Descaso e abandono: moradores voltam a reclamar da prefeitura de Desterro e cobram melhorias

18

Nas últimas semanas, os moradores de Desterro de Entre Rios descarregaram críticas e denúncias de descaso e abandono da prefeitura em diversas localidades.

Desterro vive estado de calamidade/DIVULGAÇÃO

Depois de muitas reclamações, a prefeitura capinou a praça no simpático e bucólico Distrito de São Sebastião do Gil. Ainda um morador cobrou a precária situação do calçamento na comunidade de Barro Branco. Os moradores criticaram a péssima qualidade da obra que foi finalizada há menos de um ano. Segundo ele, há falta de fiscalização da prefeitura.

Os desterresenses alertaram sobre a situação do Morro do Zito que liga a Mumbeca a cidade como também outra situação no Gil na estrada que liga a MG 270. “As estradas estão abandonadas. A prefeitura tem suas máquinas mas não arruma nossas vias”, disse um morador.

Desterro vive estado de calamidade/DIVULGAÇÃO

O povoado do Barro Branco está abandonado com iluminação pública queimada, o  poço artesiano tem 12 anos e está parado. A escola está no matagal e não capina no local. O posto de saúde também precisa de atenção da prefeitura para ofertar mais serviços aos moradores. Também a academia ao ar livre está tomado pelo mato.

Os moradores também reclamam do abandono do distrito de Pereirinhas também sem manutenção das ruas e mato tomando conta das ruas. Isso sem contar com o perigo das carretas em frente a Escola Estadual Carmela Dutra

“Estamos pedindo socorro. Recursos a prefeitura têm, mas falta gestão e capacidade de trabalho”, disse um morador.