22 de maio de 2024 05:20

‘Relógio do Juízo Final’ pode apontar para o apocalipse iminente com guerras e mudanças climáticas. Entenda

A iniciativa simbólica é mantida pelo Boletim dos Cientistas Atômicos da Universidade de Chicago e busca medir quanto tempo até uma catástrofe sem precedentes

Assim como a ficção alertou em diversas ocasiões, a humanidade construiu tecnologias capazes de aniquilar a vida terrestre. Esse é o caso da bomba atômica, que teve sua invenção detalhada no recente ‘Oppenheimer’, do diretor Christopher Nolan. As guerras com armamento nuclear, no entanto, não são o único motivo de preocupação, já que é possível acompanhar os desastres causados pelas mudanças climáticas — também impulsionadas pela atividade humana.

A função do ‘Relógio do Juízo Final’ (Doomsday Clock) é calcular qual o impacto de toda essa interferência no planeta, fazendo uma estimativa de quanto tempo ainda temos antes de uma catástrofe sem precedentes.

Cena de ‘Oppenheimer’ — Foto: divulgação

Criado e mantido pelo Boletim dos Cientistas Atômicos, organização da Universidade de Chicago, o relógio é atualizado anualmente. Em 2023, por exemplo — após dois anos sem mudanças — o tempo restante foi alterado para 90 segundos, considerando a guerra na Ucrânia e os riscos biológicos da covid-19.

A humanidade também pode ganhar tempo caso sejam feitos esforços no sentido de controlar possíveis confronto nucleares e a escalada da crise climática. Em 2010, o tempo restante para meia-noite subiu de cinco para seis minutos após diversos líderes se comprometerem a reduzir as emissões gases prejudiciais ao meio ambiente.

Represetanação do ‘Relógio do Juízo Final’ — Foto: Reprodução/thebulletin.org

Apesar da pequena dose de esperança no início da década passada, o cenário não é promissor na visão dos especialistas — e a situação pode piorar. Segundo a previsão do site MailOnline, o relógio deve se aproximar ainda mais do apocalipse.

O anúncio deste ano será feito na próxima terça-feira (23), a partir das 12h. Um comitê do Boletim dos Cientistas Atômicos, que já contou com 13 vencedores do prêmio Nobel ao longo das décadas, é responsável por decidir qual será a movimentação do ponteiro.

Retrato da guerra entre Rússia e Ucrânia. Foto de 3 de março de 2022 — Foto: Getty Images

A presidente e CEO do Boletim, Rachel Bronson, e o cientista e comediante Bill Nye estarão presentes na cerimônia de amanhã.

O ‘Relógio do Juízo Final’ em ‘Watchmen’ — Foto: Reprodução

O veículo britânico afirma que o relógio não chegará à meia-noite, uma vez que isso significa a destruição total, mas o ponteiro deve se aproximar. Os principais fatores são o conflito entre Israel e a Palestina e a guerra entre Ucrânia e Rússia — que parece distante de um encerramento. As preocupantes mudanças climáticas também se enquadram entre as causas de um provável adiantamento, levando em conta os constantes avisos da ciência em relação ao aumento da temperatura no planeta.

Em ‘Wacthmen’, série de quadrinhos da DC adaptada para o cinema por Zack Snyder em 2009, o ‘Relógio do Juízo Final’ aparece com os ponteiros indicando cinco minutos restantes. Na época da publicação original, em 1986, a marca era assustadora, e os roteiristas não tinham ideia do que estava por vir.

FONTE REVISTA MONET

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade