13 de abril de 2024 19:24

Operação mira quadrilha que extorquia autoridades que pagavam por pornografia

Entre as vítimas, estão funcionários públicos, secretários estaduais e governadores

Uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal, deflagrada na manhã desta quinta-feira (28), mira uma quadrilha especializada em crimes de extorsão contra autoridades que pagavam para acessar grupos de compartilhamento de pornografia na internet.

Quatro pessoas foram presas em São Paulo e na Bahia. Policiais civis também cumpriram cinco mandados de busca e apreensão na capital paulista e em Feira de Santana e Salvador, na Bahia.

Os principais alvos do grupo eram funcionários públicos e parentes, secretários estaduais e ao menos um governador. A polícia não divulgou a identidade das vítimas, que na maioria são moradoras do Distrito Federal.

Segundo a polícia, após identificar possíveis vítimas, os criminosos aprofundavam as pesquisas por meio de acesso indevido em bases de informações sigilosas pertencentes à segurança pública.

Durante os contatos e conversas, os criminosos exigiam sucessivas transferências de Pix em troca de deixar as vítimas em paz. Há registros de transferências de até R$ 20 mil.

Ainda de acordo com a polícia, a investigação identificou que os criminosos agiam de São Paulo e da Bahia, além de terem conexão com facções criminosas desses Estados.

FONTE ITATIAIA

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade