PM persegue bandidos e prende autores de roubo a lotérica; uma das vítimas sofreu infarto durante ação criminosa

19

Em 07 de dezembro às 16:17hs, os Policiais Militares foram acionados pelo COPOM do 31º BPM, a comparecerem  na Casa Lotérica, situada na Rua Arthur Bernardes, Bairro São João, onde segundo informações, havia acabado de ocorrer um roubo a mão armada. Segundo informações, dois indivíduos, sendo um trajando blusa preta desbotada, calça jeans e tênis, armado de revólver de cor escura e outro trajando blusa verde e calça preta, armado de revolver prateado, sendo que este último, utilizando de uma marreta, quebrou o vidro do guichê do estabelecimento, pulando em seguida para a área interna do balcão, pegando o dinheiro que estava nos caixas colocando dentro de uma bolsa preta e também dentro dos bolsos e dentro da calça. Que após pegarem o dinheiro saíram correndo pela Rua Arthur Bernardes, até a Avenida Santa Matilde, onde desceram correndo pelo beco Jair Pena de Resende, que dá acesso a Rua João Damasceno de Godoi e posteriormente a Rua Alfredo Elias Mafuz, até este momento os autores eram monitorados por uma escrivã.  Foi relatado ainda que um dos autores, que trajava a blusa verde e calça preta, deixou a arma cair dentro do estabelecimento durante a fuga. Imediatamente foi montado um cerco pelas viaturas do turno,  onde os Policiais Militares desembarcaram da viatura e desceram pelo beco, no encalço dos suspeitos, onde foi encontrado uma blusa de moletom na cor verde, dispensada durante a fuga. Nesse ínterim os Policiais Militares desceram pela Rua São Francisco, e quando chegaram na esquina com a Rua João Damasceno de Godoi viram duas motos que davam cobertura aos autores, sendo que seus condutores ao perceber a presença da Polícia Militar saíram em alta velocidade pela via, sendo que um deles, que pilotava a moto HONDA FAN CG 125 CG, de cor preta, placa HIA 9845, perdeu o controle do veículo, acertando a lateral direita da viatura, causando a quebra do farol lateral direito e amassamento da lataria, acima do farol direito. Com o acidente o motociclista caiu dentro do terreno da residência da Rua João Damasceno de Godoi. Ao cair o suspeito levantou e saiu correndo pulando os muros das residências vizinhas, sendo perseguido por um Policial Militar que  estava de folga e passava pelo local, porém, conseguiu escapar pulando o muro, caindo na Rua Alfredo Elias Mafuz e pulando o muro de acesso à linha férrea onde desapareceu em meio ao matagal. Nesse mesmo instante foi informado que os dois autores do roubo teriam pulado o muro, acessando também a linha férrea pela Rua Bernardo Guimarães. Os dois foram visualizados pela  correndo pela mata em direção a Rua Geraldo Marques, passando pelo campo do Amércia. Desta forma as viaturas policiais fizeram um novo cerco, desta vez na Rua Geraldo Marques, onde no rastreamento os suspeitos foram localizados correndo às margens do Rio Bananeira, fugindo na direção do centro. Após serem abordados foram identificados e foi encontrado a quantia de R$ 55,00 (cinquenta e cinco reais). Eles relataram aos militares que durante a fuga, dispensaram as roupas nas margens da linha férrea, que um dos menores infratores havia perdido uma das armas utilizadas dentro da lotérica assaltada. Que o outro menor infrator tinha dispensado a arma no beco de acesso a Rua Alfredo Elias Mafuz e havia trocado de roupa próximo nos vagões da MRS LOGÍSTICA, estacionados próximo ao Bairro Triângulo. Sendo assim, os militares deslocaram até os locais mencionados, localizando apenas as roupas que estavam jogadas nos trilhos. Durante as diligências os Policiais Militares deslocaram até o endereço onde a motocicleta está cadastrada e fizeram contato com o proprietário que relatou aos  Policiais Militares que nesta data que o autor foi até a casa dele e pediu a moto emprestada e até aquele momento não tinha devolvido. Desta forma, foi feito novos levantamentos sobre o paradeiro do mesmo, levando a crer que estaria recolhido na APAC local. Os Policiais Militares então deslocaram até aquele local onde fizeram contato com o, inspetor de segurança da APAC, relatando o acontecido. Este mostrou-se solidário acompanhando os Policiais Militares até onde se encontrava o possível autor. Este ao ser interpelado pelos Policiais  Militares, inclusive sobre as escoriações que apresentava pelo corpo (pernas e braços) mostrou-se nervoso dando várias versões diferentes, até mesmo dizendo que já teria devolvido a moto ao seu verdadeiro dono. Sendo que ao saber que os policiais já teriam feito contato com o dono da moto, confirmou que estava no local, mas, continuou dando versões desencontradas. Os Policiais Militares  compareceram na casa lotérica, onde fez contato com as vítimas onde foi verificado que uma das  vítimas, foi socorrida para o Pronto Socorro Municipal com suspeita de estar sofrendo um infarto, causado por forte stress sofrido durante a ação criminosa. Foi relatado pela vítima, que o autor, posteriormente identificado que vestia a blusa de moletom verde, após quebrar o vidro do guichê da lotérica, pulou o balcão e gritando “perdeu, perdeu…passem o dinheiro” e mostrando-se muito agressivo, deu socos em suas costas e no peito da outra vítima. Que depois de sofrer a agressão tentou esconder-se em local seguro. O ambiente do crime foi devidamente preservado, comparecendo no local a Perita de Plantão, onde após realizar os trabalhos de praxe recolheu a arma perdida por um dos autores, sendo ela um revólver cal .22, inoxidável, com numeração ilegível, contendo duas munições intactas e recolheu também a marreta utilizada pelo autor para quebrar o vidro do estabelecimento. A vítima ficou internada, tendo a médica de plantão informado que seu estado clínico era delicado e sério, não podendo, assim, ser apresentada à autoridade policial para testemunhar. Diante dos fatos narrados foi dada voz de prisão ao autor de 19 anos,  por roubo a mão armada a estabelecimento comercial e dada voz de apreensão a dois menores infratores  ambos de 17 anos,por roubo a mão armada a estabelecimento comercial. Todos os direitos constitucionais dos preso/apreendidos foram garantidos assim como tiveram suas integridades físicas preservadas. Foi feito o uso de algemas pelo receio de fuga. Não foi feito o uso da força pelas equipes que participaram da ocorrência. Após passarem pelo médico de plantão do Pronto Socorro Municipal, onde foi feito o Auto de Corpo de Delito, todos forma levados até a Delegacia de Polícia Civil ficando à disposição da autoridade policial. Na rota de fuga foi encontrado R$ 5,00; 01 blusa de cor preta e 02 chips, sendo um da operadora OI e outro da VIVO. Nos trabalhos da perícia foi encontrado 03 munições. Não foi informado pelos funcionários da lotérica o valor roubado.

Foto:ilustrativa