Júri admite culpa mas absolve mulher acusada de envenenar leite de criança

17

O Tribunal do Júri absolveu, após sete horas de julgamento, a mulher acusada de envenenar o leite de um bebê. A decisão saiu por volta das 18h e gerou a revolta de familiares que protestaram e se retiraram da sala de sessão . O caso envolve a mulher, de nome Deborah. De forma contraditória, o Júri entendeu que a criança morreu em decorrência do envenenamento.

Familiares comemoram absolvição

Familiares comemoram absolvição que foi Deborah quem teria colocado o veneno no leite em pó. Apesar disso, os jurados absorveram a ré.  Por motivo da flagrante contradição, a Promotoria já recorreu e pediu a nulidade do Julgamento.