24 de maio de 2024 04:01

O que pode acontecer se você usar o celular no posto de gasolina?

Descubra a verdade sobre o uso de celular no posto de gasolina. Será mito ou realidade o perigo de explosões? Conheça os fatos, estudos científicos e opiniões de especialistas para entender melhor essa questão!

A discussão sobre o perigo de usar celular em postos de gasolina tem causado dúvidas e levantado questões de segurança. Será que essa prática representa um risco real de explosões ou é apenas um mito que se perpetua ao longo dos anos? Vamos explorar as informações disponíveis para desvendar esse mistério.

O uso seguro dentro do carro e o risco próximo às bombas

Utilizar o celular nas proximidades de um posto de gasolina é uma questão que exige nuances. No interior do veículo, não há perigo durante o abastecimento, conforme destacou Michael Marando, representante da Associação Nacional de Proteção contra Incêndios.

A situação muda quando o usuário está fora do veículo e próximo à bomba de abastecimento. A atenção ao abastecimento, em vez de conversar ao telefone, é a recomendação para minimizar riscos.

O risco teórico: celular e vapor de combustível

De acordo com o Instituto Combustível Legal, estudos indicam que usar o celular dentro do carro não apresenta riscos durante o abastecimento.

No entanto, fora do veículo e próximo à bomba, surge um pequeno risco. Isso ocorre porque o combustível se transforma em vapor, concentrando-se no solo próximo às bombas. O perigo aumenta se o celular for utilizado nas imediações e, principalmente, se cair no chão.

José Roberto Manhães, coordenador de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Raízen, destaca a necessidade de evitar o uso do smartphone na área de abastecimento externa do posto, enfatizando que dentro do carro a prática é totalmente segura.

Mito ou verdade: a história do boato e os estudos científicos

O alerta sobre o uso de celular em postos de combustível começou em 1999, nos Estados Unidos, após um suposto incidente na Indonésia. Contudo, a FCC dos EUA não encontrou evidências desse caso, embora teoricamente seja possível que a faísca da bateria do celular cause explosões.

O programa Mythbusters testou essa possibilidade e concluiu que o uso do celular no posto não resulta em explosões. Faíscas estáticas, provenientes de eletricidade estática gerada ao entrar e sair do veículo, são mais comuns como causa de incidentes.

Evite riscos, priorize a segurança

Apesar de teorias e boatos, as evidências científicas indicam que o uso de celulares não é uma causa comum de explosões em postos de gasolina. Contudo, a recomendação dos especialistas é evitar o uso do dispositivo nas áreas externas do posto durante o abastecimento, priorizando a segurança e minimizando riscos desnecessários.

Ao compreender os limites e precauções, os consumidores podem continuar suas atividades cotidianas nos postos com consciência e segurança.

FONTE CAPITALIST

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade