Com baixa adesão dos lafaietenses e eleitores da região, recadastramento biométrico terá horários ampliados

9

O desembargador Rogério Medeiros, presidente do TRE, anunciou, em Conselheiro Lafaiete, que as duas centrais de atendimento no município começarão a atender a partir das 10h na primeira semana de setembro. O novo horário, das 10h às 18h, é parte das estratégias que foram definidas em reuniões com os juízes e servidores dos cartórios eleitorais locais para fomento do recadastramento biométrico nos nove municípios que compõem as duas zonas eleitorais da cidade.

Também está sendo buscado o fortalecimento de parcerias com instituições públicas e privadas locais. Segundo o desembargador Rogério Medeiros, “a cooperação entre os poderes e instituições é muito importante para o sucesso do projeto da biometria”. Também ficou definido que haverá plantão de atendimento no próximo sábado (31), na central de atendimento da rua Narciso Júnior, 343, das 9h às 15h.

Além de se reunir com os juízes e servidores, o presidente visitou o prefeito do município, Mário Leão, que se colocou à disposição para colaborar com o estímulo do recadastramento biométrico em todas as frentes possíveis. Em seguida, o desembargador visitou o vereador Fernando Bandeira, presidente da Câmara Municipal, que também prometeu empenho do Legislativo Municipal em busca do sucesso da revisão biométrica. Vários vereadores estiveram presentes na reunião com os representantes do TRE. A juíza Roberta Fonseca, diretora da Escola Judiciária do TRE, e Adriano Denardi, diretor-geral do Tribunal, também participaram da visita à cidade.

Os índices de comparecimento dos eleitores nas nove cidades que compõem as zonas eleitorais de Lafaiete estão abaixo da expectativa do Tribunal, em especial no caso dos três municípios que têm o prazo da revisão terminando em 10 de outubro: Lamim, Queluzito e Santana dos Montes. Também em Ouro Branco, onde a Justiça Eleitoral tem um posto fixo de atendimento, os índices preocupam os dirigentes do Tribunal, pois, até agora, o recadastramento não chegou a 20% dos eleitores.

Palestra

No início da noite, o desembargador Rogério Medeiros proferiu palestra na Faculdade de Direito de Conselheiro Lafaiete sobre “Direito e Novas Tecnologias”. Ele abordou os impactos da robotização e da inteligência artificial no cenário do país, em especial na área jurídica; aspectos da Nova Lei de Proteção de Dados que entrará em vigor em 2020; os recursos tecnológicos utilizados pela Justiça Eleitoral desde a década de 80 e o problema da disseminação de notícias falsas, destacando a importância de o cidadão checar as informações antes de compartilhar.

Ao final, o professor Cirley José Henriques, diretor da Faculdade, disse que a entidade se empenhará ao máximo para colaborar com o sucesso do recadastramento biométrico na região de Lafaiete, por meio de ações de divulgação e de engajamento da comunidade acadêmica no projeto.