Congonhas: na cidade mais rica da região, 7 candidatos surgem na disputa de umas das prefeituras mais cobiçada de Minas

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Na cidade mais rica da região onde o minério irriga os cofres públicos e produz uma pujança econômica, a corrida municipal já antecipa uma disputa acirrada e de resultado imprevisto. Com uma arrecadação de quase R$400 milhões, em 2018, o ambiente político sinaliza ao menos 7 pretendentes à sucessão do atual mandatário, o tucano de alta plumagem,  José de Freitas Cordeiro, o Zelinho.

Congonhas vive uma realidade à parte a região e é cobiçada por diversos grupos. Com fartos recursos, a pulverização é uma das principais apostas no pleito de 2020, mas claro haverá aglutinação de forças políticas. Em 2012, a cidade teve 7 candidatos e, em 2012, 4 pretendentes..

Ao certo há uma colisão no grupo hegemônico que comanda a cidade há 16 anos. PSDB e PT não sentam mais à mesma mesa e probabilidade de uma cisão oferece riscos que mudança no comando da cidade.

O candidato do prefeito Zelinho, ao que tudo indica, é o atual secretário de gestão urbana, o tucano Adivar Geraldo Barbosa (PSDB) que deixou o seu 5º mandato para assumir a pasta. Claro que há uma estratégia política por detrás da mudança. Como bom articulador, Zelinho fará de tudo para agregar força partidária ao seu afilhado e amigo de primeira hora.

O PT deve vir para a disputa com o ex prefeito Anderson Cabido na cabeça de chapa. Em 2012, o PT e o PSDB tiveram candidaturas próprias. Já em 2016, os petistas apoiaram Zelinho que ganhou a disputa com 47,46% dos votos válidos chegando a 14.995 votos. As rusgas entre as duas siglas são de data longa, mas ainda em uma hipótese remota de que poderiam entrar juntas na disputa. O suspense deve ser manter até perto da definição do quadro local.

Outra força que surge na disputa é do médico, Dr. Cláudio que em 2016 ficou na segunda colocação com 27,29% e tendo cerca de 8,8 mil votos. No ano passado, Dr. Cláudio (Avante) foi candidato a deputado federal mantendo em evidência seu nome conquistado mais de 14 mil votos. Ele vem para a sua segunda disputa sucessiva na corrida municipal.

A líder Zenita Duarte (PV), ex esposa de Gualter Monteiro, é também um nome muito ventilado nos bastidores políticos e deve entrar na sua 3ª disputa seguida ao cargo de prefeito. Entre as duas últimas eleições (2012 e 2016), ela perdeu cerca de 2 mil votos, mas é uma força expressiva em Congonhas. Será que haveria uma possibilidade de articulação do deputado estadual Glaycon Franco (PV) em aproximar Anderson Cabido e Zenita? O vereador Lucas Bob (PCdoB) também é apontado como uma escolha das forças de esquerda locais na corrida municipal.

Despontam os nomes do atual secretário de desenvolvimento econômico, o jornalista Cristian Elizandro Souza Costa, que em 2008 chegou na 3ª colocação na disputa municipal com 1,5 mil votos.

O médico Adéblio José da Cunha, dono de uma clínica de endoscopia, também sinalizou que pode entrar na disputa. Recentemente, ele se desentendeu com a direção do Hospital Bom Jesus, onde mantinha sua clínica, e  transferiu-se para Lafaiete.

A disputa promete!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *