Conferência Regional LGBT discute combate ao preconceito

16
conferencia-LGBT.j
conferencia-grupo-de-trabalho
conferencia-grupo-de-trabalho
Conferencia-palestrante-Anderson-Cunha.
Conferencia-palestrante-Anderson-Cunha.
 conferencia-mesa-de-honra

conferencia-mesa-de-honra

“Foi um momento importante, onde os presentes discutiram de maneira séria e compromissada ideias e propostas para as políticas públicas voltadas para os direitos humanos do público LGBT buscando o enfrentamento e combate das violências e vulnerabilidade destas pessoas. São justamente de encontros como este que esperamos que saiam deliberações capazes de contribuir para o combate á discriminação”. Assim a secretária municipal de Desenvolvimento Social de Conselheiro Lafaiete, Zilda Helena dos Santos Vieira definiu a I Conferência Regional de Políticas Públicas e Direitos Humanos LGBT, realizada em Lafaiete no sábado 03/10.

Com o tema “Por um Brasil que Criminalize a Violência contra Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais” a conferência reuniu representantes de vários segmentos, entre eles NAP (Núcleo Antipreconceito), Grupo Cultural da Diversidade Sexual LGBT de Conselheiro Lafaiete Ideias Coloridas, Movimento Negro, ativistas de cidades integrantes da regional Vertentes, membros da Superintendência Regional de Saúde de Barbacena, do núcleo regional da Secretaria Estadual de Defesa Social e da Secretaria Estadual de Educação.

O palestrante Anderson Cunha Santos, que é professor chamou a atenção para a necessidade da participação de uma atuação mais presente de setores da educação para o enfrentamento do preconceito. Anderson Santos vê ainda um agravamento da atual conjuntura no país. “Estamos acompanhando com preocupação o surgimento de discursos que alimentam a intolerância, o que contribui para o aumento da violência”, pondera.

Também compartilha desta apreensão o vereador Antônio Severino de Resende Lobo. Toninho do PT, único representante do Legislativo presente à conferência demonstrou preocupação não só com o grupo LGBT, mas, também com outras minorias. “A bancada do PT, formada por três vereadores, vai lutar junto com vocês, mas adiantamos que não vai ser fácil, pois a maioria desta casa é conservadora”, desabafou o parlamentar, que, no entanto, disse que o momento é propício para as discussões em Lafaiete que tem neste momento, à frente da Secretaria de Desenvolvimento Social uma pessoa que defende o direito de todos e referiu-se ao prefeito Dr.Ivar como uma pessoa justa, e, portanto, também aberto às causas de igualdade dos direitos humanos dos homossexuais.

Da Conferência Regional de Políticas Públicas e Direitos Humanos LGBT foram eleitos delegados que participarão da etapa estadual, a ser realizada ainda em outubro.

De Conselheiro Lafaiete foram eleitos:

Dyogo Silva (Núcleo Anti Preconceito), Isabella Scolari (OAB), Josyane Silva (SMDS), Antônio Severino de Resende Lobo (Câmara Municipal), Elaine Matilde Resende (SMDS), Márcia Aparecida Rocha (Secretaria de Cultura), Gisele Barbosa e Valdirene Andrade da Silva (ONG Ideias Coloridas), Roberta Aparecida Antunes (SMDS), Girlânea dos Santos (SMDS), Nícia da Silva (Movimento Negro), Sandra Maria Gomes (SMDS) e João Paulo de Souza.

Também foram eleitos os delegados Fabiana e Fernando Bruno Menezes (Queluzito) e Laila Cristina Ferreira (Congonhas).

Fotos:divulgação/PMCL