Presidente dá “puxão de orelhas” e cobra postura de vereadores de Lafaiete

8
Vereador Zezé do salão/Foto:Arquivo

Em meio a polêmica instalada, o presidente Zezé do Salão (PMN) usou da prerrogativa do cargo e pregou uma lição aos vereadores na postura durante as sessões. Aproveitando do momento ele chamou cobrou mais seriedade dos edis. “Acredito que o vereador Pedrinho que sua postura não foi maldosa, mas deixou a entender que foi em tom de brincadeira. Penso que tem de conduzir melhor forma de falar”, disse em tom de crítica direcionada a Américo.
Em seguida deu um puxão de orelhas nos vereadores e desabafou. “Estou desanimado de tanto ficar batendo nesta campainha. Acho que está falando respeito aqui no plenário. A situação é chata e difícil. Ainda bem que faltam pouco mais de 30 dias para entregar meu cargo. Mas estou desanimado com a situação. Falta organização. O vereador está aqui discutindo e tem vereador discutindo com o público ou em conversas paralelas que atrapalham as votações. Deixo aqui meu desabafo. Me desculpem, mas precisamos de mais seriedade neste plenário durante as sessões”, cobrou.
Já o vereador Gildo Dutra (PV) elogiou a cobrança incisiva do presidente. “Agora eu vejo como é difícil sentar nesta cadeira de presidente. Estou solidário a sua pessoa e que sirva de alerta suas palavras para os próximos doais anotes restantes do nosso mandato”.
Postura

A Câmara de Vereadores passou por uma profunda renovação nas últimas eleições. Infelizmente o que era para ser positivo ainda não se mostrou salutar. Alguns vereadores insistem em manter posturas que demonstram pouco ou nenhum comprometimento com o cargo que ocupam. Muitos chegam atrasados às sessões plenárias, outros passam o tempo dispersos durante as discussões dos projetos e outros não participam dos debates.

Depois do puxão de orelhas do presidente da Casa é grande a expectativa para que a Câmara assuma de fato uma nova postura.

Foto: Divulgação/ Câmara Municipal

Vereador Jose Ricardo Sirio
Vereador Jose Ricardo Sirio