13 de julho de 2024 15:51

Câmara aprova Projeto de Lei que autoriza repasse de recursos para projetos de restauração da Capela Olhos d´água

Capela setecentista, tombada pelo Município, deverá passar por obras de reforma e restauração artística, sendo necessária a viabilização do seu Projeto Executivo

Capela Olhos d´Água em Entre Rios de Minas. Foto: Eduardo Maia

O Município de Entre Rios de Minas repassará à Paróquia de Nossa Senhora das Brotas o valor de R$ 57.450,00 para aplicação na elaboração dos projetos de reforma e restauração da Capela Olhos d’água, localizada na comunidade homônima, a 18km do Centro da cidade. O repasse do recurso será viabilizado após a aprovação do Projeto de Lei n° 47, de 02 de Outubro de 2023, o qual tem por objetivo subsidiar a preservação do patrimônio histórico do Município, haja vista a importância da edificação datada da primeira metade do século XVIII. O plano de trabalho foi votado e aprovado pelos vereadores durante a 18° Reunião Ordinária, realizada na última terça (17). Ao todo, somados valores da parceria entre o Município e a Paróquia, serão aportados R$ 74.950,00 para suprir o custo total do projeto. A Lei nº 2.006/2023 foi sancionada na última sexta-feira, 20.

Para atender à finalidade da proposta, a Paróquia também participará com recursos, aplicando o valor de R$ 17.500,00. O restante será de responsabilidade do Município, sendo que R$ 40 mil serão decorrentes de recursos financeiros devolvidos pela Câmara Municipal. Dessa forma, o Executivo complementará com R$ 17.450,00. Os recursos serão repassados de forma parcelada.

Durante a sessão, o vereador Thiago Itamar (Ted) afirmou ser favorável ao Projeto, devido sua importância, apesar de não concordar com a anulação de recursos do Orçamento destinados à implantação do Parque Industrial Tecnológico. O valor será retirado da secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo para ser repassado à Paróquia. Ted também afirmou que a proposta é possível promover o repasse de recursos à Paróquia, neste caso, uma vez que a capela  é monumento tombado. Dessa forma, o projeto em questão apresenta-se como iniciativa de preservação cultural. O vereador Levi da Costa Campos também se manifestou favorável, principalmente pelo fomento ao Turismo, devido a Capela estar localizada na Estrada Real.

Presente à sessão, o representante da Paróquia Nossa Senhora das Brotas, Padre Ildeu da Cruz falou sobre o projeto. Ele agradeceu a oportunidade de apresentá-lo na Casa e afirmou que a Igreja é importante não só no aspecto religioso, mas também artístico, cultural e turístico do Município. “Juntos nós podemos somar forças para cuidar desse patrimônio cultural e histórico da nossa cidade”, afirma.

O Vereador Rivael Nunes Machado lembrou que o Município receberá também recursos para a execução das obras de reforma e restauro da Capela, provenientes de indicação parlamentar do Deputado Dr. Frederico, totalizando cerca de R$ 1 milhão, os quais serão repassados pela União de forma parcelada. Para tanto, serão necessários os projetos arquitetônico, estrutural, luminotécnico, sistema de combate a incêndio, hidráulico, drenagem pluvial. Por fim, o vereador parabenizou o Presidente da Câmara pela iniciativa, o Prefeito José Walter pela sensibilidade e também o Padre Ildeu.

O Presidente da Casa, Ronivon Alves de Souza (Roni Enfermeiro), afirmou que a contribuição da Câmara de R$ 40 mil ocorre em nome de todos os vereadores e servidores da Casa Legislativa. O vereador João Gonçalves (Joãozinho Cricri) exaltou o trabalho realizado pelo Padre no Município e também o Projeto de restauração da Capela. O vereador José Resende (Juquinha do Taxi), também destacou a sensibilidade do Prefeito em cumprir seu compromisso com a Paróquia e afirmou seu voto favorável ao projeto. 

A importância da Capela Olhos d´Água para o Município

A Capela Olhos d´àgua é mais antiga da região e está localizada próxima do distrito da Serra do Camapuã, sendo reconhecida por sua importância como patrimônio artístico e histórico no Município. Ela remete à devoção a Nossa Senhora da Lapa pelos moradores e pertence a primeira fase da arte colonial mineira. Durante uma reforma foi encontrado um caibro que datava o ano de 1683. A Capela foi tombada pelo Município no ano de 2000, de acordo com o Dossiê de Tombamento Histórico de Entre Rios de Minas. 

Além disso, é um importante ponto turístico na região, considerando que está dentro da rota “Caminhos de São Tiago”,  programa viabilizado pelo Circuito Trilha dos Inconfidentes que tem início na cidade de Ouro Preto e término em São Tiago.

FONTE CÂMARA MUNICIPAL ENTRE RIO DE MINAS

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade