21 de julho de 2024 02:22

Toyota fecha em definitivo fábrica no Brasil

Depois do anúncio de fechamento em abril de 2022, a Toyota finalmente encerrou as atividades de sua primeira fábrica construída fora do Japão

No início de abril do ano passado (2022), a Toyota havia confirmado à imprensa que fecharia sua fábrica em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista. O encerramento das atividades estava programado para começar a acontecer em dezembro de 2022, terminando em novembro de 2023. Esse dia finalmente chegou.

A planta da montadora operava em São Bernardo do Campo há 61 anos, onde por muito tempo se abrigou também a sede administrativa da Toyota. Toda sua produção e administração foi transferida para outras fábricas da empresa em nosso país, todas elas no interior de São Paulo.

A fábrica da Toyota em SBC

A unidade da montadora em São Bernardo do Campo (SP) já não produzia veículos há muito tempo, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam. A história da Toyota no mercado brasileiro começou em 1958, ainda com uma linha de montagem localizada em um galpão no bairro do Ipiranga, em São Paulo.

Fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo (SP) [divulgação]
Fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo (SP) [divulgação]

Foi em 1960 que a fabricante comprou o terreno em SBC para construção de sua primeira fábrica fora do Japão, seu país de origem. As atividades foram iniciadas em 1962, e então o icônico Bandeirante começou a ser produzido na planta do ABC paulista.

Contudo, a produção do modelo foi interrompida em 2001, e desde então a fábrica produz apenas componentes para sua linha de veículos montados na Argentina, Estados Unidos e Brasil. Ela também fazia peças de reposição para modelos que já saíram de linha.

Fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo (SP) [divulgação]
Fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo (SP) [divulgação]

A sede administrativa da Toyota também ficava em São Bernardo do Campo no passado, mas em 2021 já havia sido transferida para Sorocaba, planta que foi inaugurada em 2012. Além destas, a montadora também possui uma fábrica em Indaiatuba, que surgiu em 1998 com a produção do Corolla, e outra em Porto Feliz (2016), que produz apenas motores.

O encerramento

Na última quinta-feira (16/11/2023), a Toyota desligou os últimos 150 funcionários da unidade são-bernardense. No ano passado a empresa já havia declarado que todos os 550 trabalhadores receberiam a oportunidade de emprego nas outras unidades fabris. Porém, somente 120 deles aceitaram a proposta, enquanto os outros foram demitidos. As últimas peças foram produzidas no dia 11 de novembro.

FONTE AUTO + TV

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade