12 de junho de 2024 15:43

MORADORES REBATEM.”eu visito as obras todos os dias”, observa Prefeito Mário Marcus sobre a construção da galeira na parte baixa; paralisação já chega a mais de 5 horas

Já dura mais de 5 horas a paralisação dos moradores na Rua Monsenhor, o principal acesso a Lafaiete (MG) trancando o trânsito ao Viaduto Duartina Nogueira. Os protestos são pela falta de explicações e transparência sobre as obras de construção de uma galeira de águas pluviais para por fim às enchentes na parte baixa da cidade. Enquanto isso, o caos tomou Lafaiete. A PM está no local e os moradores resistem.

A obra, iniciada em outubro do ano passado, interditou parte das ruas Marechal Floriano e Dr. Moreira, fechando comércios e promovendo transtornos aos moradores. A previsão é de que a obra durasse 6 meses mas se arrasta há 8 meses com amplas críticas populares. Moradores querem a presença do prefeito Mário Marcus ao local para assumir um compromisso de público com os moradores. Uma das reclamações é a lentidão no ritmo das obras em que há dias de apenas um trabalhador no local.

Visita a obras

Em podcast que foi ao ar ontem (10), o prefeito informou que visita a obra todos os dias. Ao ser questionado sobre as mudanças, a apresentandora comentou que os comerciantes estão bravos. “Eles têm razão. Soltamos uma nota de que vamos terminar até o final do mês. Vimos que eles vão fazer uma manifestação, o que é um direito deles. Sempre recebemos os moradores que nos procuraram e conversamos com todos. Aliás eu visito a obra todos os dias. Se e pessoa quiser falar comigo eu estou lá nas ruas. Inclusive como faço em todas as obras”, citou.

Segundo ele, foram detectados problemas na rede de esgoto e água, devido à precariedade e ao tempo de uso das instalações existentes, exigindo substituições feitas pela COPASA.
Outro fator foi o atraso da CEMIG na execução dos trabalhos necessários na rede elétrica, o que impactou diretamente o andamento das obras. Paralelamente, as empresas de telefonia e internet demoraram na retirada dos cabos de rede, contribuindo para os atrasos. “Prolongaríamos a obra, mas entregaríamos uma obra definitiva. Se Deus quiser vamos concluir e entregar com todas as vias asfaltadas”, citou.

“O prefeito visitou sim as obras, mas não todos os dias, isso não é verdade, tanto que hoje ele não veio aqui e estamos aguardando a presença dele”, rebateram as lideranças a nossa reportagem.

A informação é de que o prefeito não está em Lafaiete, mas que ao retornar receberia representantes dos moradores, às 17h, em seu gabinete. Da parte dos manifestantes, eles até concordam de liberar a via, mas a reunião teria que acontecer na rua Dr. Moreira, o que gera um impasse.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade