23 de junho de 2024 12:21

Disputa deve ser polarizada em Catas Altas da Noruega (MG)

Catas Altas da Noruega (MG) completou 61 anos de emancipação política no último dia 1º. Sua história é marcada pelas bandeiras, ouro, Estrada Real, mineração e fé. Ela começou a ser povoada aproximadamente em torno de 1690 por membros das bandeiras de Miguel Garcia e do coronel Salvador Furtado de Mendonça enquanto exploravam a região da Serra de Itaverava.

Como a cata de ouro era fácil, encontrando o precioso mineral até nas raízes das plantas, o povoado cresceu e assim nasceu as “Catas Altas”, seu primeiro nome.

Pelos idos de 1750, surgiram os primeiros sinais de decadência da mineração do ouro, ocasionada pelo progressivo esgotamento das minas superficiais, e ainda pelo elevado montante fixado para a cobrança do imposto do quinto da Coroa, que não era somente estendido aos mineiros, mas também a pessoas que se dedicavam a outras profissões.

Diante dessa situação, e incentivados pela iniciativa do Conde de Bobadella, o governador da Capitania das Minas Gerais, que procurou incentivar novas descobertas, os garimpos de Catas Altas e o da Noruega (atual localidade rural do município) foram reativados e se uniram, originando o nome atual da cidade: Catas Altas da Noruega.

As eleições

Neste contexto histórico e cultural, as eleições já inflamam a cidade. Há menos de 20 dias, uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o mandato de 3 vereadores por fraude. Com a mudança, a Casa Legislativa ganhou uma nova composição com 7 vereadores de oposição.

O cenário é de polarização entre os grupos rivais. O novo presidente é o Vereador Weber Lobo Neiva (PP), conhecido como “Juninho”, é descente de família de longa tradição e que emprestou diversos nomes na galeria de gestores locais. Então, o novo comandante do Legislativo é citado com um dos principais nomes da oposição na sucessão municipal. Ele é irmão do ex-prefeito Gerson Lobo Neiva (2013/2020), mas que recentemente sofreu um revés de uma condenação de 2ª instância ficando inelegível.

Por outro lado, o atual Prefeito Paulo Ladislau Batista (PMN), mais conhecido como “Paulinho” segue firme na busca de sua reeleição. Segundo informações, ele deve repetir a chapa vitoriosa de 2020, quando venceu com uma votação de 1.782 (54,11%) contra seu adversário Celinho do Zinho (PP) que obteve 1.511 votos (45,89%).

A disputa promete agitar a pequena e simpática Catas Altas da Noruega.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade