19 de julho de 2024 03:31

Em Congonhas, Kalil detona Zema e chama seu adversário de covarde

O candidato ao governo de Minas Gerais Alexandre Kalil (PSD) chamou de covarde o seu adversário político, o candidato à reeleição a governador Romeu Zema (Novo). A fala foi feita em discurso para partidários e alidos em agenda realizada na manhã deste sábado (30) na cidade de Congonhas.

“São medrosos, são covardes, como esse governador que na pandemia escondeu de baixo da mesa e foi para o microfone falar para que cada prefeito que se virasse. Indecentemente fez uma propaganda que Minas Gerais foi o Estado que menos matou. A única coisa que o governo de Minas fez foi papel A4 dizendo que nós tinhamos que obedecer as ondas verde, azul, amarela”, disse Kalil.

Em seguida o ex-prefeito de Belo Horizonte ressaltou que não obedeceu orientações de Zema, pois, para ele, seria pior. “Claro que o prefeito que tinha trabalhado, lutado, investido, não obedeceu nada porque obedecer esse governador era caminhar para o abismo e para a morte”.

Kalil acredita que a campanha eleitoral, que começa no dia 16 de agosto, será o momento para mostrar e comparar a sua gestão à frente da prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e suas propostas para Minas, com o que está sendo feito pelo atual governo. “Ao contrário do outro, eu falo só a verdade, eu não falo mentira. Perderam completamente o rumo da verdade (em referência à gestão de Zema). Agora ele está de novo no pé de Bolsonaro porque sabe que vai perder a eleição, ele sabe que a eleição está perdida porque ele não tem o que mostrar”.

Estiveram no evento os pré-candidatos: Zilda Helena (PT), Manoel Vespúcio (PT), Leleco (PT), Padre João (PT) e Marco Paulo (PSD). Marcou presença a ex-deputada federal Manuela D’Ávila, coordenadora da campanha de Kalil/Quintão. Ainda na sexta-feira (29), Kalil e comitiva visitaram Ouro Preto (MG).

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade