19 de julho de 2024 20:31

Mais de R$5,5 milhões serão investidos na reforma da Romaria

Congonhas é a cidade, entre os 853 municípios mineiros, com maior número de obras realizadas do PAC Cidades Históricas. No Brasil, no universo de 5.570 cidades, está junto com Goiás Velho, na liderança em intervenções no patrimônio histórico. Por aqui, a região da Basílica, é o espaço com maior investimento em requalificação urbana e cultural. Nesta segunda-feira, 11, foi dada a ordem de serviço para o início de mais uma ação: a restauração da edificação da Romaria.

Reforma da Romaria é uma das obras do PAC

O complexo cultural está entre as 10 obras do PAC Cidades Históricas aprovadas para o Município. O documento foi assinado pelo prefeito Zelinho, pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Kátia Bogéa, pelo secretário de Planejamento, Antônio Odaque, pela secretária de Obras, Rosemary Benedito, pelo secretário de Gestão Urbana, Sandro Cordeiro, e pelo representante da empresa Sengel Construções, José Soares Diniz.

A solenidade, realizada na Alameda Cidade de Matozinhos de Portugal, também contou com a presença da primeira-dama, Míriam Schwab, do vice-prefeito Arnaldo Osório, do presidente da Câmara Municipal, Adivar Geraldo Barbosa, do diretor do PAC Cidades Históricas, Robson de Almeida e da coordenadora técnica do IPHAN de Minas Gerais, Daniela Castro, além de autoridades, servidores municipais e população.

A obra, orçada em R$ 5.522.977,86, deve começar no prazo máximo de cinco dias, sendo que sua execução está prevista para ser concluída em 14 meses. Os representantes de Brasília visitaram, ainda, a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, que foi restaurada, por meio de recursos do PAC Cidades Históricas, e será entregue à população ainda este mês.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade