29 de maio de 2024 06:38

2 milhões de brasileiros já têm o “novo RG”. Veja como tirar a nova carteira de identidade

Já são 2 milhões de brasileiros com a nova Carteira de Identidade Nacional (CIN), o novo RG. É o documento padrão com número único para todas as unidades da federação.

Ao utilizar o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), o novo RG integra os cadastros administrativos e permite, por exemplo, as verificações de segurança pública.

No futuro, a expectativa é facilitar para os brasileiros os serviços, como os de saúde e educação. O governo prevê atingir 50 milhões de pessoas até 2024 com o novo documento. Veja abaixo como tirar.

Formato digital

Com o novo RG impresso, os interessados podem acessar o aplicativo do gov.br para baixar a versão digital. É exatamente igual ao processo para baixar a carteira de habilitação.

Uma vez acessado o aplicativo do gov.br, depois do login, aparece o ícone ‘Carteira de documentos’ na tela inicial, bastando clicar no botão ‘+’, escolher ‘Carteira de Identidade’ e ir em “Adicionar Documento’ para ter acesso à CIN Digital.

“A nova carteira é um ganho para a segurança pública, mas vai além, ela modernizará todo nosso sistema de identificação dos cidadãos ”, afirmou o secretário de Governo Digital do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), Rogério Mascarenhas.

Mais segurança

A nova carteira de identidade tem um QR Code que pode ser lido por dispositivo apropriado, como um smartphone – o que permitirá a validação eletrônica de sua autenticidade, bem como saber se ele foi furtado ou extraviado.

Essa nova versão do documento de identificação servirá também de documento de viagem para os brasileiros devido à inclusão de um código de padrão internacional chamado MRZ, o mesmo usado em passaportes.

Por enquanto o Brasil só tem acordos para uso do documento de identidade nos postos imigratórios com países do Mercosul. Para os demais países, o passaporte continua sendo obrigatório.

Como fazer o novo RG?

A emissão do novo RG está disponível em 12 estados.

É possível tirar o documento para quem mora em Acre, Alagoas, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Se seu estado aderiu a emissão da nova Carteira de Identidade Nacional, você vai precisar de:

  • Certidão de nascimento ou casamento
  • documento de identificação com foto
  • CPF regularizado – Esse documento é imprescindível

Detalhe: a emissão é gratuita!

Redução das fraudes

Com o novo RG, a administração pública espera reduzir a quantidade as fraudes e simplificar os cadastros.

A diminuição destes crimes por má identificação só na Previdência Social pode gerar uma redução de gastos de mais de R$ 7 bilhões de reais.

Outro benefício é integrar dados de forma segura e por um fluxo em tempo real.

No futuro, a administração pública quer conectar todo o ciclo de vida do cidadão, encerrando com a chamada fragmentação de sistemas e documentos de identificação.

“Isto possibilita que diferentes áreas da administração pública atuem de forma integrada para atender as necessidades dos cidadãos em áreas como saúde, assistência social e trabalho”, exemplifica Mascarenhas.

Validade do antigo RG

A antiga carteira de identidade será válida até o dia 28 de fevereiro de 2032.

Como os estados ainda estão em fase de adaptação, não há necessidade de fazer a troca imediata.

A ideia é que ocorra de forma gradual e contínua.

Não há previsão, na legislação, de vencimento da data da carteira de identidade.

Mais informações no site do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos

O governo excluiu da nova carteira de identidade a designação de 'sexo'. Inclusão LGBTQIA+ - Foto: Divulgação
O governo excluiu da nova carteira de identidade a designação de ‘sexo’. Inclusão LGBTQIA+ – Foto: Divulgação

FONTE SÓ NOTÍCIAS BOAS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade