Amigos e familiares prestam homenagens a homem assassinado covardemente em Lafaiete

Prosseguem as homenagens ao jovem Witson da Paixão, de 41 anos, assassinado com uma facada na noite do dia 4 de setembro no Alto da Vista Alegre em Lafaiete. A dor e a tristeza tomaram o bairro em função do ato covarde de mulher, que já está presa logo após o crime. Antes do crime, ela teria brigado com um homem e por acaso acertou a facada em Witson, que estava em uma janela de uma casa conversando com amigos. Por estar sob efeito de drogas, ela trocou o desafeto por Witson.

Witson foi sepultado, na comunidade de Cachoeira, em Casa Grande, local onde morava com sua esposa e seus dois filhos.

Antes da morte trágica, Witson estava organizando um torneio de futebol e ajudou voluntariamente no evento, ocorrido no dia 7, quando foi comemorado os 111 do Guarany Esporte Clube no qual ele foi homenageado pela sua destacada participação.

O longo desta semana, moradores e amigos Alto do Guarany se reuniram para expressar admiração e respeito por Witson como também pelo trabalho social desenvolvido na comunidade. “Infelizmente não foi crime passional. Foi covardia de uma moça desequilibrada que vive ameaçando as pessoas aqui no bairro e tirou a vida de meu filho sem qualquer explicação ou motivo. É muito triste para uma mãe. Vamos lutar por justiça”, desabafou Maria Elizabeth, de 63 anos, mãe de Witson, que se sente confortada pela admiração e o carinho com que seu filho recebeu no bairro.

Ainda acontecem nesta semana em Lafaiete as missas de 7º como em Casa Grande. Vá com Deus, Witson. Sua mensagem de amor e paz ecoa em Lafaiete e seu exemplo ficará marcado em toda a região.

A autora do crime foi transferida para o presídio em Juiz de Fora.

https://youtu.be/bdOEfRhKm_4
, , , , , , ,

Últimas Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade

© 2023 – Criado por  Dr. Hosting Brasil.