4 de março de 2024 07:30

Mulher acusada de executar o ex e dois cúmplices são presos

Segundo as investigações, mulher teria dopado o ex-namorado, que foi morto por estrangulamento

Uma mulher de 40 anos foi presa em São João del Rey, no Campo das Vertentes, acusada de assassinar o ex-companheiro. Dois homens, que teriam agido com ela, também foram detidos por ocultação de cadáver. O crime ocorreu na terça-feira (16/11).

As prisões ocorreram na última sexta-feira (19/11), mas foram mantidas em sigilo para que o caso pudesse ser concluído pela delegada Ariadya Tavares, que conduziu as investigações.

O ponto de partida das investigações foi um suposto estupro que a mulher de 40 anos teria sofrido. Entretanto, através dos levantamentos e diligências, os policiais identificaram que a mulher, junto com um dos envolvidos, matou o ex-companheiro por estrangulamento, após dopá-lo em sua residência.

Também foi apurada a participação de um terceiro envolvido, que teria auxiliado na ocultação do cadáver, que foi encontrado no terreiro da residência de um dos homens.

Segundo a delegada, com o encontro do cadáver, foi possível prender os três suspeitos pelo crime de ocultação de cadáver, visto que o homicídio havia ocorrido três dias antes.

“Como o crime de ocultação de cadáver é considerado um crime permanente, foi possível realizarmos a prisão em flagrante dos três envolvidos. Além disso, também representamos pelas prisões preventivas”, diz ela.

As investigações prosseguem com o objetivo de identificar participações de outras pessoas, assim como detalhes do crime. Os três presos foram levados para o Sistema Prisional.

FONTE ESTADO DE MINAS

Últimas Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade

© 2023 – Criado por  Dr. Hosting Brasil.