Entidades rechaçam cisão e entregam juntas amanhã ao prefeito um audacioso programa de abertura gradual do comércio

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Pesquisa estima que mais de 3 mil trabalhadores do comércio perderam seus empregos em Lafaiete DIVULGAÇÃO

Ontem (16), o SINDICOMÈRCIO e a CDL-CL divulgaram nas redes sociais uma comunicado conjunto que promoveram uma cobrança mais incisiva em tom de crítica, pela demora e falta de definição sobre a reabertura do comércio em Lafaiete. O que casou certa estranheza e prontamente percebido percebido por nossa reportagem é que a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços (ACIAS) não assinou o documento. Até então, todos as notas e comunicados eram feitos conjuntamente pelas 3 entidades.

Nas redes sociais, uma grande discussão inflamou os ânimos e levantou a possibilidade de um “racha”. Hoje (17), nossa reportagem procurou as lideranças das entidades que veemente rechaçaram qualquer desunião e pregaram que a solução para o comércio deve ser conjunta e articulada. “Não é porque não assinamos uma nota é que não concordamos com a importância dela. As ações estão sendo de forma conjunta. O que importa  é que as 3 entidades estão alinhadas no objeto de abrir o comércio o mais rápido possível”, reforçou o empresário Kennedy Neiva, uma das lideranças mais proeminentes da iniciativa privada em Lafaiete e diretor da ACIAS. .

“Todas as ações em busca de soluções para a retomada das atividades econômicas estão sendo feitas em conjunto entre as três entidades. Estamos juntos nesta empreitada”, comentou o empresário de sucesso e Presidente do CDL-Cl, Aloísio de Rezende.
O também empresário e Presidente do SINDICOMERCIO,  o dedicado Bento de Oliveira, também juntou coro a seus colegas do comércio. ” A crise nos uniu ainda mais e estamos mostrando nossa força, em constante diálogo e interlocução junto ao prefeito e dentro do comitê de enfrentamento do coronavírus. O que nos une é que nossa atividade, âncora da nossa economia, já perdeu mais 3 mil postos de trabalho. Nossa causa está acima das diferenças entre as entidade e estamos ainda mais fortalecidos”, assinalou.
Força conjunta
Amanhã (18), os representantes das 3 entidades, mostrando a força da união, entregam ao Prefeito Mário Marcus (DEM), um arrojado e robusto plano, elaborado e articulados pelas lideranças empresariais, de reabertura gradual do comércio.  Com a estrutura hospital perto de receber 28 leitos para os pacientes do covid-19, a flexibilização deve acontecer nas próximas semanas.
– Leia o plano abaixo
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Um comentário em “Entidades rechaçam cisão e entregam juntas amanhã ao prefeito um audacioso programa de abertura gradual do comércio

  • 17 de maio de 2020, 14:29, em 14:29
    Permalink

    Sobre a sugestão que eles deram, vai dar no mesmo porque todo mundo vai pegar e largar serviço no mesmo horário vai dar aglomeração nos ônibus, na rua e nos pontos de ônibus. Tem que rever.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *