Público se emociona com concertos da Semana da Música de Ouro Branco, enquanto alunos e convidados elogiam o festival, que movimenta a cidade

12

Festival teve início dia 8 de outubro (sábado) e segue até dia 15 de outubro (sábado). Convidados vindos de diversos países estão na cidade mineira, onde participam de oficinas e concertos.

A Semana da Música de Ouro Branco completa onze anos em 2016 e segue com intensa programação. Referência no ensino e difusão da música erudita, o festival – uma iniciativa da Casa de Música de Ouro Branco – começou no último dia 8 de outubro (sábado), e segue até 15 de outubro (sábado).

Mesmo já sendo uma tradição na cidade, os concertos e as oficinas sempre mudam a rotina e trazem uma nova atmosfera para Ouro Branco, consolidando sucesso de público e crítica. “Os moradores comparecem em peso nas apresentações, bem como nossos alunos e visitantes. É muito gratificante perceber como a Semana da Música fez com que o universo da música erudita passasse a ser parte do dia a dia de Ouro Branco e de sua comunidade”, diz Kênia Libânio, coordenadora do festival e da Casa de Música.

Este ano, a Semana da Música conta com a presença dos violinistas Theodora Geraets e Alessandro Borgomanero; do violista João Carlos Ferreira;  do violoncelista  Matias de Oliveira Pinto; do contrabaixista Nilson Bellotto Neto,  das pianistas Viviane Taliberti e Risa Adachi, entre muitos outros. Além de uma programação intensa de concertos, os músicos ministram oficinas para as quais foram selecionados alunos vindos de diversas partes do Brasil e de outros países

A violoncelista alemã Julia Wasmund, de 24 anos, é um dos estudantes estrangeiros que participam da Semana da Música. Há alguns anos ela descobriu o festiva brasileiro e, desde então, faz questão de vir em todas as edições. “Me enriquece muito a convivência com outros músicos, os concertos diários e, claro, as aulas. Tudo isso é bastante intenso e inspira a minha forma de tocar”, relata Júlia.

No concerto de abertura, Theodora Geraets, Matias de Oliveira Pinto e Viviane Taliberti apresentaram um repertório latino-americano.  O público se emocionou com as obras de Heitor Villa Lobos, Edino Krieger e Edmundo Villani Côrtes.   “Esse repertório é muito especial e sempre envolve a plateia, além de dar uma boa visão da música latino-americana.  Tanto que apresentamos as mesmas obras em Bremen, na Alemanha e o público adorou”, conta o violoncelista Matias de Oliveira Pinto.

Semana da Música movimenta a cultura de Ouro Branco
Semana da Música movimenta a cultura de Ouro Branco

Na segunda-feira, a igreja Matriz de Santo Antônio recebeu a Orquestra de Câmara de Ouro Branco, com regência de Marcos Silva Santos. Além de toda a suntuosidade barroca do templo, o público pode apreciar o repertório com composições de Franz Schubert, Domenico Cimarosa,  Hector Berlioz e  Antonio Vivaldi.  “Acho que é importante termos sempre concertos na matriz de Santo Antônio. A igreja está maravilhosa depois da restauração e é um símbolo de Ouro Branco”, diz Matias de Oliveira Pinto.

Na quarta-feira, 12 de outubro, foi vez de Alessandro Borgomanero, Matias de Oliveira Pinto e Julia Wasmund, acompanhados por Risa Adachi, apresentarem o belo Concerto para violoncelo opus 85, de Edward Elgar e Touro Ferdinando, de Alan Ridout. “Touro Ferdinando é uma peça recitada, tocada no violino, muito engraçada. É uma história que vai sendo contada”, explica Matias.

semana-de-musica-ouro-branco-dentro
Semana de Música de Ouro Branco acontece há 11 anos

Também no auditório do Hotel Verdes Mares, nesta quinta-feira, 13 de outubro, se apresentam Theodora Geraets, Alessandro Borgomanero, João Carlos Ferreira, Julia Wasmund e Matias de Oliveira Pinto. No programa, aquela que é considerada uma das mais importantes obras de música de câmara já escritas: o  Quinteto de cordas em dó maior D. 956, op. posth. 163, de Franz Schubert.

O concerto do dia 14 de outubro, sexta-feira, reúne alunos e professores da Semana da Música. O encerramento será no dia 15 de outubro, sábado, às 20h30, na Capela de Santana do Hotel Fazenda Pé do Morro.

 Todos os concertos têm entrada gratuita. As oficinas serão realizadas na Escola Municipal João XXIII.

 Semana de Ouro Branco conta com a colaboração da comunidade

 Para a coordenadora da Semana da Música, Kênia Libânio, o festival nunca teve a intenção de ser apenas uma reunião de músicos, mas um polo de ensino e difusão de saberes aberto à comunidade. E desta vez os moradores deram mais uma prova da importância do evento para a cidade:  abraçaram a causa e não deixaram a trajetória parar. “Graças à colaboração de pessoas físicas e jurídicas, será possível dar continuidade ao projeto e realizar o evento. Como passamos por um momento delicado na economia do país, recebemos doações diversas que foram essenciais para mantermos de pé a programação deste ano. Estamos extremamente gratos.”, afirma Kênia.

 

Veja a programação da Semana da Música:

14/10/2016 – Sexta-feira

Concerto de alunos e professores

Auditório do Hotel Verdes Mares

(rua Santo Antônio, 115, Centro, Ouro Branco)

20h30

Programa a definir

 

15/10/2016

 Concerto de encerramento da 11ª Semana da Música de Ouro Branco

Capela de Santana do Hotel Fazenda Pé do Morro

(Rodovia MG 129, Km 174, Ouro Branco)

20h30

Programa a definir

Oficinas: de 09/10/2016 a 14/10/2016

Local: Escola Municipal João XXIII

Ensaios: Hotel Verdes Mares e Escola Municipal João XXIII

A Semana da Música de Ouro Branco

A Semana da Música, uma realização da Casa de Música de Ouro Branco,  há dez anos reúne ícones nacionais e internacionais da música erudita, estudantes de vários estados brasileiros e até mesmo de outros países.  Os olhos de todo o cenário musical do Brasil e do mundo se voltam para a cidade do interior de Minas, que tem cerca de 30 mil habitantes. Música é o que se escuta nos quatro cantos do município: nas praças, nos colégios, no supermercado, nos centros sociais e culturais.

O festival tem como principais objetivos o aperfeiçoamento técnico e musical, a promoção de intercâmbio cultural, a divulgação da música erudita e a ampliação do seu acesso. Além do aspecto cultural e social, o evento também proporciona geração de renda e postos de serviços na região, através da contratação de pessoas físicas e jurídicas para a prestação de serviços de infraestrutura e produção.

Mais informações: www.semanadamusica.com