos demais exames laboratoriais em andamento para a conclusão definitiva das investigações.

FONTE BARROSO EM DIA

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade