Forma de contar tempo de contribuição para aposentadoria é ALTERADA

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O governo federal publicou um decreto que modifica a forma de contagem do tempo de contribuição para aposentadorias do INSS.

O governo federal publicou um decreto que modifica a forma de contagem do tempo de contribuição para aposentadorias do INSS.

Antes da reforma da Previdência, o INSS contava os dias exatos trabalhados para determinar o tempo de contribuição do segurado. Agora, de acordo com o decreto, serão contados os meses, independentemente da quantidade de dias que trabalhou.

De acordo com a advogada Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário, para a nova contagem será necessário que a remuneração do trabalhador seja igual ou superior ao salário mínimo (R$ 1.045). Ainda, a especialista afirma que o INSS terá que publicar uma instrução normativa e os sistemas terão que se adaptar para a nova contagem.

Para a advogada, a mudança na contagem do tempo de contribuição trará vantagens para o segurado. “Embora não tenha trabalhado o mês inteiro, o segurado terá o mês computado como tempo de contribuição.”

Salário menor precisa ser complementado

A advogada informa que os trabalhadores que tiverem uma remuneração menor do que o salário mínimo terão que pagar uma complementação da contribuição para que o mês conte como tempo de contribuição ou agrupar mais meses para fazer essa contagem. (Notícias Concursos)

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

4 comentários em “Forma de contar tempo de contribuição para aposentadoria é ALTERADA

    • 7 de julho de 2020, 19:07, em 19:07
      Permalink

      É COMPLICADO…E MUITO DIFÍCIL…TIRA A MOTIVAÇÃO DE QUALQUER TRABALHADOR BRASILEIRO.

      Resposta
  • 7 de julho de 2020, 09:13, em 09:13
    Permalink

    Bom dia infelizmente temos que conviver com isso culpado damos nós mesmo de vota nesses canalocrata.

    Resposta
    • 7 de julho de 2020, 19:53, em 19:53
      Permalink

      Meu marido contribuía com mais de 300 reais mensais,faleceu há 5 meses e após 5 meses esperando a pensão por morte veio para mim 1.144,00 está certo ou posso recorrer.pois não acho justo a pessoa pagar imposto de renda e para o INSS mais De 300,00 e receber quase igual a quem paga muito menos.bando de exploradores

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *