LIBERADA recuperação do saque de R$ 1.045 do FGTS

24

A Caixa Econômica Federal, que tem a responsabilidade pelos pagamentos do FGTS, não revelou o número de pessoas que ainda não receberam

Diversos trabalhados tinham planejado em seu orçamento o valor de R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No entanto, os beneficiários tomaram um susto nos últimos dias. Acontece que o cadastro do fundo, incompleto, impossibilita o depósito em contas da poupança digitais.

Caixa Econômica Federal, que tem a responsabilidade pelos pagamentos do FGTS, não revelou o número de pessoas que ainda não receberam. Até então, somente orientou que quem não conseguiu abrir conta poupança digital por falta de informações, como o endereço atual, data de nascimento, nome da mãe, deve procurar atualizar as informações.

Inicialmente, quando foram divulgadas as datas de pagamento, a Caixa não alertou sobre a possibilidade de inconsistências no cadastro, impossibilitando, assim, o recebimento.

O banco disse apenas que a abertura de contas digitais seria de forma automática. Sendo assim, devido ao impasse, o Banco instrui os trabalhadores a verificarem a situação do saque emergencial no aplicativo FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), disponível para smartphones e tablets dos sistemas Android e iOS.

No aplicativo, é possível conferir a situação e realizar as devidas atualizações.

O saque emergencial de até R$1.045 do FGTS

O procedimento para receber R$ 1.045 na poupança digital pode ser feito a qualquer momento pelo usuário. Até então, somente se faz necessário o acesso ao aplicativo, selecionar a opção “saque emergencial”, preencher os campos que se pede e autorizar a abertura da conta no seu nome.

Quem ainda aguarda pelo recebimento, somente com a atualização dos dados resolve o problema. Para quem já estava na expectativa de receber nas próximas semanas, o Banco diz que será marcada uma nova data, sendo possível acompanhar pelo aplicativo.

Até o momento, receberam os R$ 1.045 do FGTS trabalhadores aniversariantes de janeiro, fevereiro e março.

O banco informou ainda que existe três formas de consultar o cadastro:

  • 1 – Ligar no número 111
  • 2 – Acessar o aplicativo FGTS (disponível para Android e iOS)
  • 3 – Direto no site do FGTS

“A mensagem apresentada ao trabalhador informa se há necessidade de atualização do cadastro, que deve ser realizada pelo App FGTS, sem a necessidade de comparecer em uma agência. Com o cadastro atualizado, o crédito será programado para ocorrer na data prevista no calendário divulgado”, afirmou a Caixa.

Calendário de pagamento

  • 29 de junho: nascidos em janeiro
  • 6 de julho: nascidos em fevereiro
  • 13 de julho: nascidos em março
  • 20 de julho: nascidos em abril
  • 27 de julho: nascidos em maio
  • 3 de agosto: nascidos em junho
  • 10 de agosto: nascidos em julho
  • 24 de agosto: nascidos em agosto
  • 31 de agosto: nascidos em setembro
  • 8 de setembro: nascidos em outubro
  • 14 de setembro: nascidos em setembro
  • 21 de setembro: nascidos em dezembro

Calendário de saque e transferência

  • 25 de julho: nascidos em janeiro
  • 8 de agosto: nascidos em fevereiro
  • 22 de agosto: nascidos em março
  • 5 de setembro: nascidos em abril
  • 19 de setembro: nascidos em maio
  • 3 de outubro: nascidos em junho
  • 17 de outubro: nascidos em julho
  • 17 de outubro: nascidos em agosto
  • 31 de outubro: nascidos em setembro
  • 31 de outubro: nascidos em outubro
  • 14 de novembro: nascidos em novembro
  • 14 de novembro: nascidos em dezembro (Notícias Concursos)