16 de junho de 2024 13:57

Será que você precisa mesmo de um banho todo dia? descubra

“Banho diário pode variar de acordo com tipo de pele e atividades diárias”, diz pesquisa.

Tomar banho diariamente é considerado um hábito fundamental de higiene, especialmente em países mais quentes como o Brasil. Porém, sabemos que em algumas localidades na Europa, tal frequência é bastante reduzida por conta do frio intenso e de alguns aspectos culturais.

Uma pesquisa realizada em 2021 nos EUA entrevistou mais de 5.700 adultos e os resultados foram impressionantes. Mais de 60% das pessoas ouvidas revelaram utilizar o chuveiro pelo menos uma vez ao dia, percentual bastante expressivo para um país conhecido pelas baixas temperaturas.

Segundo dermatologistas, existem alguns indivíduos que não precisam e não devem se molhar diariamente. Conforme a médica Joyce Park afirma, não há um consenso único quando o assunto é lavar os cabelos e a pele, de modo que isso pode variar de pessoa para pessoa.

“A frequência ideal depende do tipo de pele e cabelo, da quantidade de suor e da sujeira que você acumula. Tomar banho com muita frequência pode definitivamente ressecar a pele, piorando a vermelhidão, coceira e descamação, e desencadeando crises de eczema”, diz a profissional.

Precisamos mesmo nos banhar tanto?

Como foi dito antes, a questão é bastante variável, mas existem algumas pessoas que podem se beneficiar dessa prática diária. Um bom exemplo disso são trabalhadores que transpiram em demasia ou então atletas. Nestes casos, é essencial utilizar a água para remover o suor e desobstruir os poros da pele, evitando diversos problemas.

“Se você tem cabelo oleoso, pode ser benéfico lavá-lo todos os dias. Em situações de emergência, o uso de shampoo seco pode ser útil, mas é importante lembrar de recorrer a um shampoo convencional para eliminar o acúmulo de produtos e o excesso de óleo, que podem obstruir os poros e levar à irritação e sensibilidade no couro cabeludo”, diz Garshick.

Seguidamente, o banho diário também é indicado para quem sofre com altas quantidades de caspa, um mal causado pela ação de um fungo que se alimenta do óleo secretado pelo couro cabeludo.

Se houver um grande acúmulo, isso pode causar inflamações na pele e descamação. Dessa forma, lavar o cabelo regularmente evita isso.

Porém, pacientes acometidos por pele seca ou sensível, eczema e outras patologias específicas são aconselhados a limitar as idas ao chuveiro. Afinal, a utilização do sabão pode agravar esses males e provocar mais irritação ou coceira na pele. Antes de tomar qualquer decisão neste quesito, um profissional de saúde habilitado deve ser consultado.

FONTE CAPITALIST

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade