Orquestra de Câmara de Ouro Branco apresenta As Quatro Estações de Vivaldi em Ouro Branco

95
Orquestra_de Câmara de Ouro Branco
Orquestra_de Câmara de Ouro Branco
Orquestra_de Câmara de Ouro Branco

Grupo realiza concerto dia 4 de outubro, com entrada gratuita, na matriz de Santo Antônio (Ouro Branco)

A Orquestra de Câmara de Ouro Branco dá continuidade à série de concertos que realiza por Minas Gerais no Circuito Cultural 2015. Dia 4 de outubro, domingo, o grupo se apresenta na matriz de Santo Antônio de Ouro Branco, às 20h30.

Com regência de Charles Roussin, a Orquestra de Câmara de Ouro Branco escolheu um repertório dedicado à obra de Antônio Vivaldi.

A primeira peça apresentada será Concerto para dois violões em Sol maior, RV 532, com solo de violões de Charles Roussin e Gustavo Farias.  Em seguida é a vez do público apreciar As Quatro Estações, com solo do violinista Alexandre Kanji.

Antonio Lucio Vivaldi (Veneza, 4 de março de 1678 — Viena, 28 de julho de 1741) foi um grande compositor e músico italiano do estilo barroco tardio. Tinha a alcunha de il prete rosso (“o padre ruivo”) por ser um sacerdote católico de cabelos ruivos. Compôs 770 obras, entre as quais 477 concertos e 46 óperas. É sobretudo conhecido popularmente como autor da série de concertos para violino e orquestra Le quattro stagioni (“As Quatro Estações”).

“As Quatro Estações” são os primeiros quatro dos doze concertos para violino que Antonio Vivaldi compôs sob o título conjunto de Il cimento dell'armonia e dell'invenzione (“A luta entre a harmonia e a invenção”, numa tradução livre; a palavra “harmonia” significa, neste contexto, o rigor e a racionalidade da aplicação das regras da composição musical), os quais constituem o seu opus 8. Este conjunto de concertos foi publicado em 1725. Vivaldi fez corresponder a cada uma das suas Quatro Estações um soneto. Não se sabe quem foi que escreveu os sonetos; há quem diga que terá sido o próprio Vivaldi.

A entrada é gratuita.

A Casa de Música conta com patrocínio da Gerdau, Milplan e White Martins através das Leis Estadual e Federal de Incentivo à Cultura.

Orquestra de Câmara de Ouro Branco

Criada em 2001, a Orquestra de Câmara de Ouro Branco é formada por cerca de 20 alunos das oficinas de instrumentos da Casa de Música de Ouro Branco. Desde então, vem realizando diversos concertos em Ouro Branco e nas cidades da Estrada Real, dentro do Projeto Circuito Cultural, com o patrocínio da Gerdau, por meio das Leis Federal e Estadual de Incentivo à Cultura.

Um dos objetivos da Orquestra jovem é valorizar e incentivar a composição contemporânea de música erudita. Em 2005, a Orquestra estreou as primeiras obras comissionadas, escritas pelos compositores Calimério Soares, Carlos Alberto Pinto Fonseca, Ernani Aguiar, Ronaldo Cadeu e Oiliam Lanna. Em 2007, outras três obras foram estreadas. As obras foram compostas por Rufo Herrera, Avelar Jr. e Nelson Salomé. A Orquestra de Câmara de Ouro Branco tem como regente titular o Maestro Charles Roussin.

Casa de Música de Ouro Branco

A Casa de Música é uma entidade sem fins lucrativos que desenvolve ações na área de ensino e divulgação da música erudita. Criada em 2001 por um grupo de professores e pais de alunos, a entidade tem como principais objetivos promover a difusão e a divulgação do acesso à música, criar alternativas de inserção e incentivar o intercâmbio cultural e a carreira de jovens músicos.

Mais informações: www.casademusica.org

 

 

SERVIÇO

Concerto da Orquestra de Câmara de Ouro Branco

Regência: Charles Roussin

Violões: Charles Roussin e Gustavo Farias

Violino: Alexandre Kanji

 

 

4 de outubro – domingo

Horário: 20h

Local: Igreja Matriz de Santo Antônio (praça Santa Cruz s/n, Centro, Ouro Branco)

 

 

Entrada gratuita

 

Programa

Obras de Antonio Vivaldi (1678-1741)

Concerto para dois violões em Sol maior, RV 532

  • Allegro
  • Andante
  • Allegro

Solistas: Charles Roussin e Gustavo Farias

As Quatro Estações, Op. 8/1-4

Concerto no. 1, em Mi Maior, “A Primavera”

  • Allegro
  • Largo
  • Allegro pastorale

Concerto no. 2, em Sol menor, “O Verão”

  • Allegro non molto
  • Adagio e piano – Presto e forte
  • Presto

Concerto no. 3, em Fá Maior, “O Outono”

  • Allegro
  • Adagio molto
  • Allegro

Concerto no. 4, em Fá menor, “O Inverno”

  • Allegro non molto
  • Largo
  • Allegro

Solista: Alexandre Kanji

Foto:divulgação