24 de abril de 2024 18:56

16 lugares para viajar em Minas Gerais

Repletas de história, cultura e paisagens incríveis, confira nossas dicas de cidades mineiras para conhecer em sua próxima viagem!

De norte a sul, é possível encontrar lugares para viajar em Minas Gerais perfeitos para qualquer tipo de viagem. Nesse post, te mostramos 16 dicas de cidades com estruturas turísticas incríveis. 

Conhecido por sua hospitalidade, aconchego e gastronomia que conquista o coração de todo tipo de visitante, o estado de Minas Gerais é repleto de destinos que rendem viagens inesquecíveis. 

Indo muito além de cidades históricas, o estado oferece destinos para quem é fã da natureza, gosta de fazer compras, realizar passeios com uma boa dose de aventura e muito mais!  

Aqui, você vai encontrar opções para os amantes de história, natureza, gastronomia e até mesmo para curtir o friozinho na serra. Preparado(a) para conferir nossas sugestões? Então vem com a gente escolher o seu destino!

Com a nossa lista de 16 melhores lugares para viajar em Minas Gerais, temos certeza de que irá encontrar o seu próximo destino. Confira:

  1. Brumadinho 
  2. Ouro Preto 
  3. Mariana 
  4. Santana do Riacho 
  5. Conceição do Mato Dentro 
  6. Diamantina 
  7. São João Del Rei 
  8. Tiradentes 
  9. Carrancas 
  10. Capitólio 
  11. Ibitipoca 
  12. São Thomé das Letras 
  13. Aiuruoca 
  14. Monte Verde 
  15. Gonçalves 
  16. Poços de Caldas 

LUGARES PARA VIAJAR EM MINAS GERAIS: PRÓXIMO A BELO HORIZONTE 

Ainda pertinho da capital, é possível encontrar alguns destinos em Minas Gerais com uma boa estrutura para receber turistas. 

Nessa região, há cidades históricas, repletas de natureza e, é claro, com os melhores pratos mineiros para você se deliciar. 

E o melhor de tudo é que esses destinos possuem atrativos para todas as épocas do ano, seja para fazer uma viagem de bate-volta ou para passar alguns dias. Vem conferir:

1. BRUMADINHO 

Sede do maior museu de arte contemporânea a céu aberto do mundo, Brumadinho se localiza a apenas 55 km de Belo Horizonte.

Instituto Inhotim com lago cercado por natureza
Instituto Inhotim, o principal ponto turístico de Brumadinho.

Apesar de ser conhecida pelo museu, a cidade possui um clima de interior, então é uma boa opção para quem curte lugares mais tranquilos. 

Ideal para uma viagem bate-volta, está em uma região com uma natureza lindíssima. 

ATRAÇÕES TURÍSTICAS DE BRUMADINHO 

  • Instituto Inhotim | É a maior e principal atração da cidade. Com mais de 140 hectares, a propriedade possui diversos museus, exposições, galeria e um jardim botânico com 42 jardins formados por porção florestal de Mata Atlântica e Cerrado. Se você for sair de Belo Horizonte, recomendamos essa excursão ao instituto
  • Casa Branca | Com pousadas e restaurantes charmosos, o bairro é um dos mais procurados para curtir o final de semana em Brumadinho. Fundado no início século 17, é composto de diversos casarões e outras construções da época de mineração de ouro e esmeralda na região; 
  • Piedade do Paraopeba | Pequeno e charmoso, o distrito é um dos mais antigos de todo o estado. Por lá, o destaque fica por conta das igrejas e casarões históricos, como é o caso da Matriz de Nossa Senhora da Piedade e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário; 
  • Serra da Moeda | Parte do Vale do Paraopeba, é o melhor local para praticar esportes de aventura como rapel, parapente, asa delta, voo livre e até mesmo passeios de balão. Diversas escolas na região oferecem as atividades;  
  • Parque Estadual da Serra do Rola Moça | Considerado como o terceiro maior parque em área urbana do país, é outra opção para curtir a natureza da região de Brumadinho. Entre as diversas atrações, uma das que mais se destacam é o Mirante Morro dos Veados; 
  • Sítio Histórico Quilombo do Sapé | Parte da região Quilombola formada pelas comunidades de Marinhos, Ribeirão, Rodrigues e Sapé, o sítio guarda capelas e igrejas históricas, além de ser o lar das tradições e festas da cultura; 
  • Rota da Cachaça | Passando pela região que engloba a Serra da Moeda e Paraopeba, a rota reúne os principais produtores locais da bebida. Além de vistas lindíssimas, o passeio oferece a oportunidade de conhecer o processo de produção artesanal das cachaças; 
  • Espaço Verde Folhas | Localizado no bairro de Casa Branca, o espaço faz parte de uma área de preservação de transição da Mata Atlântica para o Cerrado. Bom para passar o dia, oferece restaurante, pousada e atividades como tirolesa, arvorismo e muito mais. 

ONDE SE HOSPEDAR EM BRUMADINHO 

Pousada Villa da Serra – $$$ | Com uma grande área verde, não fica tão distante do centro. Conta com piscina ao ar livre, campo de futebol, quadra de vôlei, lago e restaurante com café da manhã e outras refeições. Confira valores. 

Pousada Kafundó – $$$ | A aproximadamente 9 km do Parque Inhotim, essa pousada possui uma estrutura mais charmosa e com ótimos espaços de lazer. Com vista para a serra, conta com duas piscinas, restaurante de culinária caseira e jardins repletos de árvores e flores. Confira valores

Ville de Montagne Hotel – $$ | Oferecendo um dos melhores custo-benefício da cidade, tem a vantagem de estar a apenas 500 metros do centro. Aqui você encontra uma de decoração moderna, com bar e café da manhã fresquinho. As comodidades dos quartos são boas para viagens a dois! Confira valores.

2. OURO PRETO 

Ao pensar em melhores lugares em Minas Gerais para viajar, Ouro Preto foi um dos primeiros nomes que veio à sua cabeça, né? E não é à toa, a cidade está repleta de atrações e passeios para diversos dias.

Fachada da Igreja São Francisco de Assis em Ouro Preto em um dia nublado
A Igreja de São Francisco de Assis é uma das mais importantes de Ouro Preto

A apenas 100 km de Belo Horizonte, o cenário em Ouro Preto é de casarões, igrejas, pracinhas e outras construções do centro histórico que fazem com que o turista se sinta no século 18! 

A cidade também é ótima para curtir a gastronomia mineira, com boas opções de restaurantes charmosos.  

O QUE FAZER EM OURO PRETO:

  • Igrejas históricas | Com interiores em ouro puro e arquitetura no estilo barroco e rococó, as igrejas de Ouro Preto com certeza são responsáveis pela fama da cidade. As que você precisa conhecer são: Santa Efigênia, São Francisco de Assis, Nossa Senhora do Pilar, Nossa Senhora do Carmo e Nossa Senhora da Conceição; 
  • Praça Tiradentes | Conhecida por ter sido o local de um dos momentos mais marcantes da Inconfidência Mineira, a praça concentra o movimento do centro histórico. Com casarões de arquitetura colonial preservada, fica próxima dos principais pontos turísticos; 
  • Museus | Assim como as igrejas, os museus da cidade também oferecem acervos incríveis para conhecer um pouco mais do passado de Ouro Preto. Os principais são: Museu da Inconfidência, Teatro e Museu Casa da Ópera, Museu Aleijadinho e Casa dos Contos; 
  • Ponte dos Suspiros | Nome popular da Ponte Antônio Dias, foi dado em homenagem a uma obra de Tomás Antônio Gonzaga. Existente desde 1755, possui lanchonetes e, como sempre, casinhas coloniais em seus arredores; 
  • Passeio de jardineira | Passando pelos principais pontos da cidade, o tour de jardineira é feito em veículos dos anos de 1930 e 1970. É uma boa opção para ir com crianças pequenas; 
  • Passeio de Maria Fumaça | Administrado pela Vale, o tour finaliza na cidade de Mariana, e percorre uma ferrovia de 1883. O trajeto é super bonito, passando por pontos com paisagens incríveis da serra; 
  • Minas de Ouro | Como Ouro Preto fez parte do Circuito do Ouro no estado, é possível encontrar várias minas de ouro abertas para visitação. As que recomendamos você conhecer são: Minas do Palácio Velho, Mina Jeje, Minas do Chico Rei e Minas da Passagem; 
  • Mirantes | Por conta da localização em uma região com diversos morros e serras, Ouro Preto possui mirantes com vistas incríveis, como é o caso do Mirante das Lajes e do Morro São Sebastião; 
  • Feira de Artesanato do Largo Coimbra | Conhecida também como “Feirinha de Pedra Sabão”, conta com mais de 50 barraquinhas vendendo produtos como joias, esculturas, louças, cerâmicas, móveis e muito mais; 
  • Parque das Andorinhas | Para fugir um pouco do roteiro de atrações históricas, o parque oferece piscinas naturais ótimas para banho, cachoeiras, trilhas e um lindo mirante; 
  • Parque do Itacolomi | A aproximadamente 5 km do centro, no local há um museu, lagoa e uma trilha com 14 km, que finaliza em um mirante incrível.

ONDE FICAR EM OURO PRETO: 

Hotel Solar do Rosário – $$$ | Um dos melhores hotéis 5 estrelas próximos ao centro. Com uma decoração charmosa e duas piscinas na cobertura, além de restaurante com refeições para o dia todo e quartos de estilo colonial super espaçosos. Confira valores

Hotel Colonial – $$ | Também localizado entre as ladeiras do centro, é uma das opções mais reservadas para quem busca economizar. A 80 metros da Praça Tiradentes, com quartos confortáveis e café da manhã com uma boa variedade. Confira valores.

3. MARIANA 

Considerada como a primeira vila e cidade do estado, Mariana é um destino que não pode ficar de fora da sua lista de cidades para conhecer em Minas Gerais.

Igrejas antigas em Mariana, em Minas Gerais
As Igrejas Gêmeas em Mariana. Foto: Márcio Vinícius Pinheiro / Flickr

Até mais do que Ouro Preto, Mariana foi uma cidade muito desenvolvida durante o ciclo do ouro. Por conta disso, por lá você encontrará um centro histórico repleto de igrejas, casarões e museus. 

Apesar de estar a apenas 115 km da capital mineira, o destino não é tão movimentado, então é uma boa opção para quem prefere mais sossego.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS EM MARIANA: 

  • Praça Minas Gerais | Principal ponto do centro de Mariana, é por lá que se localizam as chamadas “igrejas gêmeas”, localizadas uma ao lado da outra: Igreja de São Francisco de Assis e Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Não deixe de visitá-las! 
  • Praça da Sé | Com um amplo pátio, é o lar da Catedral Basílica Nossa Senhora da Assunção, conhecida também como Catedral da Sé. A Catedral guarda um exemplar de um órgão construído na Alemanha em 1701; 
  • Praça Gomes Freire | Bem arborizada e com lindos jardins, é a mais movimentada da cidade. Ao seu redor é possível encontrar ótimas opções de restaurantes, bistrôs e barzinhos em casarões preservados; 
  • Casa de Câmara e Cadeia | Localizado na Praça Minas Gerais, o casarão colonial oferece visitação gratuita por seus cômodos, com objetos, móveis e outros itens preservados; 
  • Rua Direita | Próxima à Praça da Sé, é uma das principais ruas da cidade. Formada por paralelepípedos, é um passeio que te faz voltar no tempo; 
  • Igreja São Pedro dos Clérigos | Mais distante do centro, em um morro localizado na estrada que liga Mariana a Ouro Preto, de onde se tem uma vista incrível da cidade. Sua construção começou a ser feita no século 18, mas não foi finalizada até os dias de hoje; 
  • Museu Arquidiocesano de Arte Sacra | Funcionando dentro de um casarão colonial, é considerado um dos mais antigos museus de arte sacra de todo o país. Seu acervo possui mais de 2 mil peças, com obras de diversos artistas, como do próprio Aleijadinho; 
  • Passeio de Maria Fumaça | Como já citamos anteriormente, o passeio liga as cidades de Mariana e Ouro Preto. Feito em uma locomotiva de decoração colonial, você terá a oportunidade de conhecer a região de uma forma divertida; 
  • Mina da Passagem | Aberta a mais de 120 metros abaixo do solo, é a maior mina do mundo que atualmente está aberta à visitação. Localizada entre Mariana e Ouro Preto, oferece um passeio de 1h por todas as suas instalações; 
  • Cachoeira do Brumado | A cerca de 22 km do centro, são três quedas d’água que formam uma grande piscina natural. Parte do distrito de Brumado, é uma boa opção para quem quer curtir um pouco a natureza; 
  • Represa da Fumaça | Situada no limite da cidade com o município de Diogo de Vasconcelos, é formada pelas águas do Rio Gualaxo do Sul. O local possui passeio de catamarã e um restaurante ótimo para almoçar. 

ONDE FICAR EM MARIANA: 

Chalé Cartuxa Park – $$$ | Com total privacidade a 1.343 metros de altura, no Pico do Cartuxa, este chalé é uma hospedagem perfeita para casais – só a vista da cidade e das montanhas já vale a hospedagem! Confira valores

Pousada do Chafariz – $$ | No coração do centro histórico e com uma estrutura cheia de cantinhos charmosos, ótimo para curtir a piscina e o café da manhã com delícias da comida regional. Confira valores

Hotel Brasil Real – $ | A 500 metros da Praça Minas Gerais, esse hotel é simples, mas costuma agradar quem está procurando economizar e voltar para a hospedagem apenas para dormir. Os quartos são espaçosos e o café da manhã está incluso. Confira valores.

4. SANTANA DO RIACHO 

Localizada ao norte de Belo Horizonte, a aproximadamente 123 kmSantana do Riacho é uma cidade pacata, com uma população de apenas 4.315 habitantes.

Lago na Lapinha da Serra em Santana do Riacho cercado pela natureza
Lago na Lapinha da Serra, em Santana do Riacho. Foto: Gustavo Couto / CC BY-SA 4.0

Por conta disso, a tranquilidade da natureza toma conta do turismo do destino: são lagos, cachoeiras, grutas, rios, sítios arqueológicos, trilhas e mirantes para você explorar! 

Para quem gosta de se sentir envolto por natureza durante a viagem, Santana do Riacho é um dos lugares que você não pode deixar de conhecer em Minas Gerais. 

PONTOS TURÍSTICOS DE SANTANA DO RIACHO: 

  • Igreja Matriz de Sant’ana | Localizada no centro da cidade, é uma das poucas atrações históricas do destino. Construída durante o século 20, presta homenagem a Sant’ana, a padroeira da cidade. Sua arquitetura externa é simples, mas o interior é super bonito; 
  • Povoado de Lapinha da Serra | Conta com alguns dos mais visitados pontos turísticos, o vilarejo faz parte de uma importante área de proteção ambiental. Por lá, não deixe de conhecer a Represa da Lapinha, Cachoeira do Lageado, Poço do Boqueirão e Pico da Lapinha; 
  • Cachoeiras | Recomendamos visitar algumas das cachoeiras espalhadas pelos arredores da cidade, como a Cachoeira Paraíso, do Rapel, Poço da Pedra, da Conversa, Congonhas, Bicame e da Caverna; 
  • Travessia Lapinha x Tabuleiro | Com duração que pode variar de 1 a 3 dias, são 30 km de trilha, percorrendo um caminho histórico que antes era feito por tropeiros. O trajeto passa por diversas cachoeiras, rios e trechos de mata fechada; 
  • Fazenda Parauninha | Às margens do Rio Parauninha, a fazenda oferece atividades para os turistas curtirem o dia todo. Com muita natureza, há trilhas até cachoeiras da região e, no próprio rio, passeios de barco, canoagem e tirolesa; 
  • Parque Nacional da Serra do Cipó | Formado por mais de 30 mil hectares, o parque é um dos mais importantes de todo o estado. Frequentado desde a década de 50, é o lar da Cachoeira Véu da Noiva, Cachoeira das Andorinhas, Trilha dos Escravos e muito mais; 
  • Morro da Pedreira | Uma formação rochosa surpreendente, com mais de 30 metros de altura. Parte da Área de Proteção Ambiental Grande Pereira, o paredão é muito utilizado para a prática de rapel e escalada; 
  • Serra Morena | aqui você terá a oportunidade de curtir duas cachoeiras deliciosas de uma vez só. Chamadas de Serra Morena I e Serra Morena II, as quedas d’água com 100 metros de altura formam uma piscina natural de 300 m²; 
  • Pico do Breu | com 1.700 metros de altura, é um dos pontos mais altos da Cordilheira do Espinhaço. De lá, a vista para a região é inesquecível, porém, o acesso é feito por uma trilha de nível difícil, já que é bem íngreme e exige maior experiência. 

ONDE FICAR EM SANTANA DO RIACHO: 

Pousada Opicodocipo – $$ | Próxima das cachoeiras da região de Lapinha da Serra, a pousada é charmosa e com muitos espaços verdes. A estrutura possui um amplo jardim, restaurante com café da manhã fresquinho e quartos aconchegantes com vista para as montanhas. Confira valores

Pousada Lapralapa – $ | Com uma estrutura mais simples e com uma vista incrível para a Serra do Cipó, os quartos são bem equipados e os hóspedes têm acesso a piscina, jardim e café da manhã. Confira valores.

LUGARES PARA ONDE VIAJAR EM MINAS GERAIS: NORTE DE MINAS

Composta por mais de 80 municípios, a região que compreende o norte do estado de Minas Gerais possui destinos turísticos com uma pegada mais rural. 

Entre as cidades com estrutura turística, é possível encontrar atrações históricas e muitas cachoeiras, trilhas e cantinhos em meio à natureza.  

Ir para essa região é uma boa opção para quem procura por hospedagens mais baratas e destinos de clima mais tranquilo. 

5. CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO 

Com aquele clima charmoso de uma cidade interiorana, as atrações de Conceição do Mato Dentro podem facilmente ser um dos lugares para passar o final de semana em Minas Gerais.

Queda de cachoeira entre formações rochosas em Conceição do Mato Dentro
Conceição do Mato Dentro e suas belezas naturais. Foto: Zegarciajr / CC BY-SA 4.0

Fundada há mais de 300 anos, conta com um centro histórico super rico, além de boas opções de restaurantes e passeios ao ar livre. Está localizada a 163 km ao norte de Belo Horizonte.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS DE CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO 

  • Centro Histórico | O centro histórico de Conceição do Mato Dentro mantém até hoje o clima pacato. As principais atrações por lá são: Capela Santana, Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, Antiga Cadeia e Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos; 
  • Mercado Municipal | Localizado em um prédio de 1931, o mercado movimenta a cidade aos finais de semana. Passando por lá você poderá encontrar diversos tipos de frutas, artesanatos, doces e queijos, que são os mais disputados; 
  • Santuário Bom Jesus do Matozinhos | Na parte mais alta da cidade, oferece uma vista linda da região. Fundada em 1750 por frades capuchinhos, possui arquitetura colonial, com o seu altar externo projetado por Oscar Niemeyer; 
  • Cachoeira do Tabuleiro | Além das atrações do centro histórico, é o ponto mais visitado no destino. Considerada a maior cachoeira do estado, faz parte do Parque Municipal do Tabuleiro, a 20 km do centro; 
  • Cachoeira Rabo de Cavalo | Parte do distrito de Itacolomi, a cachoeira tem 192 metros de altura e é ótima para banho. Também conta com um mirante incrível em seu topo; 
  • Poço Pari | Formado por um lago com 100 metros de diâmetro, fica pertinho da Cachoeira do Tabuleiro. É uma ótima opção para se refrescar com tranquilidade e privacidade; 
  • Outras cachoeiras | Além das duas que destacamos, recomendamos também conhecer a Cachoeira de Três Barras, Cachoeira do Peixe Tolo, Cachoeira São Miguel e Pocinho Azul; 
  • Mirante da Serra da Ferrugem | Com a melhor vista da cidade de Conceição do Mato Dentro e região, é utilizado por alguns turistas como ponto para voo livre.

ONDE FICAR EM CONCEIÇÃO DO MATO DENTRO 

Pousada Alto do Bau – $$ | De clima familiar, a apenas 3 km do centro. Sua estrutura é confortável e com muita natureza, oferecendo piscina, academia, jardim externo com churrasqueira, restaurante e quartos arejados e bem equipados. Confira valores

Atis Hotel Conceição do Mato Dentro – $$ | A melhor opção para ficar no centro da cidade, que se localiza a 800 metros. O hotel é bom para casais, já que conta com um café da manhã, academia e quartos espaçosos e confortáveis. Confira valores

Splendore Hotel – $ | Com uma proposta mais sofisticada, também é bem localizado; a 1 km do centro histórico. Além dos quartos confortáveis, os hóspedes aproveitam um café da manhã continental, jardim ao ar livre e lanchonete. Confira valores.

6. DIAMANTINA 

Recebendo mais de 3 milhões de turistas anualmente, Diamantina é uma das cidades mais importantes para a história de Minas Gerais.

Rua de pedras e casarões antigos em Diamantina
Casarões antigos em Diamantina. Foto: Christoph Diewald / Flickr

Situada a aproximadamente 300 km da capital, Diamantina é um destino que é tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, já que guarda um dos mais preservados centros históricos do estado. 

Além de poder mergulhar com tudo na cultura e história da cidade, por lá você também vai encontrar lugares ótimos para degustar da gastronomia local e se aventurar pela natureza.

O QUE FAZER EM DIAMANTINA 

  • Rua da Quitanda | Um dos melhores lugares do centro para almoçar, bebericar ou simplesmente caminhar pelas casinhas históricas; 
  • Passadiço da Casa da Glória | Feita entre 1755 e 1800, a casa é um dos maiores símbolos do centro histórico. Hoje funcionando como um instituto de pesquisa na área de geologia, está aberta para visitas na parte externa; 
  • Museus | Como Diamantina é uma das cidades históricas mais bonitas do estado, o que não podia faltar por lá é opções de museu para visitar. Com acervos incríveis, dê uma passada na Casa Juscelino, Museu do Diamante e Casa de Chica da Silva; 
  • Igrejas históricas | Para a alegria dos fãs de turismo religioso, a cidade é repleta de igrejas centenárias. Entre elas, visite a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, São Francisco de Assis, Catedral Metropolitana de Santo Antônio e Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo; 
  • Mercado dos Tropeiros | Conhecido também como “Mercado Velho”, o local funciona hoje como sede de feiras de frutas, artesanato e festivais. Funciona durante o ano todo, com barraquinhas com doces, salgados e outras delícias da cozinha mineira; 
  • Cineteatro Santa Izabel | No prédio que antes funcionava a cadeia da cidade, o cineteatro tem capacidade para 130 pessoas, e organiza diversas exposições artísticas e espetáculos musicais; 
  • Beco do Mota | Se a Rua da Quitanda garante o charme para a hora do almoço, o Beco do Mota fica responsável pelo agito noturno. Próximo à Catedral Metropolitana, concentra os melhores barzinhos da cidade, frequentados principalmente pelos mais jovens; 
  • Mirante do Cruzeiro | Muito procurado para se apreciar o pôr do sol, está no ponto com a melhor vista panorâmica de toda a cidade de Diamantina; 
  • Parque Estadual do Biribiri | Recebendo turistas desde 1998, o parque é o melhor local para fazer atividades ao ar livre. Em uma região composta por cerrado, a 3 km do centro, é o lar das famosas cachoeiras dos Cristais e da Sentinela. Ambas são boas para banho; 
  • Gruta de Salitre | Sua formação surpreendente com grandes cânions feitos de quartzo já foi cenário de filmes e novelas. Fica a apenas 9 km do centro da cidade; 
  • Vesperata | O principal evento da cidade ocorre de abril a outubro. Durante a noite dos finais de semana, a Rua da Quitanda se enche de cadeiras e mesas, e das janelas dos casarões ao redor, músicos locais fazem um verdadeiro show.

ONDE FICAR EM DIAMANTINA 

Pouso da Chica – $$$ | No coração do centro histórico, com uma arquitetura em que você irá se sentir no século 18! Além de muito charmosa, tem acomodações espaçosas, bem equipadas e com direito a café da manhã. Confira valores

Hotel Estilo de Minas – $$ | De fácil acesso para o centro, com um estilo sofisticado e por um excelente custo-benefício. Aqui você encontra restaurante, piscina, bar e quartos com disposições boas tanto para casais como famílias. Confira valores

Casa Antunes – $ | A hospedagem está em um casarão histórico, que é administrado pela própria família. A poucos metros das principais atrações do centro, conta com terraço ao ar livre, restaurante com café da manhã e quartos espaçosos. Confira valores

LUGARES PARA VIAJAR EM MINAS GERAIS: SUL DE MINAS 

Por fim, chegamos à região que concentra o maior número de atrativos e os lugares mais famosos para viajar em Minas Gerais. 

Ao sul e não tão distante da capital, é possível encontrar destinos focados em ecoturismo, gastronomia e história. E todos com uma ótima infraestrutura turística e serviços de qualidade. 

Veja nossas sugestões:

7. SÃO JOÃO DEL REI 

Entre os diversos lugares para passear em Minas Gerais, São João Del Rei é mais uma cidade mineira com um dos centros históricos mais preservados e charmosos do estado.

Igreja de Nossa Senhora das Merces com arquitetura antiga e escadaria na frente
Igreja de Nossa Senhora das Merces em São João del Rei. Foto: Halley Pacheco de Oliveira / CC BY-SA 3.0

Fundada há 300 anos, São João Del Rei faz parte da região do Campo das Vertentes, repleta de cachoeiras lindíssimas. 

Distante a aproximadamente 190 km da capital, o destino com certeza vai te encantar por suas casinhas, praças e ruas no estilo tipicamente colonial.

O QUE FAZER EM SÃO JOÃO DEL REI 

  • Museu Ferroviário | Ponto de chegada do famoso passeio de Maria Fumaça, onde fica uma exposição com vagões preservados, equipamentos, máquinas, e muitos outros itens que fizeram parte do passado da cidade; 
  • Museu Regional | Com uma biblioteca com mais de 1.200 exemplares, exposição com 484 peças e outros espaços, o museu está em um casarão do século 19 com os três andares totalmente preservados; 
  • Passeio de Maria Fumaça | Feito na Estrada de Ferro Oeste de Minas, que funciona desde 1881, neste passeio você pode admirar um dos trajetos mais bonitos da região. O trem tem o seu interior no estilo imperial; 
  • Igrejas | Como era de se esperar, o que não faltam no Centro Histórico de São João Del Rei são igrejas centenárias para visitar. Não deixe de conhecer a Igreja São Francisco de Assis, Igreja Nossa Senhora do Rosário e a Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar; 
  • Teatro Municipal | Inaugurado em 1893, está em um dos pontos mais icônicos do Centro Histórico. Com uma fachada que é cartão-postal da cidade, funciona até hoje com peças e outros eventos; 
  • Memorial Tancredo Neves | Famoso por seu jardim externo com uma estátua de Tancredo, o casarão foi construído em homenagem ao político. Com um grande acervo, o museu tem 9 salas para visitação; 
  • Rua das Casas Tortas | Formada por casinhas de portas e janelas coloridas, a rua é a mais fotografada da cidade. Localizada perto do centro, faz parte do caminho feito pelos bandeirantes; 
  • Lagoa Azul | Mais distante do centro, a aproximadamente 20 km. Uma paisagem lindíssima com águas cristalinas, e uma boa estrutura para curtir a tarde; 
  • Cachoeiras | Assim como é rica em cultura e história, São João Del Rei não fica para trás no quesito natureza. As cachoeiras que você precisa conhecer por lá são: Cachoeira do 14, Cachoeira do Bom Despacho e Cachoeira do Mangue; 
  • Fazenda do Pombal | É considerada o lugar de nascimento de Tiradentes, em 1746, e também o local onde viveu até os 11 anos de idade.

ONDE FICAR EM SÃO JOÃO DEL REI 

Villa Buonabitacolo – $$$ | a cerca de 7 km do centro, com piscinas, quadras esportivas e jardins repletos de flores. Para ainda mais comodidade, oferece café da manhã, lanchonete e aulas de hidroginástica. Confira valores

Pousada Beco Do Bispo – $$ | decoração charmosa que deixa o clima da pousada aconchegante e familiar, além de piscina e restaurante com um café da manhã delicioso – a apenas 100 metros das principais igrejas do centro histórico. Confira valores

Pousada Trilha da Serra – $ | na categoria de pousadas baratas para ficar em São João Del Rei, esta é a que mais vale a pena. Com quartos bons para casais e famílias, piscina, bar, jardim, lounge e café da manhã. Confira valores

8. TIRADENTES 

A apenas 193 km de BH, Tiradentes é uma típica cidadezinha mineira: com atrações históricas, paisagens lindas da serra, hospedagens aconchegantes e culinária com gostinho de casa.

Fachada da Igreja Matriz de Santo Antônio em um dia de sol
Igreja Matriz de Santo Antônio, um dos principais pontos turísticos de Tiradentes. Foto: Pedro Vilela / Flickr

Povoada em 1702 por paulistas, foi um dos principais centros de exploração de ouro no estado até o final do século 18. Além disso, teve grande importância no processo de Inconfidência Mineira – seu nome não foi dado por acaso! 

Sendo um dos mais visitados destinos turísticos de Minas, Tiradentes é parada obrigatória.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS EM TIRADENTES 

  • Igrejas e capelas históricas | Com as estruturas internas e externas preservadas, as igrejas e capelinhas de Tiradentes são responsáveis por grande parte do movimento turístico. Quem passa por lá sempre comenta da Igreja Matriz de Santo Antônio, Santíssima Trindade e São Francisco de Paula; 
  • Largo das Forras | Rodeada de lojinhas, restaurantes e bares, é um dos cartões-postais do Centro Histórico. Perto de outros pontos turísticos, concentra o agito noturno da cidade; 
  • Museus | Assim como as igrejas, os museus de Tiradentes também te fazem voltar no tempo. As principais são: Museu de Sant’Ana, Museu Casa Padre Toledo e Museu da Liturgia; 
  • Chafariz de São José | Símbolo da cidade há mais de 270 anos, era a única fonte de água potável de Tiradentes. Composto por detalhes em quartzo no estilo barroco, conta com água potável até os dias de hoje! 
  • Passeio de Maria Fumaça | Feito na antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas, o passeio finaliza na cidade vizinha, São João Del Rei. Com 12 km de extensão, passa por paisagens incríveis da região; 
  • Bichinho | Apesar de ser um distrito da cidade de Prados, a vila de Bichinho costuma ser bastante visitada pelos turistas de Tiradentes, pois se localiza a apenas 8 km do centro. Por lá, é possível encontrar lojas de artesanato, oficinas de arte, museus e a famosa Casa Torta; 
  • Cachoeiras | Com toda a natureza da Serra de São José ao redor, seria impossível Tiradentes não surpreender com cachoeiras lindíssimas. As que você precisa conhecer são: Cachoeira do Bom Despacho, Cachoeira do Índio e Cachoeira Paulo André. 

ONDE FICAR EM TIRADENTES 

Villa D’Ouro Pousada – $$$ | Com uma ampla área de lazer e rodeada de jardins floridos, esta pousada é a melhor opção para quem quer ficar em uma região mais tranquila. De decoração colonial, com piscina, quadras e restaurante com forno à lenha. Confira valores

Pousada Richard Rothe – $$ | A poucos metros do coração do Centro Histórico, está situada em um casarão histórico. Boa para casais que querem aproveitar piscina, sauna, jardim com churrasqueira e café da manhã completo. Os quartos têm decoração rústica. Confira valores

Pousada Do Ó – $ | pequena e charmosa, também está em pleno agito do centro. Parte de uma antiga residência que preserva sua arquitetura original, tem quartos aconchegantes, jardim e um delicioso café da manhã. Confira valores.

9. CARRANCAS 

A cidade de Carrancas está em uma das regiões mais bonitas do estado, com cachoeiras, cânions, rios de águas cristalinas, paredões e outras paisagens de tirar o fôlego.

Várias quedas d'água da Cachoeira da Fumaça em Carrancas
Cachoeira da Fumaça em Carrancas. Foto: A. Duarte / Flickr

Para quem curte ecoturismo, o destino é uma opção indispensável entre os lugares para ir em Minas Gerais. Parte da Bacia Alto do Rio Grande, a cidade fica a apenas 278 km de Belo Horizonte. 

Apesar de tantas atrações naturais, o turismo em Carrancas foi descoberto recentemente, então o clima da cidade ainda é bem pacato.

PONTOS TURÍSTICOS EM CARRANCAS 

  • Paredão de Carrancas | Conhecido por pontos para a prática de voo livre, de onde se tem a melhor vista da região de Carrancas, principalmente no entardecer. O acesso ao topo é feito por uma trilha estreita; 
  • Chapada dos Perdizes | Outra opção para fazer trilhas, passeios de jipe e até mesmo acampar! A natureza aqui é bem rica, com cachoeiras, longos campos e mirantes; 
  • Igreja Nossa Senhora da Conceição | No coração do centro da cidade, foi fundada em meados do século 18. Principal ponto de celebrações de Carrancas, seu interior é lindíssimo, com pinturas feitas por um discípulo de Aleijadinho; 
  • Fazenda Grão Mogol | Um dos parques em Carrancas para conhecer diversas cachoeiras e poços. Com uma ótima estrutura turística, é uma boa opção para passar o dia; 
  • Atividades de aventura | Em Carrancas é possível realizar diferentes atividades com toques de aventura, como passeio de quadriciclo, voo de parapente, rapel, trilhas e travessias de bicicleta; 
  • Complexo da Fumaça | A 10 km do centro, são quatro cachoeiras lindíssimas para conhecer: a Cachoeira da Fumaça, Véu da Noiva, Luciano e Serrinha. Com exceção da última, todas são ótimas para curtir um banho; 
  • Complexo da Zilda | Cachoeiras, poços e opções de ecoturismo, como trilhas e escaladas. Por lá, o número de quedas d’água é ainda maior: tem a Racha da Zilda, Escorregador da Zilda, Cachoeira dos Índios e Cachoeira dos Anjos; 
  • Parque Serra do Moleque | As cachoeiras mais famosas da região estão aqui – e algumas já foram cenário de novelas: Cachoeira da Zilda, Cachoeira Guatambu e Poço da Proa, conhecido por suas atividades de mergulho; 
  • Complexo Vargem Grande | Ao lado dos outros complexos, este é um dos pontos turísticos indispensáveis para o roteiro. São apenas duas cachoeiras: o Poço da Vargem Grande e a Cachoeira da Esmeralda; 
  • Complexo da Ponte | Sem precisar ir muito longe, este complexo está localizado na entrada da cidade. O parque também possui apenas duas cachoeiras: a Cachoeira Salomão e a Cachoeira do Moinho. Ambas são perfeitas para se refrescar; 
  • Complexo da Toca | Frequentado principalmente por famílias com crianças, é conhecido por suas cachoeiras charmosas, como o Poço do Coração e o Escorregador da Toca, que fica ao lado da gruta de mesmo nome; 
  • Complexo Grão Mogol | Acessado apenas com a companhia de guias, o complexo fica em uma ampla área de natureza preservada, com cânions e diversos poços de águas cristalinas. O destaque fica por conta da Cachoeira do Grão Mogol.

ONDE FICAR EM CARRANCAS 

Pousada Eldorado Das Gerais – $$$ | Considerada uma pousada campestre, é uma opção para quem quer charme e tranquilidade na hospedagem. A aproximadamente 5 km do centro, tem uma ampla área de lazer com piscina, jardim, restaurante e quartos aconchegantes. Confira valores

Pousada Além das Formas – $$ | A 2,5 km do centro e com muito verde ao redor. Conta com jardim, churrasqueira, pomar e quadra de areia. Dos quartos, os hóspedes recebem uma estrutura aconchegante e vista para as montanhas. Confira valores

Pousada Ceu e Serra – $ | Com chalés super românticos e aconchegantes, é uma opção perfeita para uma viagem em casal. Nas acomodações, há cozinha totalmente equipada, lareira e vistas incríveis para a serra. Confira valores.

10. CAPITÓLIO 

Não é à toa que Capitólio faz parte da maioria das listas de destinos favoritos de quem vai para Minas Gerais. A cerca de 280 km da capital, a cidade é uma das mais procuradas de todo o estado.

Passeio de lancha no Lago de Furnas
Passeio de barco pelo Lago de Furnas

Por sua beleza natural peculiar, o destino atrai milhares de pessoas todos os anos em busca de cachoeiras, mirantes na Serra da Canastra, lagos para mergulhar e passear de barco. 

Obviamente, Capitólio tem uma boa estrutura turística, com diversas opções de hospedagem, alimentação e serviços.

O QUE FAZER EM CAPITÓLIO 

  • Mirante dos Canyons | Com vista para os paredões de 20 metros de altura ao redor do Lago de Furnas, o mirante é a atração mais fotografada e procurada em Capitólio. Além de apreciar a paisagem, você também encontra uma cachoeira ótima para banho; 
  • Cachoeiras | Capitólio é referência em cachoeiras. Por lá, você precisa conhecer a Cachoeira Diquadinha, Cascatinha, Lagoa Azul e do Filó. Porém, saiba que essas são algumas das dezenas de opções para visitar; 
  • Cascata Ecoparque | Parte de uma área particular, é um dos complexos turísticos mais famosos da região. Ótima pedida para passar o dia, aproveitando diversas cachoeiras, poços e piscinas naturais para curtir; 
  • Paraíso Perdido | A 40 km de Capitólio, o local está dentro do município de São João Batista do Glória. Com uma natureza surpreendente, são oito cachoeiras e inúmeras piscinas naturais; 
  • Retiro Viking | Outra opção para conhecer cachoeiras e piscinas naturais lindíssimas de uma vez só. Também pertencente a uma propriedade privada, a natureza pode ser apreciada por trilhas que cruzam o complexo; 
  • Trilha do Sol | Passando por lugares como a Cachoeira do Poço Doura e Cachoeira do Grito, a trilha faz parte da propriedade da pousada de mesmo nome. Com extensão de 3 km ao total, é bem-sinalizada e se localiza a 25 km do centro de Capitólio; 
  • Pedreira Lagoa Azul | A paisagem faz valer a pena o acesso difícil. Funcionando antigamente como ponto de exploração e extração de quartzo, o cenário é um lago de águas transparentes;  
  • Passeio de lancha | Para conhecer o Lago de Furnas de um jeito diferente, não deixe de fazer o famoso passeio de lancha! Sendo um dos maiores lagos artificiais do mundo, o “Mar de Minas” oferece um passeio incrível pela natureza da região; 
  • Morro do Chapéu | Com 1.293 metros de altura, o Morro do Chapéu tem o seu acesso a 12 km do centro da cidade. As paisagens lindíssimas já começam a ser vistas na trilha de acesso e, do topo, você terá uma vista incrível do Lago de Furnas; 
  • Parque Nacional Serra da Canastra | Repleto de trilhas, cachoeiras, lagos, piscinas naturais e atividades como trilhas, rapel e canoagem, é uma opção para conhecer a natureza da região. Além disso, é o lar do famoso Rio São Francisco.

ONDE FICAR EM CAPITÓLIO 

Riviera Capitólio Hotel – $$$ | Não tão distante do centro da cidade, este hotel conta com uma ampla área de lazer, com piscina, jardim e equipe de recreação com atividades para o dia todo. Além disso, oferece restaurante e bar. Confira valores

Pousada Suítes do Lago – $$ | A 5 km do centro de Capitólio, acomoda muito bem casais e famílias. Para o lazer, dispõe de piscina e churrasqueira, além de restaurante e quartos com vista para as montanhas. Confira valores

Pousada do Batata – $ | De categoria 4 estrelas, é uma das melhores opções para economizar e ainda contar com muito conforto. Os quartos são espaçosos e bem equipados, e a pousada oferece café da manhã, piscina e jardim. Confira valores.

11. IBITIPOCA 

Conhecida apenas por Ibitipoca, a cidade de Conceição de Ibitipoca é um verdadeiro refúgio da natureza do sul de Minas Gerais.

Janela do Céu em Ibitipoca
Janela do céu, o cartão postal de Ibitipoca

Como faz parte da Serra do Ibitipoca, o ecoturismo é o ponto forte do destino, com opções de trilhas, cachoeiras, piscinas naturais, cânions, cavernas, grutas e muito mais para conhecer. 

318 km ao sul de Belo Horizonte, a pequena vila tem um clima pacato, mas com boas opções de hospedagem e serviços.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS EM IBITIPOCA 

  • Parque Estadual do Ibitipoca | A maior e mais famosa atração de Ibitipoca. Em uma área florestal totalmente preservada, inclui circuitos de cachoeiras, trilhas e mirantes em montanhas impressionantes, como o Pico do Pião e Janela do Céu; 
  • Circuito das Águas | Um dos roteiros oferecidos pelo parque. Esse é o melhor para curtir cachoeiras e piscinas naturais refrescantes. Você passará pelo Lago das Miragens, Ponte de Pedra, Paredão de Santo Antônio, Cachoeira dos Espelhos e Cachoeira dos Macacos; 
  • Passeio de quadriciclo | Com duração de aproximadamente 3h, o trajeto do passeio é incrível, passando pelo Muro dos Escravos, Gruta da Água Santa e a Serra da Água, com uma vista panorâmica dos campos; 
  • Passeio de Caiaque | São diferentes modalidades de percurso nesse passeio que é feito nas águas tranquilas do Rio Grande. Para quem curte aventura, essa atividade é indispensável! 
  • Vila Comercial | Pertinho do centro da cidade, é o ponto de agito da vida noturna de Ibitipoca. É por lá que você encontra os melhores restaurantes, bares, casas noturnas e opções de compras, com lojinhas de artesanato e alimentos regionais; 
  • Matriz de Nossa Senhora da Conceição | Localizada no coração do centro e fundada em 1768, essa igreja de arquitetura colonial tem uma imponente torre de sino na sua parte externa; 
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário | Ao lado da Matriz, é outra opção de ponto turístico para conhecer o passado de Ibitipoca. Construída pelos escravos da região, é datada do início do século 19.

ONDE FICAR EM IBITIPOCA 

Pousada Meu Recanto – $$$ | A 900 metros do centro, é aconchegante e charmosa, o que torna tudo perfeito para uma viagem a dois. Boa localização, com piscina, restaurante e quartos com lareira. Confira valores

Pousada Janela do Céu – $$ | Ainda mais próximo do centro e de estilo mais rústico, com espaços cercados de natureza e com vistas lindas para a serra da região. Com sauna, restaurante, piscina e serviços de massagem – ótima pedida para casais. Confira valores

Repousada Chalés – $ | Também de decoração rústica, espere um ótimo custo-benefício. Perto de diversas cachoeiras, o que te aguarda aqui são duas piscinas, jardim, restaurante, sauna com banho turco, salão de jogos e quartos aconchegantes. Confira valores.

12. SÃO THOMÉ DAS LETRAS 

Com a fama de ser uma cidade mística, São Thomé das Letras é lar de cachoeiras paradisíacas, um centrinho badalado, montanhas misteriosas e muito mais.

Casa da Pirâmide cercada pela natureza em São Thomé das Letras
A famosa Casa da Pirâmide. Foto: Cesar Gritti / CC BY-SA 4.0

306 km da capital mineira, a cidade é conhecida por lendas que contam sobre a possível existência de duendes e túneis subterrâneos que ligam o destino até Machu Picchu, no Peru. 

Além do misticismo, São Thomé das Letras é um bom lugar para quem quer curtir o interior de Minas Gerais com muito conforto e natureza.

PONTOS TURÍSTICOS DE SÃO THOMÉ DAS LETRAS 

  • Centro Histórico | Apesar de pequeno, o centro histórico não deixa a desejar em atrações turísticas! Com aquele clima pacato de uma cidadezinha do interior, é o lar da Gruta de São Thomé, Igreja Matriz e a Igreja de Pedra. Além de diversas lojinhas e restaurantes; 
  • Parque Municipal Antônio Rosa | De fácil acesso a partir do centro, é onde você irá conhecer os três dos principais cartões-postais do destino: a Pedra da Bruxa, o Cruzeiro e a Casa da Pirâmide. Localizados no topo de montanhas, com vistas incríveis para o pôr do sol; 
  • Cachoeiras | São mais de 10 opções de cachoeiras para se refrescar na região que compreende São Thomé das Letras. Entre elas, destacamos a Cachoeira do Paraíso, Véu da Noiva, do Flávio e da Eubiose; 
  • Vale das Borboletas | Cachoeiras, grutas e poços lindíssimos: com uma paisagem que parece de filme, é um dos pontos mais visitados no destino, principalmente em dias mais quentes; 
  • Grutas | Com todas as lendas que fazem a fama da cidade, as grutas de São Thomé das Letras ficam ainda mais interessantes. As mais procuradas são: Gruta de Sobradinho, Gruta do Labirinto e a Gruta do Carimbado; 
  • Poços | De clima mais tranquilo e sem tanto movimento, os poços de São Thomé das Letras são uma espécie de grandes lagos. Recomendamos você dar uma passada pelo Poço Azul e Poço Verde; 
  • Ladeira do Amendoim | É o local mais místico da cidade, já que por lá costuma-se contar que é possível observar carros serem puxados para cima, mesmo desligados. Além do misticismo, conta com diversas lojinhas; 
  • Fundação Harmonia | Parte de uma antiga comunidade de São Thomé das Letras, aqui é possível fazer uma visita guiada que inclui atividades como terapias holísticas. A propriedade também tem piscina e restaurante. É uma boa opção para os fãs de espiritualidade!

ONDE FICAR EM SÃO THOMÉ DAS LETRAS 

Pousada Antares – $ | A 100 metros do centro, com quartos super espaçosos – alguns oferecendo jacuzzi. Também inclui restaurante com café da manhã, terraço ao ar livre e churrasqueira compartilhada. Confira valores

Pousada e Chales Por do Sol – $ | Em uma região tranquila, fica a aproximadamente 5 km do centro da cidade. Ótima para famílias, com piscina externa, churrasqueira, jardim e quartos arejados e bem equipados. Além disso, aceita pets. Confira valores

Hotel dos Sonhos – $ | a poucos metros do centro histórico, é uma das melhores opções para quem viaja com crianças. A estrutura é simples e aconchegante, oferecendo piscina, restaurante com café da manhã, sauna e jardins ao ar livre. Confira valores.

13. AIURUOCA 

Quase na divisa do estado com o Rio de Janeiro, a charmosa cidadezinha de Aiuruoca é outra opção para os turistas aventureiros, e que também preferem tranquilidade na viagem.

Vista da natureza no Parque Estadual da Serra do Papagaio
Parque Estadual da Serra do Papagaio. Foto: Beth Ju / Flickr

Situada a cerca de 420 km de Belo Horizonte, Aiuruoca é um destino único, com cachoeiras, trilhas, poços e mirantes lindíssimos. 

O turismo por lá ainda não foi descoberto pela maior parte das pessoas que buscam lugares para viajar em Minas Gerais, então, o clima fica ainda mais especial!

O QUE FAZER EM AIURUOCA 

  • Centrinho | Embora tenha pouco mais de 10 mil habitantes, Aiuruoca mantém um centro histórico bem preservado, com casinhas e ruas que te fazem sentir em Minas Gerais do século 19. Os pontos turísticos mais famosos por lá são a Igreja Matriz e a Praça Central; 
  • Vale do Matutu | Onde fica a maior parte dos pontos turísticos.  Partindo do centro, você passará pelo Pocinho, Cachoeira Deus Me Livre, Cachoeira do Batuque e a imponente Cachoeira do Fundo; 
  • Casarão do Matutu | Ainda no Vale do Matutu, é um dos principais e únicos prédios históricos na região. Tombado como patrimônio da cidade, são mais de 100 anos de história, e seu interior está aberto para visitação; 
  • Poço das Fadas | Pertinho do Casarão do Matutu, suas águas cristalinas e limpinhas fazem do poço um dos melhores lugares para banho na região. Com águas mais geladas, é perfeito para ir em dias mais quentes; 
  • Cachoeira do Meio | Entre as diversas atrações turísticas do Vale do Matutu, esta cachoeira é a mais famosa. Localizado no meio da trilha que dá acesso para a Cachoeira do Fundo, é muito procurada por turistas que querem apenas se sentar em suas pedras e relaxar; 
  • Vale dos Garcias | Apesar de pequeno, é no vale que você vai se deparar com a cachoeira mais linda de Aiuruoca. Além dela, tem a Prainha, muito procurado por famílias, e o Poço do Joaquim Bernardo, com uma ótima estrutura turística; 
  • Parque Estadual da Serra do Papagaio | Com mais de 22 mil hectares de área, abrange os municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto. Na região de Aiuruoca, o destaque fica por conta do Pico do Papagaio, com mais de 2 mil metros de altura.

ONDE FICAR EM AIURUOCA 

Pousada Alquimia – $$$ | Com todos os quartos no estilo rústico, é perfeita para casais. Além das acomodações aconchegantes, dá pra aproveitar o restaurante de cozinha local, o bar e o serviço de massagens terapêuticas. Confira valores

Pousada Pico do Papagaio – $$ | Próxima ao centro e com um bom custo-benefício, principalmente para famílias. Os quartos são espaçosos e a área de lazer externa dispõe de piscina, jardim e churrasqueira. Além disso, tem café da manhã fresquinho. Confira valores

Chalé das Corruiras – $ | Conhecido por seu restaurante especializado na cozinha regional, a pousada apresenta uma decoração charmosa com quartos aconchegantes, bar e um lindo jardim na parte externa. Confira valores.

14. MONTE VERDE 

Para quem é fã de destinos de inverno, Monte Verde é um dos que devem estar obrigatoriamente na sua lista!

Escadas do Mirante da Pedra Redonda em Monte Verde
Mirante da Pedra Redonda. Foto: Rafael Vianna Croffi / Flickr

Distrito da cidade de Camanducaia, se localiza bem na divisa do estado com São Paulo, a aproximadamente 480 km ao sul da capital mineira. 

Queridinha por casais apaixonados, estamos falando de um destino com clima super aconchegante, com pousadas charmosas e restaurantes ótimos para degustar um bom vinho.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS EM MONTE VERDE 

  • Avenida Monte Verde | O local onde tudo acontece no centro da cidade. Repleta de flores, é o endereço dos principais shoppings, lojas e galerias para comprar itens de artesanato, roupas e comidinhas típicas da região. Além disso, é o lar da Igreja Matriz São Francisco de Assis; 
  • Fábricas de Chocolate | Também na Avenida Monte Verde, as fábricas de chocolate do destino não podem ficar de fora do seu roteiro. Ainda mais com o friozinho da serra, a Gressoney, Sabor Chocolate e Chocolateria Monte Verde ficam ainda mais charmosas! 
  • Cervejaria Fritz | Em funcionamento desde 1933, é responsável pela produção de 40 mil litros mensais de chopps e cervejas artesanais como Dunkel, Köelsch, Natur e Weizen. Por lá, é possível fazer um tour guiado pela fábrica e ainda curtir uma degustação; 
  • Orquidário MV | Com mais de 1.500 espécies de orquídeas e outras plantas exóticas, é um dos pontos turísticos mais visitados. O local também oferece mudinhas à venda e, dependendo da época, palestras sobre o cultivo; 
  • Espaço Lavandas na Varanda | Localizado no Bairro do Quilombo, tem diferentes serviços relaxantes como massagens, Reik e banhos de imersão com diversos componentes especiais; 
  • Trilhas | Há trilhas de todas as dificuldades e estilos espalhadas pela região de Monte Verde, mas todas passam por paisagens incríveis. A maior parte está no Parque Ecológico Verner Grinberg, como a Trilha do Platô, Pedra Redonda, Pedra Partida e Chapéu do Bispo; 
  • Passeios de Jipe e quadriciclo | Como Monte Verde está em uma região de serra, a viagem pode contar com passeios de jipe e quadriciclo que passam pelos pontos mais bonitos da natureza local; 
  • Tour de Bike Para quem busca ainda mais aventura e contato com a natureza, o tour de bike é a opção ideal. Assim como o passeio de Jeep e quadriciclo, o tour pode ser encontrado por diversas agências de turismo da cidade; 
  • Pinheiro Velho | É a atração turística mais antiga de Monte Verde. Com mais de 500 anos de história, faz parte de uma área de mata nativa, repleta de outras árvores centenárias. Sua trilha de acesso é super tranquila, e pode ser feita a partir de 5 entradas diferentes; 
  • Mirante do Aeroporto | A 1.560 metros acima do nível do mar, a pista de pouso do Aeroporto de Monte Verde é a mais alta do país. Por conta disso, seu mirante se tornou um ponto turístico, já que tem uma das melhores vistas da cidade e arredores; 
  • Galeria Unger’s Pottery House | Com 3 mil m², a galeria expõe artes e objetos de decoração em um terreno arborizado ao ar livre. Além disso, o local oferece joias e outras peças artísticas para comprar.

ONDE FICAR EM MONTE VERDE  

Kuriuwa Hotel – $$$ | A aproximadamente 2 km do centro, é um dos hotéis mais luxuosos da cidade. Sua estrutura é completa, com piscina, academia, spa, sauna e restaurante especializado em culinária suíça. Para melhorar, os quartos contam com terraço privativo e lareira. Confira valores

Pousada Vale Verde – $$ | A 50 metros da Avenida Monte Verde, é uma boa opção para casais. Os chalés com decoração no estilo suíça são super espaçosos, e na pousada você ainda aproveita a piscina e o restaurante. Confira valores

Pousada Ana Terra – $$ | Não tão distante do centro, faz parte da seleta lista de pousadas charmosas de Monte Verde. Repleta de muito verde, com piscina ao ar livre, cantinhos para relaxar no jardim, restaurante, bar e chalés com lareiras. Confira valores.

Quer saber de mais outras 18 dicas de pousadas e hotéis em Monte Verde? Então confira nosso post exclusivo sobre hospedagem! 

15. GONÇALVES 

Com uma estrutura turística de alto nível, Gonçalves é outra ótima opção de destino próximo ao estado de São Paulo. Cercada por belezas naturais, a cidade é super charmosa.

Vista de uma parte da cidade de Gonçalves em Minas Gerais
Gonçalves. Foto: Capela de São João / CC BY-SA 4.0

Assim como Monte Verde, Gonçalves está na Serra da Mantiqueira, só que reserva um clima mais tranquilo. Para quem quer curtir o friozinho de um jeito mais exclusivo, esse é o  lugar para viajar em Minas Gerais.

460 km de Belo Horizonte e a apenas 213 km da capital paulista, o destino é a escolha perfeita para curtir um final de semana ou feriado prolongado.

PONTOS TURÍSTICOS DE GONÇALVES 

  • Cachoeiras | Gonçalves tem a vantagem de oferecer cachoeiras lindíssimas e deliciosas para se refrescar não tão distante do centro. As mais procuradas são:  Cachoeiras das Andorinhas, Cachoeira do Cruzeiro, Cachoeira Sete Quedas e Cachoeira dos Henriques; 
  • Atividades de aventura | Para a alegria dos fãs de adrenalina, em Gonçalves é possível praticar diferentes atividades de aventura como rapel, boia-cross e passeios de quadriciclo; 
  • Roteiro da Serra da Balança | Feito apenas com um veículo do tipo 4×4, é uma bela oportunidade de conhecer as belezas da zona rural da cidade. Chegando até o município de São Bento do Sapucaí, passa pela Pedra do Cruzeiro, Sítio Kalevala, Mirante dos Serranos e mais; 
  • Mirante do Cruzeiro | Um dos principais cartões-postais de Gonçalves, de onde se aprecia uma vista panorâmica da cidade com as montanhas da Serra da Mantiqueira ao fundo. E o melhor: fica ao lado do portal de entrada da cidade, a 400 metros do centro; 
  • Trilhas | Assim como as cachoeiras, as trilhas de Gonçalves são diversas e de diferentes níveis, mas todas finalizam em picos de montanhas com paisagens de tirar o fôlego. As mais famosas são as que dão acesso a Pedra do Forno, Pedra Chanfrada e Pedra do Cruzeiro; 
  • Parque Ecológico Ecopia | Localizado dentro de uma propriedade particular, faz parte do distrito de Paraisópolis, a 22 km do centro. Entre as atrações estão um mirante, trilhas e cachoeiras no meio da mata preservada; 
  • Centrinho de Gonçalves | Como Gonçalves possui apenas 4 mil habitantes, o clima do centro é bem pacato. Por lá, você encontrará várias lojinhas de artesanato e produtos regionais. Não deixe de passar pela Padaria São Francisco, Senhora das Especiarias e A Pioneira; 
  • Igrejas e capelas históricas | As capelinhas e as igrejas de Gonçalves fazem parte da cultura dos moradores até hoje. As três principais são: Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, Igreja de Nossa Senhora do Bom Sucesso e Capela de São João; 
  • Cervejaria 3 Orelhas | Parte de uma fazenda com espaços charmosos, produz hoje 18 estilos de cervejas artesanais. Além do tour guiado, há um brewpub para degustação e restaurante com petiscos e lanches; 
  • Feira de Orgânicos de Gonçalves | O principal evento da cidade durante os finais de semana. Com diversas barracas, reúne os principais produtores de hortaliças, legumes e frutas orgânicas da região da Serra da Mantiqueira. E tudo por preços baratinhos! 

ONDE FICAR EM GONÇALVES 

Chalés Terras Altas – $$$ | A cerca de 5 km do centro, é o lugar dos sonhos para quem procura uma viagem romântica. Com vista para as montanhas, você irá se hospedar em um chalé com rede na varanda, hidromassagem e café da manhã privativo! Confira valores

Hospedaria Vila Khepri – $$ | Bem próximo do principal ponto do centro, uma pousada aconchegante com café da manhã, jardim de inverno com cantinhos para relaxar e quartos bem equipados. Confira valores

Chácara das Flores – $ | Em uma propriedade com muita natureza, é uma boa opção para quem viaja com a família. O chalé é de estilo rústico, e conta com cozinha, quartos aconchegantes e uma ampla área de lazer com jardim, redes e pomar. Confira valores.

16. POÇOS DE CALDAS 

Com pouco mais de 166 mil habitantes, a charmosa cidade de Poços de Caldas é um dos, ou, senão, o destino mais famoso do sul de Minas Gerais.

Praça Pedro Sanches em Poço de Caldas
Praça Pedro Sanches em Poço de Caldas, um dos cartões postais da cidade. Foto:

Pertinho de São Paulo – a 257 km – Poços fica na Serra de São Domingos, e é uma boa opção tanto para quem quer curtir a viagem de um jeito tranquilo ou para aqueles que buscam aventura. 

Super movimentada aos finais de semana e feriados, são dezenas de opções de restaurantes, bistrôs, pousadas e hotéis aconchegantes para satisfazer os turistas.

O QUE FAZER EM POÇOS DE CALDAS 

  • Portal da Cidade | O primeiro cartão-postal que você irá conhecer em Poços de Caldas. Com um lindo canteiro de flores, é uma parada obrigatória para uma foto de recordação; 
  • Parque Temático Walter World | Com 150 mil m² de área, é considerado um dos maiores parques temáticos do país. Para quem viaja com crianças, é uma atração indispensável, já que oferece opções de lazer para um dia inteiro; 
  • Thermas Antônio Carlos | Fundado em 1931, faz parte das atrações do centro da cidade. Em um prédio histórico de arquitetura sofisticada, é o local para tratamentos medicinais, banhos relaxantes, saunas e diversos tipos de massagem; 
  • Serra de São Domingos | Principal ponto turístico do centro, é o lar de mirantes e pontos turísticos que proporcionam uma vista incrível, como é o caso do Cristo Redentor e da Pedra Balão. Além disso, há uma rampa de voo livre para os mais aventureiros; 
  • Passeio de teleférico | Partindo do Parque José Affonso Junqueira, é um jeito diferente de apreciar a paisagem e chegar até o topo da Serra de São Domingos. Trinta cabines são oferecidas, e o trajeto tem aproximadamente 1.500 metros; 
  • Praça Pedro Sanches | Ao lado de outras praças super arborizadas e gostosas para relaxar no centro de Poços, essa abriga o Palace Casino, tombado pelo Patrimônio Histórico e centro de eventos, e o Palace Hotel, o mais importante hotel histórico da cidade; 
  • Parque Municipal | O Parque José Affonso Junqueira é a melhor opção para quem quer curtir o clima do centro com tranquilidade, com grandes gramados, bancos para relaxar, pista para caminhadas e quadras esportivas; 
  • Mercado Municipal | Desde 1969, é o melhor lugar da cidade para degustar doces, cachaças, queijos e outras comidas tradicionais da região. O mercado abriga atualmente mais de 200 quiosques internos e externos; 
  • Fonte dos Amores | Próxima aos pés da Serra de São Domingos, é outro ponto turístico que é super fotografado em Poços. Acessado por uma trilha curtinha, é conhecido por ser o ponto de encontro de casais apaixonados; 
  • Feirinha de Artesanato | Organizada aos domingos e feriados na Praça Dom Pedro II, a FEARPO é a maior da cidade: são mais de 400 barraquinhas de artesãos locais e pontos para alimentação; 
  • Fábricas de cristais | Poços de Caldas é uma grande produtora de cristais e louças à base de cerâmica. E para conhecer o processo de produção de pertinho, dá para fazer um tour guiado em duas das principais fábricas da cidade: a Cristais São Marcos e a Cristais Cá d’Oro; 
  • Museus | Para quem curte um passeio cultural, os principais museus e centros culturais são: Instituto Moreira Salles, Museu do Termalismo e o Museu Histórico Geográfico de Poços de Caldas; 
  • Recanto Japonês | Pequeno e charmoso, foi todo projetado dentro do paisagismo oriental, com construções típicas, lagos com carpas, bonsais, pontes e outros espaços temáticos. O local é super fotogênico! 
  • Represa Bortolan | Um bom local para curtir um dia ensolarado. Por lá é possível passear de pedalinho no lago, andar de jet-ski, pescar ou curtir um tour de escuna pela região. A represa está próxima a diversas lojas e empórios famosos de queijos, doces e vinhos; 
  • Cachoeira Véu de Noiva | Superconcorrida, é a atração natural mais bonita de Poços de Caldas. A 5 km do centro, conta com uma queda d’água de 10 metros de altura, mas não permite banho em suas águas.

ONDE FICAR EM POÇOS DE CALDAS 

Village Inn All Inclusive Poços de Caldas – $$$ | Entre os resorts da cidade, é um dos mais completos. Sua área de lazer possui 7 piscinas, quadras esportivas e atividades de recreação durante o dia todo. De sistema all-inclusive, fica a apenas 3 km do centro de Poços. Confira valores

Hotel Carlton Plaza – $$ | Bem no centro, a poucos metros de diversos pontos turísticos, é uma das mais procuradas devido ao seu custo-benefício. Apesar da simplicidade, tem piscina na cobertura, academia, restaurante com café da manhã, almoço, jantar e bar. Confira valores

Hotel Minas Gerais – $ | A 800 metros do centro, possui uma estrutura completa, e tudo com diárias acessíveis! De categoria 4 estrelas, com duas piscinas, salão de jogos e restaurante servindo café da manhã e outras refeições com culinária local. Confira valores

QUAL DESSES 16 LUGARES PARA IR EM MG VOCÊ MAIS GOSTOU? 

Ao centro, norte ou sul, é possível encontrar lugares incríveis para curtir o estado de Minas Gerais. As opções vão te surpreender e te proporcionar uma viagem inesquecível! 

Agora que você conheceu esses 16 destinos mineiros, só falta escolher qual deles mais te encantou e já começar a preparar o planejamento da sua próxima viagem!

FONTE EM ALGUM LUGAR DO MUNDO

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade