18 de abril de 2024 16:47

Homem é morto com cinco tiros na cabeça após visitar mãe

‘Todo mundo vai morrer’, gritou um dos suspeitos de matar o homem de 35 anos no bairro Jardim Teresópolis

Uma guerra entre gangues rivais que disputam pontos de tráfico de drogas pode ter sido o estopim para um assassinato, na noite dessa quarta-feira (16), no bairro Jardim Teresópolis em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Roberto Francisco Vieira, de 35 anos, estava na porta de um bar e mercearia na rua Augusto Severo, onde tinha ido comprar cigarros.

De acordo com a polícia, ele foi surpreendido por dois homens em uma moto. A vítima correu novamente para dentro do estabelecimento para tentar escapar dos tiros, mas foi atingido por pelo menos oito disparos, sendo cinco na cabeça. Roberto não resistiu e teve sua morte confirmada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Segundo a corporação, a dona do local viu parte da ação, mas na ânsia de se esconder, não soube identificar os atiradores.

Já a mãe de Roberto confirmou aos militares que o filho morava na cidade de Ibirité, mas que ia a Betim com frequência para visitá-la. Na noite de ontem, ele teria chegado em casa e cumprimentado a mãe, saindo em seguida sem dizer aonde ia.

Testemunhas disseram que os suspeitos, após atirarem, fugiram aos gritos de “aqui é o gás, e todo mundo vai morrer”.

Ainda de acordo com os militares que atenderam a ocorrência, duas gangues, a “do Gás” e a “do Campo” estão em guerra na região, e outros homicídios anteriores teriam a ver com este confronto.

Testemunhas ainda disseram que, dias atrás, a vítima teria sido convocada para participar de um ataque à gague do Gás, mas este teria sido frustrado, por conta de operações policiais na região.

A Polícia Civil investiga o caso.

FONTE ITATIAIA

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade