Pandemia: Lafaiete perde mais 600 empregos e Congonhas ganha 348 novos postos de trabalho em 2020

15
Lafaiete perdeu 608 postos de trabalho / DIVULGAÇÃO

Lafaiete perde nos 4 primeiros meses 608 postos de trabalho. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27), pela primeira vez neste ano, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. Os dados são referentes aos meses entre janeiro e abril.
Ouro Branco é 2ª na região com maior perda de emprego com 192. Já Congonhas gerou 248 empregos nos 3 primeiros meses.  Jeceaba também ganhou 43 novos empregados.
No acumulado das mais de 20 cidades o impacto é perda de 504 postos de trabalho.

Pandemia
Com a pandemia do novo coronavírus, que foi decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no dia 11 de março, os municípios adotaram restrições nas atividades econômicas, que exigiram o fechamento de grande parte do comércio, por exemplo, entre outras atividades.

Dados positivos

Em 2019, a região gerou 2.310 postos de trabalho e somente Lafaiete alcançou a marca de 800 novos empregos. Ouro Branco gerou 604 e Congonhas 462 empregos.

*Dados refentes aos meses de janeiro à abril