Após quase um ano de espera, fusão ente Patriota e PTB dão origem o Partido da Renovação Democrática

Fundado em 1945 por Getúlio Vargas, o PTB foi o principal partido de esquerda do país durante a segunda república, rivalizando com a UDN, principal partido de direita do país naquela época, que tinha como o PSD como principal partido de centro, além de outros partidos de menor expressão. Além de Getúlio Vargas, o partido tinha como expoentes João Goulart e Leonel Brizola.

Em 1966, foi implantado no Brasil o bipartidarismo, que extinguiu todos os partidos políticos existentes dando origem ao ARENA, de apoio ao Regime Militar e ao MDB de oposição ao mesmo. Com a volta do pluripartidarismo em 1979, dois grupos políticos disputavam a criação do novo PTB; um liderado pela ex Deputada Ivete Vargas, sobrinha neta de Getúlio Vargas e Leonel Brizola. Como o primeiro grupo ficou com o direito de recriar o partido, Leonel Brizola criou o PDT, que assim como o antigo PTB é um partido de esquerda.

Já o novo PTB, tinha orientação mais de direita, sendo base de apoio de todos os Governos pós redemocratização, inclusive o Governo Lula, até o ano de 2005, ano que que rompeu com o mesmo. Em 2022, visando atrair o então Presidente Jair Bolsonaro, adotou um radicalismo de direita, que não trouxe o Presidente para o partido, nem evitou que o mesmo não alcançasse o a cláusula de barreira, o que o levou a iniciar o processo de fusão com o Patriota, que resultou no PRD, homologado no último dia nove pelo TSE.

Em Conselheiro Lafaiete, o partido lançou as candidaturas de Abel Rezende em 1988, além de eleger Farley Augusto para o primeiro de seus quatro mandatos. Na década de 1990, fez parte do grupo do ex Deputado Estadual Arnaldo Penna. Nas eleições de 2000, fez parte da coligação de apoio à reeleição de Vicente Faria. Em 2004 lançou a candidatura de Farley Augusto ao Governo Municipal e em 2008 indicou a empresária Rafaela Costa para vice de Arnaldo Penna. Nas eleições de 2012 e 2016 apoiou as candidaturas de Ivar Cerqueira ao Executivo Municipal, elegendo e reelegendo Fernando Bandeira para a Egrégia Municipal. Nas eleições de 2020, apoiou a candidatura de Cléber da Caixa, indicando a então Presidente da Famocol, Daniele Carvalho para o vice.

Criado em 2012, como PEN, o Patriota, adotou esse nome em 2018 visando atrair o então Deputado Federal Jair Bolsonaro, para concorrer à Presidência pela legenda, algo que não ocorreu pelo fato do mesmo não conseguir intervir na direção do partido em Minas Gerais, embora o partido tenha lhe oferecido todas as demais direções estaduais. Em 2018, o partido não alcançou a cláusula barreira, incorporando o PRP. Em 2022, o partido não alcança novamente a cláusula de barreira, o que o levou a iniciar o processo de fusão com o PTB, que resultou no PRD, homologado no último dia nove pelo TSE.

O Patriota estreou na eleição municipal de Conselheiro Lafaiete em 2016, formando coligação proporcional com o PMN integrando a coligação majoritária que apoiou a candidatura de Benito Laporte. Em 2020, o partido lançou a candidatura do empresário Aloísio Rezende à Prefeitura, tendo como vice a administradora Elisa Lopes. Neste mesmo ano o partido elegeu Erivelto Jayme para a Câmara.

O PRD será coordenado a nível estadual pelo Deputado Federal Fred Costa e a nível municipal pelo Vereador Erivelto Jayme, que terá dentre outros desafios a formação da chapa proporcional, podendo ou não colocar o partido na eleição majoritária, lançando um candidato ou indicando o nome do vice.
A partir de agora são dois partidos que encerram sua história na política nacional e um novo partido que surge, tendo como primeiro desfaio as eleições municipais do próximo ano, que são a base das eleições gerais de 2026.

, , , , , , , ,

Últimas Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade

© 2023 – Criado por  Dr. Hosting Brasil.