Apesar da queda em março, economia da região segue tendência de geração de empregos

10

Apesar do aquecimento do mercado de trabalho na região com a contratação de cerca de 800 funcionários para a parada da Gerdau, o que deve repercutir nas estatísticas de abril, a região fechou pela primeira vez em 2019, com saldo negativo. Foram fechadas 55 vagas de emprego no mês de março. O resultado, no entanto, não altera a tendência de retomada gradual da economia, já que no acumulado do ano (janeiro a março) houve saldo positivo de 450 vagas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (24) pela Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Cidades

A cidade da região que mais perdeu empregos em março foi Lafaiete com saldo de 95 vagas a menos. Congonhas ficou com 15 empregos fechados no mês. Jeceaba gerou 38 novos empregos e Ouro Branco 13.

Positivo

Nos 3 primeiros meses, Lafaiete tem um saldo positivo de 151 empregos, Congonhas, Congonhas 173 e Ouro Branco com 96 novas vagas. Jeceaba gerou 72 empregos entre janeiro a março. Em abril, a  expectativa é de impacto altamente positivo na economia regional com a contratação da Usiminas Mecânica.