Outra barragem em Brumadinho pode ceder; parte da cidade será evacuada

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Previsão de chuva para sábado torna segunda barragem ainda mais perigosa.

Aproximadamente 500 pessoas serão retiradas de suas casas localizadas na parte baixa de Brumadinho, às margens do Rio Paraopeba, perto da ponte principal da cidade, pois de acordo com o secretário de Governo do Município, Ricardo Parreiras, há o risco do rompimento de uma segunda barragem que afetaria diretamente essa região.

 A decisão foi tomada no fim da noite desta sexta-feira (25) pelo comitê de crise, que é composto pelo Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e polícias Militar e Civil. O objetivo da medida é evitar uma tragédia ainda maior na cidade.

“A parte mais baixa que a gente considera é a seguinte: o Canto do Rio, Pires e a rua Iaiá Sampaio. São as partes mais vulneráveis se houver o rompimento dessa segunda barragem. Não precisa ter pânico, pois ainda não houve o rompimento desta barragem, mas como ela está instável, pode causar danos maiores”, informou o secretário de governo de Brumadinho.

“A gente pede à população desta área que procurem casas de vizinhos e parentes. Quem não tiver para onde ir, vamos disponibilizar a Estação Conhecimento. Lá tem estrutura com colchões, alimentação e veículos para transporte. O pessoal pode procurar a Defesa Civil e ligar para a Polícia Militar no 190”, completou Ricardo Parreiras.

Barragem da mineradora Vale se rompe e atinge Brumadinho, em Minas Gerais – Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

O alto número de possíveis vítimas se dá pelo fato de a área de operação da Mina do Feijão ficar abaixo da barragem, no caminho que a onda de lama passou. Segundo informações da Vale, os prédios da medicina, RH, restaurante, apoio, armazém e oficina de equipamentos foram atingidos. Todos estavam em horário de operação durante o rompimento.

Mais cedo, o Corpo de Bombeiros contabilizou 7 mortes e cerca de 150 desaparecidos. Além disso, 9 pessoas foram resgatadas com vida da lama, e outras 100 que estavam ilhadas também foram resgatadas.

Em Brumadinho, Romeu Zema concedeu uma entrevista pouco esperançosa a respeito dos 150 desaparecidos: “Mas sabemos agora que as chances de haver sobreviventes são mínimas e que provavelmente resgataremos corpos“, disse o governador de Minas Gerais. Ainda na entrevista, Zema enfatizou que “neste momento a grande preocupação é acompanhar o estado da barragem que ainda permanece, ver se ela está segura e tomar todas as medidas necessárias. Parece que o tempo está estável, mas caso chova, (os rejeitos da barragem) devem se mover mais um pouco“.

-Minas Mais

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *