Novo valor adicional do Bolsa Família surpreende brasileiros

Pelas contas do governo de transição, mais de 8,8 milhões de crianças poderão receber o adicional de R$ 150 do Bolsa Família

Pelas contas do governo de transição, pouco mais de 8,8 milhões de crianças poderão receber o saldo adicional de R$ 150 no Bolsa Família no próximo ano. Esta é a estimativa da equipe do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Eles chegaram neste número após uma série de reuniões que aconteceram na última segunda-feira (07/11).

Saber quantas crianças podem ganhar o adicional é um passo importante para entender quanto o governo terá que gastar para bancar esta promessa. Ainda tomando como base as contas do governo eleito, algo em torno de R$ 1,8 bilhão já seria mais do que suficiente para pagar o bônus mensal durante todo o ano de 2023.

A avaliação geral do PT e de economistas é de que não há espaço para liberar este montante dentro do teto de gastos. Assim, a proposta que será enviada ao Congresso Nacional indicará que toda despesa com o Bolsa Família a partir de 2023 deverá ficar fora do teto de gastos. Desta forma, o governo não teria que se preocupar com as leis de responsabilidade fiscal neste ponto.

Outras despesas

Vale lembrar que o adicional de R$ 150 por filhos menores de seis anos de idade não é a única despesa que o novo governo está pensando em aumentar. Há a ainda a ideia de manter o valor de R$ 600 para o próximo ano. Para este movimento, será necessário inserir mais de R$ 2,2 bilhões ao plano de orçamento.

Inicialmente, a ideia era apresentar a proposta de emenda à Constituição (PEC) sobre este assunto já nesta terça-feira (8). Contudo, o governo eleito ainda estaria aparando algumas arestas e deve adiar a entrega do documento ao Congresso Nacional. Em tese, o PT precisa aprovar esta proposta até o dia 15 de dezembro, quando o Parlamento entra em recesso de final de ano.

Quem vai receber adicional de R$150 do Bolsa Família?

Tomando como base as promessas de Lula durante a campanha, o adicional de R$ 150 será pago junto com o Bolsa Família para as famílias que possuem crianças menores de seis anos de idade registradas no sistema do Cadúnico. 

Trata-se de um benefício de caráter acumulativo, isto é, uma casa com duas crianças menores de seis anos de idade vai receber mais R$ 300 adicionais. Se foram três filhos nesta faixa etária, então a família recebe R$ 450.

Em caso de aprovação da ideia pelo Congresso Nacional, não será necessário inscrever os seus filhos menores de seis anos de idade no sistema. O próprio Ministério da Cidadania analisará os dados registrados no Cadúnico para definir quem poderá receber o saldo.

Auxílio Brasil segue

Em 2022, os pagamentos do Auxílio Brasil no valor de R$ 600 seguem normalmente. Nesta semana, o Ministério da Cidadania confirmou ao Portal R7 que não vai adiantar as datas das liberações deste mês de novembro.

Assim, fica definido que os depósitos do Auxílio neste mês começam no próximo dia 17, sempre tomando como base o final do Número de Inscrição Social (NIS) de todos os usuários. No dia 17, por exemplo, recebem aqueles que possuem o NIS 1.

O Governo eleito ainda não definiu se as pessoas que receberão o Bolsa Família em 2023, são basicamente as mesmas que hoje recebem o Auxílio Brasil. De toda forma, é provável que o público atendido seja o mesmo, sem necessidade de nova inscrição.

FONTE NOTICIAS CONCURSOS

Novo valor adicional do Bolsa Família surpreende brasileiros

Pelas contas do governo de transição, mais de 8,8 milhões de crianças poderão receber o adicional de R$ 150 do Bolsa Família

Pelas contas do governo de transição, pouco mais de 8,8 milhões de crianças poderão receber o saldo adicional de R$ 150 no Bolsa Família no próximo ano. Esta é a estimativa da equipe do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Eles chegaram neste número após uma série de reuniões que aconteceram na última segunda-feira (07/11).

Saber quantas crianças podem ganhar o adicional é um passo importante para entender quanto o governo terá que gastar para bancar esta promessa. Ainda tomando como base as contas do governo eleito, algo em torno de R$ 1,8 bilhão já seria mais do que suficiente para pagar o bônus mensal durante todo o ano de 2023.

A avaliação geral do PT e de economistas é de que não há espaço para liberar este montante dentro do teto de gastos. Assim, a proposta que será enviada ao Congresso Nacional indicará que toda despesa com o Bolsa Família a partir de 2023 deverá ficar fora do teto de gastos. Desta forma, o governo não teria que se preocupar com as leis de responsabilidade fiscal neste ponto.

Outras despesas

Vale lembrar que o adicional de R$ 150 por filhos menores de seis anos de idade não é a única despesa que o novo governo está pensando em aumentar. Há a ainda a ideia de manter o valor de R$ 600 para o próximo ano. Para este movimento, será necessário inserir mais de R$ 2,2 bilhões ao plano de orçamento.

Inicialmente, a ideia era apresentar a proposta de emenda à Constituição (PEC) sobre este assunto já nesta terça-feira (8). Contudo, o governo eleito ainda estaria aparando algumas arestas e deve adiar a entrega do documento ao Congresso Nacional. Em tese, o PT precisa aprovar esta proposta até o dia 15 de dezembro, quando o Parlamento entra em recesso de final de ano.

Quem vai receber adicional de R$150 do Bolsa Família?

Tomando como base as promessas de Lula durante a campanha, o adicional de R$ 150 será pago junto com o Bolsa Família para as famílias que possuem crianças menores de seis anos de idade registradas no sistema do Cadúnico. 

Trata-se de um benefício de caráter acumulativo, isto é, uma casa com duas crianças menores de seis anos de idade vai receber mais R$ 300 adicionais. Se foram três filhos nesta faixa etária, então a família recebe R$ 450.

Em caso de aprovação da ideia pelo Congresso Nacional, não será necessário inscrever os seus filhos menores de seis anos de idade no sistema. O próprio Ministério da Cidadania analisará os dados registrados no Cadúnico para definir quem poderá receber o saldo.

Auxílio Brasil segue

Em 2022, os pagamentos do Auxílio Brasil no valor de R$ 600 seguem normalmente. Nesta semana, o Ministério da Cidadania confirmou ao Portal R7 que não vai adiantar as datas das liberações deste mês de novembro.

Assim, fica definido que os depósitos do Auxílio neste mês começam no próximo dia 17, sempre tomando como base o final do Número de Inscrição Social (NIS) de todos os usuários. No dia 17, por exemplo, recebem aqueles que possuem o NIS 1.

O Governo eleito ainda não definiu se as pessoas que receberão o Bolsa Família em 2023, são basicamente as mesmas que hoje recebem o Auxílio Brasil. De toda forma, é provável que o público atendido seja o mesmo, sem necessidade de nova inscrição.

FONTE NOTICIAS CONCURSOS

Aposentadoria do INSS pode chegar a R$ 8.859,02; saiba quem pode

Com o valor adicional, os aposentados podem ultrapassar o teto salarial do instituto, que está em R$ 7.087,22 atualmente, podendo chegar a até R$ 8.859,02.

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já podem receber um adicional de 25% no valor da aposentadoria. Com o valor adicional, os aposentados podem ultrapassar o teto salarial do instituto, que está em R$ 7.087,22 atualmente, podendo chegar a até R$ 8.859,02.

Adicional de 25% do INSS

Podem receber o adicional de 25% do INSS  os segurados que são beneficiados com a aposentadoria por invalidez, que é paga às pessoas portadoras de deficiência extrema, que dependem de terceiros para a realização de atividades comuns, como comer, tomar banho e se locomover.

A finalidade do pagamento extra é o auxílio para esse  grupo de beneficiários do instituto que, geralmente, possuem necessidades maiores que os demais.

Critérios para receber o adicional do INSS

Em 2021, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o adicional de 25% seria pago apenas aos aposentados por invalidez. No entanto, de acordo com o INSS, o valor extra poderá ser pago nas seguintes situações:

  • Cegueira total;
  • Perda de no mínimo nove dedos das mãos;
  • Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores;
  • Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível;
  • Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível;
  • Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível;
  • Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social;
  • Doença que exija permanência contínua no leito;
  • Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.

Como solicitar o adicional de 25% do INSS?

O segurado que deseja receber o adicional deve agendar uma perícia médica por meio do site ou aplicativo “Meu INSS” ou também pelo telefone 135. No dia da análise, o aposentado deve apresentar os documentos necessários, como RG, CPF, laudos médicos e exames.

Passo a passo de como agendar a perícia médica:

  1. Acesse o site ou aplicativo Meu INSS;
  2. Clique em “Agendar Perícia” e, em seguida, em “Novo Requerimento”;
  3. Escolha entre “Perícia Inicial” se for a primeira vez, ou “Perícia de Prorrogação” se já estiver em benefício;
  4. Siga as orientações que aparecem na tela;
  5. Informe os dados necessários para concluir a solicitação.

O resultado da perícia pode ser consultado na própria plataforma do Meu INSS. Confira como realizar o procedimento:

  1. Acesse a plataforma do Meu INSS;
  2. Informe o seu CPF e siga as orientações;
  3. No menu, busque pela opção “Resultado do Benefício por Incapacidade”;
  4. Feito isso, será disponibilizado um arquivo para baixar, nele conterá a informação se o benefício foi concedido ou não.

Nos casos em que o acréscimo não for concedido, pode significar que o perito do INSS descartou a necessidade da assistência permanente de terceiros. Porém, caso o aposentado não concorde com a decisão, é possível entrar com uma ação judicial.

FONTE NOTICIAS CONCURSOS

INSS: Veja quem pode receber o adicional de 25% na aposentadoria

Aposentados por incapacidade permanente podem solicitar o adicional de 25% ao INSS caso não consigam realizar sozinhos suas atividades do dia a dia.

O adicional de 25% do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é concedido ao segurado que não consegue sozinho realizar suas atividades básicas do dia a dia, tendo a necessidade de ser auxiliado por um cuidador.

No entanto, segundo a lei vigente, o acréscimo de 25% no valor do benefício se estende apenas para a aposentadoria por invalidez. Veja a seguir quem tem direito e como solicitar.

Quem tem direito ao acréscimo de 25%?

Em 2021, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o adicional de 25% seria concedido apenas aos aposentados por invalidez. Todavia, segundo o INSS, só pode ser disponibilizado nas seguintes situações:

  • Cegueira total;
  • Perda de no mínimo nove dedos das mãos;
  • Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores;
  • Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível;
  • Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível;
  • Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível;
  • Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social;
  • Doença que exija permanência contínua no leito;
  • Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.

Como solicitar o acréscimo de 25%?

O aposentado que deseja ter esse adicional deve agendar uma perícia através do número 135 ou pelo site ou aplicativo “Meu INSS”. Veja como realizar o procedimento.

Pelo app:

  1. Baixe o aplicativo Meu INSS no seu celular;
  2. No canto superior direito, clique em “Entrar”;
  3. Caso já tenha conta, digite seu CPF e senha. Caso contrário, clique em “Crie sua conta”
  4. No canto direito inferior, selecione “Agendar Perícia”;
  5. Clique na perícia desejada;
  6. Siga as orientações e conclua o agendamento.

Pelo site:

  1. Acesse https://meu.inss.gov.br/;
  2. No canto superior esquerdo, clique em “Entrar”;
  3. Caso já tenha conta, digite seu CPF e senha, caso contrário, clique em “Crie sua conta”;
  4. Clique em “Agendar Perícia”;
  5. Selecione a opção referente ao seu caso:
  • Perícia inicial (se for a primeira vez);
  • Perícia de prorrogação (se recebe o benefício e ainda não tem condições de retornar ao trabalho);
  • Remarcar perícia (caso não possa comparecer no dia e hora agendados ou não tenha sido atendido pelo perito);
  • Perícia Presencial por Indicação Médica (após análise dos documentos médicos anexados no pedido inicial);
  1. Selecione a agência, dia e horário desejados.

Como consultar o resultado da perícia?

O resultado da perícia pode ser consultado na própria plataforma do Meu INSS. Confira como realizar o procedimento:

  1. Acesse a plataforma do Meu INSS;
  2. Informe o seu CPF e siga as orientações;
  3. No menu, busque pela opção “Resultado do Benefício por Incapacidade”;
  4. Feito isso, será disponibilizado um arquivo para baixar, nele conterá a informação se o benefício foi concedido ou não.

Nos casos em que o acréscimo não for concedido, pode significar que o perito do INSS descartou a necessidade da assistência permanente de terceiros. Porém, caso o aposentado não concorde com a decisão, é possível entrar com uma ação judicial.

FONTE NOTICIAS CONCURSOS

Auxílio Brasil paga adicional em junho; veja quem pode receber

Famílias aprovadas no programa que se enquadram em condições específicas podem sacar valor extra neste mês.

O calendário de junho do Auxílio Brasil começa no dia 17 de junho para cerca de 18,1 milhões de famílias. A boa notícia é que parte dos beneficiários terá direito a um adicional no valor da parcela para ajudar na compra do gás de cozinha.

Atualmente, nenhum segurado do programa pode receber menos de R$ 400 por mês. A regra foi estabelecido via Medida Provisória (MP) no fim do ano passado, mas se tornou permanente por decisão do governo federal.

O Auxílio Brasil substituiu o Bolsa Família como o maior programa de transferência de renda do país. Para participar, é preciso ter cadastro no CadÚnico, além de estar em condição de extrema pobreza (renda mensal familiar R$ 105 por pessoa), ou de pobreza (renda familiar de até R$ 210 mensais por pessoa).

Benefício turbinado

Em junho, parte dos contemplados também terá acesso ao vale-gás nacional para complementar as finanças. O benefício é somado ao valor da parcela e tem como objetivo auxiliar na compra do botijão de gás, que disparou de preço nos últimos meses.

Cerca de 5,6 milhões de brasileiros receberam o Auxílio Gás em abril, quando sua última parcela foi liberada. Os repasses ocorrem a cada dois meses e equivalem a pelo menos 50% do preço médio nacional do botijão de 13 kg, conforme apuração feita pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

É possível que mais famílias sejam adicionadas à folha de pagamento de ambos os programas neste mês. Pelo menos essa é a promessa do Ministério da Cidadania, pasta que cuida dos benefícios. Para mas informações, acesse o aplicativo Auxílio Brasil (disponível para Android e iOS).

Calendário do Auxílio Brasil

FONTE EDITAL COCNURSOS

Veja como estudantes podem receber adicional de R$ 100 pelo Auxílio Brasil

Conheça um pouco mais sobre os benefícios do Auxílio Brasil criados para incentivar o desempenho de alunos no esporte e nos estudos.

Auxílio Brasil realiza pagamentos mensais de, no mínimo, R$ 400 aos beneficiários. No entanto, esse valor pode ser ainda maior no caso de famílias com estudantes, que podem ter direito a um adicional no valor de R$ 100.

Segundo as regras do Auxílio Brasil, os pagamentos extras mensais no valor de R$ 100 são depositados junto com os pagamentos regulares do benefício. Para receber a quantia extra, é necessário que os estudantes da família inscrita atendam os requisitos dos benefícios Auxílio Esporte Escolar ou Bolsa de Iniciação Científica Júnior.

Auxílio Esporte Escolar

O benefício complementar foi desenvolvido para o incentivo de crianças e adolescentes, com idade entre 12 e 17 anos. A ideia é que eles se dediquem aos esportes e, em caso de destaque em competições escolares, desde que reconhecidas pelo MEC, a ajuda extra em dinheiro seja disponibilizada.

Sendo assim, aqueles que ficam entre o primeiro e segundo lugar podem receber uma parcela única de R$ 1 mil ou 12 parcelas de R$ 100 em cada mês.

Bolsa de Iniciação Científica Júnior

Com o intuito de apoiar o desenvolvimento científico dos estudantes, foi criado o  Bolsa de Iniciação Científica Júnior. Ele é repassado aos estudantes de famílias com filhos incluídos no Auxílio Brasil e que conquistaram um bom desempenho em competições acadêmicas.

Dentre elas, são aceitas, feiras, olimpíadas, além de outras formas de avaliação do conhecimento aprovadas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Assim como na parte esportiva, também é oferecido um adicional de R$ 1 mil em parcela única ou de R$ 100 durante 12 meses.

Calendário Auxílio Brasil de junho

Veja a seguir as datas de repasse do benefício deste mês às famílias assistidas:

  • NIS final 1: 17 de junho de 2022;
  • NIS final 2: 20 de junho de 2022;
  • NIS final 3: 21 de junho de 2022;
  • NIS final 4: 22 de junho de 2022;
  • NIS final 5: 23 de junho de 2022;
  • NIS final 6: 24 de junho de 2022;
  • NIS final 7: 27 de junho de 2022;
  • NIS final 8: 28 de junho de 2022;
  • NIS final 9: 29 de junho de 2022;
  • NIS final 0: 30 de junho de 2022.

Para saber o quanto vai receber de benefício, o interessado pode baixar o aplicativo do Auxílio Brasil (Android e iOS)  ou acessar o Caixa Tem. Outra opção é ligar para o Ministério da Cidadania, no 121, ou no atendimento Caixa, pelo número 111.

FONTE EDITAL CONCURSOS

Caixa libera benefício adicional de R$ 2.900; Veja se você tem direito

Saiba agora mesmo se você possui o adicional de R$ 2.900 do FGTS

A Caixa Econômica Federal, em parceria com o Governo Federal, está executando o lançamento do saque de até R$ 1 mil do FGTS. A nova modalidade vai estar disponível a partir do dia 20 de abril.

O objetivo é contemplar os cidadãos que ainda tenham algum saldo no seu fundo e que não tenham nenhum bloqueio. No enquanto essa não é única modalidade para ter acesso à retirada do FGTS nos dias de hoje.

Veja se você tem direito ao adicional de R$ 2.900 pela Caixa do FGTS

Essa é uma possibilidade de saque-aniversário do FGTS, modalidade que permite que os trabalhadores brasileiros possam fazer um saque de parte de seus recursos anualmente. Lembrando que esses pagamentos são feitos sempre no mês do aniversário do trabalhador.

Contudo, se caso você tiver  com a modalidade de saque-aniversário disponível, tem direito de sacar até R$ 2,9 mil, valor que pode variar de pessoas para pessoa. O saque-aniversário pode mudar de valor, de acordo com o saldo que você tem em conta, então, dependendo do trabalhador, o saque pode variar de R$ 50 a R$ 2,9 mil.

Você pode baixar o aplicativo do FGTS, que está disponível para Android e iOS, para poder fazer uma simulação de quanto você poderá receber.

Vale lembrar que, para ter acesso a essa modalidade de saque-aniversário, é preciso fazer um pedido, e quem faz esse pedido automaticamente não tem mais direito ao saque-rescisão do FGTS. Então nesses caso, o trabalhador recebe somente a multa de 40% sobre o total do fundo, paga pelo empregador.

Valor do saque-aniversário

Como dissemos acima, o valor do saque-aniversário vai variar de acordo com o saldo presente na conta. Ou seja, quanto maior for o fundo, menor será o percentual de retirada.

Porém, os saldos maiores têm adicionais maiores, desse modo o trabalhador pode resgatar até R$ 2.900, além do valor liberado pelo saque. Veja as faixas de saque-aniversário na tabela abaixo.

Faixas de saldo em R$Percentual de retiradaParcela adicional
Até R$ 50050%
De R$ 500,01 a R$ 1.00040%R$ 50
De R$ 1.000,01 a R$ 5.00030%R$ 150
R$ 5.000,01 a R$ 10.00020%R$ 650
R$ 10.000,01 a R$ 15.00015%R$ 1.150
R$ 15.000,01 a R$ 20.00010%R$ 1.900
Acima de R$ 20.000,015%R$ 2.900

FONTE EDITAL CONCURSOS

Descubra aqui se você vai ganhar o adicional de R$ 200 do Auxílio Brasil

O governo federal adicionou um novo benefício dentro do pagamento do Auxílio Brasil. Nesta semana, o ministério da cidadania divulgou que vai conceder um adicional de R$ 200 nas mensalidades da iniciativa social.

O valor refere-se ao benefício de inclusão produtiva urbana, que é voltado a um grupo especial de beneficiários. Abaixo, confira quem recebe esse adicional.

Descubra se você vai ganhar o adicional de R$ 200 do Auxílio Brasil

Ao buscar movimentar a economia do Brasil e ganhar o voto dos mais vulneráveis, Bolsonaro vai aumentar o valor do Auxílio Brasil em R$ 200. Esse valor a mais deve promover a inserção dos contemplados pelo benefício no mercado de trabalho.

De acordo com as informações coletadas, o cidadão que se enquadrar em oportunidades no mercado de trabalho terá direito ao valor extra do Auxílio Brasil . A intenção, segundo o ministro João Roma, é que o pagamento seja liberado nos dois primeiros anos de contrato até que o titular se consolide em seu emprego.

Além disso, a iniciativa ainda contará com  o pagamento para os pequenos agricultores que atestarem desenvolver as atividades vinculadas ao programa Alimenta Brasil. Os dois valores extras serão pagos em uma cota única junto com o Auxílio Brasil. Ou seja, só haverá a liberação de uma pessoa por família.

Para consultar o valor a receber no Auxílio Brasil, é necessário seguir o passo a passo abaixo:

  1. Realize o download do aplicativo do Auxílio Brasil (Android | iOS);
  2. Em seguida, acesse o aplicativo, usando o número do CPF;
  3. Depois disso, crie uma senha, e termine o acesso;
  4. Após ingressar no aplicativo, na tela inicial, toque no botão de consulta dos valores do Auxílio Brasil.

Por fim, há a chance de acessar as informações do Auxílio Brasil, por meio dos seguintes canais de atendimento:

  • Telefone 111: Central da Caixa Econômica Federal (CEF);
  • Telefone 121: Central de Relacionamento do Ministério da Cidadania

FONTE SEU CREDITO DIGITAL

Auxílio Brasil vai dar adicional de R$ 200; descubra quem terá direito

Pessoas que estão inscritas no programa Auxílio Brasil e atendem a determinados requisitos poderão receber R$ 200 de adicional

No Brasil, milhões de pessoas dependem diretamente de programas do governo para poder viver as suas vidas com o mínimo. O Auxílio Brasil, sucessor do antigo Bolsa Família, ajuda muito essas pessoas, ao pagar uma renda que, sem a qual, faltaria comida na mesa de alguns brasileiros.

O valor básico é de R$ 400, que muita gente por aí recebe, mas você sabia que, além desses R$ 400, o governo pode pagar um adicional de R$ 200 a esse auxílio?

Algumas pessoas ainda não sabem, mas isso é possível, contanto que você esteja dentro dos requisitos para fazer parte dessa modalidade do programa.

Esses R$ 200 a mais são parte do Auxílio de Inclusão Produtiva Urbana, que tem como objetivo incentivar a entrada de novas pessoas no mercado de trabalho, motivando-as a buscar independência do Auxílio Brasil.

Dessa forma, esse valor a mais é pago para os beneficiários que conseguirem um emprego com vínculo formal, ou seja, carteira assinada.

Sabemos que é extremamente importante ajudar as pessoas a evoluir, para que o auxílio não soe apenas como uma esmola, mas sim como um programa de ajuda e desenvolvimento social, fazendo com que o beneficiário faça mais do que simplesmente sobreviver.

Mas sim viver e atingir seus sonhos e objetivos, que vão levar essa pessoa até a independência do programa. Mas esse não é o único benefício extra dentro do Auxílio Brasil.

Existe também o Auxílio Inclusão Produtiva Rural, que, apesar de ter um nome diferente e de atender outro tipo de beneficiário, também busca permitir que as pessoas passem a gerar uma renda própria, para não depender mais do programa. Mas, no caso dessa modalidade, a ajuda se volta a pessoas que trabalham no meio agropecuário.

Podemos citar aqui também a fala revelada pelo site do Governo Federal feita pelo ministro da Cidadania, João Roma, que afirmou que o Auxílio Brasil é inovador em diversos aspectos, e explicou que a renda adicional vai ser dada para ajudar os agricultores a aumentar a sua produtividade, elevando assim seu lucros e fazendo com que os trabalhares se desenvolvam financeiramente.

Agora que você já sabe o que é e como funciona, você precisa saber como correr atrás de receber essa quantia, caso se encaixe na lista de pessoas que podem ser contempladas com ela.

Para saber se está apto, você deve conferir se o seu perfil se encaixa nesses três requisitos:

  • Ter um emprego formal de carteira assinada;
  • Fazer parte do programa Auxílio Brasil;
  • Ter como comprovar que você tem um vínculo empregatício.

Assim que você conseguir comprovar o seu emprego, o valor complementar vai ser pago no mês seguinte, com a quantia somada ao valor padrão do auxílio, ou seja, você vai receber R$ 600 de uma vez.

Assim, se você conseguir comprovar ainda este mês que você tem um emprego formal, você só deve receber o valor no mês que vem.

FONTE EDITAL CONCURSOS

Direitos dos aposentados: Quem pode receber o adicional de 25% do INSS?

Adicional de 25% sobre o valor da aposentadoria é um direito garantido a alguns aposentados por invalidez do INSS

Os aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) possuem alguns direitos ainda pouco conhecidos, como o adicional de 25% sobre o valor do benefício. Esse valor extra é concedido em alguns casos específicos, somente para segurados da aposentadoria por invalidez.

O benefício por invalidez permanente é concedido a trabalhadores que não têm condições de trabalhar devido a um acidente ou doença. Para ter acesso a ele, é necessário estar na condição de filiado ao INSS por pelo menos 12 meses antes da incapacidade.

Essa carência é dispensada em casos de acidente de qualquer natureza, doenças ou acidentes vinculados ao trabalho e doença de natureza incapacitante, grave e irreversível.

Adicional de 25% na aposentadoria

Conhecido como auxílio-acompanhante, o benefício é concedido a aposentados que precisam da ajuda de terceiros para realizar suas tarefas cotidianas. A quantia é de 25% sob o valor da aposentadoria, independentemente se o segurado recebe o equivalente ao teto do INSS.

Confira quais condições garantem o direito ao adicional:

  • Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social;
  • Cegueira total;
  • Paralisia dos membros superiores e inferiores;
  • Incapacidade que exija permanência contínua no leito;
  • Perda de uma mão e dos dois pés;
  • Perda de um membro superior um inferior (na impossibilidade de prótese);
  • Perda de dois membros inferiores (na impossibilidade de prótese).

Também vale destacar que o Ministério da Saúde e do Trabalho e da Previdência estabeleceu uma lista de doenças que dão acesso à aposentadoria por invalidez sem a necessidade de cumprir a carência de doze meses. Todas as condições constam na Lei 8.213/91, artigo 151.

FONTE EDITAL CONCURSOS

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.