Associação Os Bem-Te-Vis promove ações socioculturais em Itatiaia

135

Em seus mais de dez anos de atuação, a Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, de Itatiaia (Ouro Branco/MG) tem muito a comemorar. A principal vitória é a aprovação do projeto de restauro da Matriz de Santo Antônio, cujas obras tiveram início em novembro de 2014. Além dessa obra grandiosa, a Associação vem, desde 2001, promovendo oficinas socioculturais e ainda coordena a Biblioteca Comunitária Professor Reinaldo Alves de Brito.

A lojista Vanessa Imaculada Bruno é uma das entusiastas da Associação Os Bem-Te-Vis. Ela foi aluna de oficinas de violão e cultura digital. Seu envolvimento com as atividades da Associação foi tão grande que ela passou a ser secretária da instituição e iniciou a produção de seu informativo institucional. A biblioteca é o destaque das ações, acredita Vanessa, porque proporciona aos jovens um espaço de lazer e de conhecimento. “Antes os jovens ficavam só em casa porque não tinha nada pra fazer. Faltava algo e a Associação mudou isso”, afirma. Vanessa precisou se mudar de Itatiaia, mas acompanha até hoje o trabalho da Associação, virtualmente ou em visitas que faz à localidade.

Jéssica Ferreira, moradora de Itatiaia e estudante de Direito, também exalta a biblioteca mantida pela Associação. “Tem obras de Balzac, de Fernando Sabino, Jorge Amado, Cecília Meirelles. A biblioteca é um patrimônio da comunidade”, enfatiza. O restauro da Matriz é algo que enche os olhos de Jéssica: “Nossa igreja é um patrimônio importantíssimo e o restauro é o maior presente que a comunidade pode receber”, completa.

A professora de Matemática Miriam de Faria é apoiadora da Associação desde a época de sua fundação. Ela ressalta que Os Bem-Te-Vis são muito acolhedores com quem faz cultura, em especial com as outras associações culturais de Ouro Branco. Ela conta que a Associação de Dança, Música e Teatro de Ouro Branco (ADMTOB) foi criada com o incentivo e o apoio dos Bem-Te-Vis. Além disso, a Associação investe na valorização da cultura local, o que transmite segurança para a comunidade “Sempre que tenho aluno de Itatiaia, percebo que eles são mais conscientes de seus deveres e direitos, e isso é fruto do trabalho da Associação Os Bem-Te-Vis”, explica.

“O trabalho da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis é promover a inclusão sociocultural e educativa e proteger e preservar o patrimônio cultural de Itatiaia. A biblioteca, além de oferecer as obras para leitura, ainda tem espaço para que as crianças e jovens façam oficinas e atividades de reforço escolar. Também nos preocupamos em envolver desde o mais novo até os mais experientes com atividades sociais. Com a restauração da Matriz, vamos abarcar a comunidade em todo esse processo com ações de educação patrimonial, para que a própria comunidade se empodere e continue a preservar esse bem cultural e faça valer a preservação da igreja”, explica Máxima Bernadete, presidente da Associação.

Histórico

A Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis iniciou suas atividades em novembro de 2001. Tudo começou com a criação do Coral Os Bem-Te-Vis, Biblioteca Comunitária Professor Reinaldo Alves de Brito e Grupo de Artesanato Arteaia.

A Biblioteca Comunitária Professor Reinaldo Alves de Brito, que começou que a ser montada em 2001, com a doação de dois mil volumes. Seu acervo cresce constantemente, com doações de pessoas físicas, empresas e instituições. Atualmente, seu acervo ultrapassa mais de seis mil livros, com ênfase em literatura de todos os gêneros e para todas as idades, além de jornais, revistas e enciclopédias. A biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h e, além dos livros, oferece espaço para leitura e pesquisa gratuita na internet.

Entre os parceiros da Associação estão o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Ministério da Cultura, empresas públicas e privada e a comunidade de Itatiaia.

Matriz de Santo Antônio – Itatiaia

A Matriz de Itatiaia foi construída na primeira metade do século XVIII por iniciativa das irmandades do Santíssimo Sacramento, Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e São Benedito. Apresenta duas etapas distintas de construção. A capela-mor e os corredores laterais foram executados em estrutura de madeira com vedação de pau-a-pique e aparentam ser parte da primitiva capela original. A ela foram acrescidas, posteriormente, a atual nave, as torres e o frontão, em pedra. (Fonte: Iphan)

Durante os anos de 1982 a 1984, a matriz ficou exposta às intempéries climáticas, que acabaram por danificar os altares laterais e colaterais da nave e o forro, que foi perdido.

Em 2008, a Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis realizou o projeto Luminotécnico do monumento, que corria risco eminente de incêndio. Foram realizadas instalações elétricas internas, sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), som e segurança e também sistema de combate a incêndios.

O trabalho de restauro dos bens integrados da Matriz de Santo Antônio é realizado em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com Ministério da Cultura (MinC) e com Governo Federal. O projeto prevê a recuperação do interior da construção, contemplando elementos artísticos como retábulos, púlpito, arco-cruzeiro, balaustrada da nave e pia batismal. As obras tiveram início em novembro de 2014 e têm previsão de duração dois anos.

Mesmo durante a execução das obras, as atividades religiosas estão mantidas.