Fórmula de fabricação das Violas de Queluz é registrada como patrimônio de Lafaiete

135

A secretária municipal de Cultura, Mauricéia Aparecida Ferreira Maia anunciou que se encontra em poder do município de Conselheiro Lafaiete, a salvaguarda da fórmula de fabricação das Violas de Queluz. Isso significa que Conselheiro Lafaiete é detentora de um dossiê que possui as regras e características que eram usadas na fabricação das antigas Violas de Queluz produzidas no século XIX e início do século XX em oficinas das famílias Meirelles e Salgado.

Os documentos que compõem o dossiê foram reunidos por meio de estudos e pesquisas da Secretaria de Cultura e têm reconhecimento do município e Conselho Municipal de Patrimônio Histórico. Segundo a secretária no último dia 26/11 foi assinado pelo prefeito Ivar de Almeida Cerqueira Neto o decreto que registra a fórmula como patrimônio imaterial do município. Sendo assim, qualquer pessoa que queira identificar ou fabricar uma viola no modelo Queluz terá que seguir as regras que estão contidas no documento.

De posse da fórmula o município por meio da Secretaria de Cultura poderá fomentar a instalação de uma luteria para que o instrumento volte a ser fabricado na cidade. “Podemos buscar parcerias e empreendedores que vejam as Violas de Queluz como um instrumento musical de alta qualidade e como um bom nicho de mercado. A luteria, que é uma fábrica de instrumentos, seria o próximo passo para que Lafaiete tenha de volta o seu patrimônio que são as Violas de Queluz”, frisou Mauricéia.

Cópia do documento será encaminhado ao IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais) visando que Lafaiete seja reconhecida como “Cidade das Violas de Queluz”, tendo em vista que em 2007, houve o reconhecimento municipal. Em 2009, por meio de Lei também foi criado o Dia Municipal das Violas de Queluz, comemorado anualmente em 29 de março.

Secretaria municipal de cultura Mauricéia Aparecida Ferreira Maia
Secretaria municipal de cultura Mauricéia Aparecida Ferreira Maia

Divulgação: PMCL