Defesa Civil de Congonhas agiu rápido após alarme falso de sirene na área da barragem da CSN

9
Acionamento falso de sirene assustou moradores/Foto Fato Regional Cogonhas

Após ter sido avisada pela comunidade da região do bairro Residencial do acionamento de uma sirene de emergência instalada na barragem Casa de Pedra, de propriedade da companhia CSN, o que ocorreu por volta das 13h15 deste sábado, 4 de agosto, A Defesa Civil Municipal fez contato imediatamente com a empresa. A CSN garantiu que o acionamento não partiu de nenhum de seus funcionários ou mesmo da empresa contratada pela instalação do equipamento. Em seguida, a Defesa Civil se dirigiu à região dquele bairro de Congonhas para tranquilizar os moradores, ao mesmo tempo em que emitiu uma nota que foi lida ao vivo algumas vezes nessa tarde na Rádio Congonhas, com o mesmo objetivo. A CSN também divulgou nota prometendo tomar providências quanto ao ocorrido.

Acionamento falso de sirene assustou moradores/Foto Fato Regional Congonhas

Esta sirene é uma das cinco unidades instaladas pela empresa mineradora em sua área e nos bairros próximos à barragem Casa de Pedra. Elas constam do Plano de Ação de Emergência da Barragem de Casa de Pedra, do qual fazem parte ainda a Polícia Miiitar, Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil Estadual, o Núcleo de Emergência Ambiental – (NEA), a Agência Nacional de Mineração (ANM) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

A função da Defesa Civil Municipal neste Plano é fiscalizar todas as ações, inclusive o adequado funcionamento do sistema de sirenes. Por isso já solicitou à CSN laudo técnico sobre o ocorrido neste sábado.

O Plano vem passando por ajustes desde 2017. Até agora já foram realizados três simulados: os de dezembro de 2017 e de junho de 2018 visaram a testar o funcionamento das sirenes. O de 29 de julho deste ano serviu avaliou este sistema e serviu de treinamento de deslocamento da população para um determinado ponto de encontro.