24 de maio de 2024 16:23

CORRA! Serasa libera PERDÃO de dívidas até o dia 31

A Serasa comunicou que irá perdoar a dívida de milhares pessoas neste mês. Confira como ter acesso ao benefício!

Comumente, janeiro é um mês difícil financeiramente para muitos brasileiros. No entanto, recentemente, a Serasa anunciou uma novidade que irá agradar a muitas pessoas. Acontece que a Serasa, conhecido birô de crédito, comunicou que irá perdoar a dívida de diversas pessoas neste mês. Dessa forma, milhares de CPFs serão retirados do negativo, ou seja, ficarão com o nome “limpo”.

No entanto, vale destacar que a iniciativa da Serasa tem um foco específico. Assim, irá contemplar principalmente estudantes brasileiros. Dessa forma, de acordo com a ‘Revista dos Benefícios’, os descontos poderão chegar a até 93% para mais de 2 milhões de pessoas. Veja mais detalhes da iniciativa!

Perdão de dívidas da Serasa

De acordo com pesquisa realizada pela Serasa, cerca de metade dos entrevistados (49%) já precisaram trancar seus cursos devido a dívidas com as universidades. Diante disso, a iniciativa da Serasa tem o objetivo de auxiliar aproximadamente 50% dos estudantes que pararam de estudar devido às dívidas universitárias. 

Assim, a ação é uma parceria entre a Serasa e diversas instituições de ensino, incluindo as que pertencem a rede Estácio, Anhanguera, Pitágoras, Unopar e outras, totalizando 57 instituições de ensino participantes. Então, são mais de 2 milhões de alunos elegíveis para participar dessa iniciativa, que prevê descontos de até 93% e possibilidade de parcelamento em até nove vezes.

Como ter acesso ao benefício

Aline Maciel, gerente da plataforma Limpa Nome, destacou que a negociação de débitos deve ser o primeiro passo para o estudante retomar a saúde financeira. Assim, Maciel recomenda aproveitar as ofertas disponíveis, em um acordo que caiba dentro do orçamento do estudante.

Por fim, aqueles que se interessaram em aderir à renegociação, podem acessar a plataforma da Serasa e conferir as ofertas e condições. Além disso, é possível negociar presencialmente nas agências dos Correios espalhadas por todo Brasil.

FONTE SEU CRÉDITO DIGITAL

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade