22 de junho de 2024 17:01

Retorno do Auxílio Emergencial ainda em 2021

De acordo com fontes do próprio Governo Federal, neste momento um retorno do Auxílio Emergencial é muito pouco provável

O Governo Federal está seguindo nesta semana com os pagamentos do seu Auxílio Brasil. De acordo com as informações oficiais, o programa em questão já está fazendo as liberações turbinados de R$ 400 para cerca de 14,7 milhões de brasileiros. Mas mesmo assim tem gente com a cabeça em outro projeto.

De acordo com relatos nas redes sociais, alguns usuários ainda estão tentando fazer pressão para que o Governo retome mesmo os pagamentos do Auxílio Emergencial. Na opinião desses internautas, esse seria um programa mais interessante por uma série de motivos. O maior deles talvez seja o seu alcance.

É que o Auxílio Emergencial atendeu só este ano cerca de 39 milhões de famílias. A nova versão do Bolsa Família, por outro lado, deve atender no máximo 17 milhões. Nem é preciso ser muito bom em matemática para entender que milhões de pessoas que estavam recebendo alguma ajuda ficarão de fora. Não tem vaga para todo mundo.

O próprio Ministro da Cidadania, João Roma, confirmou essa história. De acordo com ele, com o fim do Auxílio Emergencial, algo em torno de 25 milhões de brasileiros deverão perder os seus benefícios sociais. Isso, aliás, já aconteceu oficialmente no último mês de novembro. E até agora nada mudou para essas pessoas.

De acordo com informações de bastidores, as chances de retorno do Auxílio Emergencial são muito baixas neste momento. É certo que em Brasília tudo costuma mudar a todo momento. No entanto, agora o que dá para dizer é que o Governo Federal não quer bancar mais alguns meses deste programa social.

Chegou perto

Uma possível prorrogação do Auxílio Emergencial chegou bem perto de acontecer. De acordo com as informações de bastidores, membros do próprio Palácio do Planalto chegaram a tratar o assunto como quase definido.

Recentemente, até mesmo o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que uma prorrogação do benefício era algo bem possível. Só que de algum modo o assunto foi esfriando nos últimos meses no Brasil.

Em entrevista recente, o próprio Presidente Jair Bolsonaro disse que o Governo Federal não poderia seguir com os repasses. “Querem que a gente prorrogue. Prorrogar até quando? O Brasil já chegou ao limite”, disse ele em entrevista para uma rádio do Mato Grosso do Sul.

E o Auxílio Brasil?

Então se não tem prorrogação e nem retorno do Auxílio Emergencial, resta mesmo para essas pessoas a tentativa de entrada na nova versão do Bolsa Família. O programa em questão começou os seus repasses ainda em novembro.

Mas foi só agora em dezembro que o Governo Federal decidiu aumentar o valor dos pagamentos. De acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 14,7 milhões de usuários estão recebendo no mínimo R$400 cada um.

Outra saída é apostar na questão do vale-gás nacional. Ainda de acordo com o Governo Federal a expectativa é começar os repasses ainda neste mês de dezembro. Mas a prioridade de recebimento é para as pessoas que estão no Auxílio Brasil.

FONTE NOTICIAS CONCURSOS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade