Influenciadora digital de 22 anos suspeita de aplicar golpes virtuais é presa 

Uma influenciadora digital de 22 anos, suspeita de estelionato, foi presa preventivamente na quinta-feira (3), em Nova Serrana. A investigada, que possui atuação na região centro-oeste do estado, foi localizada na casa de sua mãe. 

Conforme divulgado pela Polícia Civil nesta sexta-feira (4), as investigações tiveram início em junho deste ano, a partir de representação realizada por duas vítimas residentes na cidade. De acordo com o relato delas, a influenciadora digital vendia pacotes de marketing digital, incluindo produtos, aulas de mentoria sobre o mercado digital e como ganhar novos seguidores nas redes sociais. No entanto, após a realização do pagamento, os serviços não foram prestados, resultando em um prejuízo estimado em R$ 13 mil.

De acordo com o delegado Wagner Lino, há indícios de que a investigada, que possui cerca de 113 mil seguidores, vendeu pacotes de marketing digital para vítimas em todo o Brasil, sendo possível que haja mais de 30 delas em outros estados.

“Em casos de crime de estelionato, o qual é de ação penal pública condicionada à representação da vítima, a Polícia Civil orienta que o cidadão lesado procure a delegacia mais próxima para registrar os fatos e propor a devida representação, como determina a lei”, destacou.

O inquérito policial continua em andamento na Delegacia de Polícia Civil em Nova Serrana, visando esclarecer todas as circunstâncias dos fatos. O celular da suspeita, apreendido durante a ação, será submetido à perícia técnica.

Comunicação falsa de crime

Além da acusação de estelionato, a influenciadora digital também está envolvida em uma ocorrência de comunicação falsa de crime registrada no dia 22 de junho deste ano, na cidade de Divinópolis, após ter alegado a policiais militares que sua residência teria sido arrombada e objetos pessoais, furtados. No entanto, há indícios de que a própria investigada solicitou a retirada de seus pertences da casa. (Hoje em Dia)

Influenciadora digital de 22 anos suspeita de aplicar golpes virtuais é presa 

Uma influenciadora digital de 22 anos, suspeita de estelionato, foi presa preventivamente na quinta-feira (3), em Nova Serrana. A investigada, que possui atuação na região centro-oeste do estado, foi localizada na casa de sua mãe. 

Conforme divulgado pela Polícia Civil nesta sexta-feira (4), as investigações tiveram início em junho deste ano, a partir de representação realizada por duas vítimas residentes na cidade. De acordo com o relato delas, a influenciadora digital vendia pacotes de marketing digital, incluindo produtos, aulas de mentoria sobre o mercado digital e como ganhar novos seguidores nas redes sociais. No entanto, após a realização do pagamento, os serviços não foram prestados, resultando em um prejuízo estimado em R$ 13 mil.

De acordo com o delegado Wagner Lino, há indícios de que a investigada, que possui cerca de 113 mil seguidores, vendeu pacotes de marketing digital para vítimas em todo o Brasil, sendo possível que haja mais de 30 delas em outros estados.

“Em casos de crime de estelionato, o qual é de ação penal pública condicionada à representação da vítima, a Polícia Civil orienta que o cidadão lesado procure a delegacia mais próxima para registrar os fatos e propor a devida representação, como determina a lei”, destacou.

O inquérito policial continua em andamento na Delegacia de Polícia Civil em Nova Serrana, visando esclarecer todas as circunstâncias dos fatos. O celular da suspeita, apreendido durante a ação, será submetido à perícia técnica.

Comunicação falsa de crime

Além da acusação de estelionato, a influenciadora digital também está envolvida em uma ocorrência de comunicação falsa de crime registrada no dia 22 de junho deste ano, na cidade de Divinópolis, após ter alegado a policiais militares que sua residência teria sido arrombada e objetos pessoais, furtados. No entanto, há indícios de que a própria investigada solicitou a retirada de seus pertences da casa. (Hoje em Dia)

Homem é preso após ameçar de morte a ex-mulher e PCMG apreende 70 pedras de crack e buchas de maconha

Na tarde da última sexta-feira (28/7), durante um atendimento para requerimento de medidas protetivas, na cidade de Barroso (MG), uma vítima de violência doméstica começou a receber diversas ameaças de morte do ex-marido. Enquanto ainda estava na presença do delegado responsável pelo atendimento, Roberto Fernando Nóbrega Filho, a mulher recebeu ameaças por meio de aplicativo de mensagens instantâneas, no seu celular.

Além das ameaças, a mulher também relatou que o ex-companheiro estaria realizando a comercialização de drogas ilícitas. Diante dos fatos, e como já havia uma investigação em andamento em relação ao tráfico de entorpecentes cometido pelo suspeito, a equipe de policiais civis se deslocou até a residência do investigado, onde apreenderam 70 pedras de crack, 12 buchas de maconha e mais uma grande porção de crack, todas embaladas e prontas para comercialização.

O homem, de 30 anos, foi preso em flagrante pelos crimes de ameaça e tráfico ilícito de drogas, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Homem é preso após ameçar de morte a ex-mulher e PCMG apreende 70 pedras de crack e buchas de maconha

Na tarde da última sexta-feira (28/7), durante um atendimento para requerimento de medidas protetivas, na cidade de Barroso (MG), uma vítima de violência doméstica começou a receber diversas ameaças de morte do ex-marido. Enquanto ainda estava na presença do delegado responsável pelo atendimento, Roberto Fernando Nóbrega Filho, a mulher recebeu ameaças por meio de aplicativo de mensagens instantâneas, no seu celular.

Além das ameaças, a mulher também relatou que o ex-companheiro estaria realizando a comercialização de drogas ilícitas. Diante dos fatos, e como já havia uma investigação em andamento em relação ao tráfico de entorpecentes cometido pelo suspeito, a equipe de policiais civis se deslocou até a residência do investigado, onde apreenderam 70 pedras de crack, 12 buchas de maconha e mais uma grande porção de crack, todas embaladas e prontas para comercialização.

O homem, de 30 anos, foi preso em flagrante pelos crimes de ameaça e tráfico ilícito de drogas, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Operação de combate ao tráfico prende três pessoas e desarticula grupo criminoso

Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (20/7), a segunda fase da operação policial de combate ao tráfico de drogas que teve como objetivo desarticular um grupo criminoso que atuava no Campo das Vertentes. Mais de 20 policiais civis participaram da ação que resultou no cumprimento de três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão, no município de Alto Rio Doce.

Durante as investigações, foram identificados os integrantes do grupo criminoso, sendo três de seus membros presos em flagrante enquanto realizavam o transporte de uma grande quantidade de drogas.

Na primeira fase da operação (02/06) foram expedidos dois mandados de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Justiça Estadual da Comarca de Alto Rio Doce e cumpridos nas cidades de Alto Rio Doce e Cipotânea.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores.

Operação de combate ao tráfico prende três pessoas e desarticula grupo criminoso

Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (20/7), a segunda fase da operação policial de combate ao tráfico de drogas que teve como objetivo desarticular um grupo criminoso que atuava no Campo das Vertentes. Mais de 20 policiais civis participaram da ação que resultou no cumprimento de três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão, no município de Alto Rio Doce.

Durante as investigações, foram identificados os integrantes do grupo criminoso, sendo três de seus membros presos em flagrante enquanto realizavam o transporte de uma grande quantidade de drogas.

Na primeira fase da operação (02/06) foram expedidos dois mandados de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Justiça Estadual da Comarca de Alto Rio Doce e cumpridos nas cidades de Alto Rio Doce e Cipotânea.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores.

Polícia Civil recupera caixas de abelha furtadas que podem somar R$ 20 mil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) recuperou 11 caixas de abelhas furtadas no último mês, de uma propriedade rural no município de Resende Costa, região do Campo das Vertentes.As caixas estavam escondidas em uma mata fechada em outra propriedade rural, a cerca de dez quilômetros do local onde foram furtadas. Segundo a vítima, foram retiradas de sua propriedade 50 caixas de abelha, que juntas somariam um prejuízo aproximado de R$ 20 mil.

O suspeito do crime foi identificado e ouvido na Delegacia de Polícia Civil em Resende Costa, bem outras pessoas envolvidas nos fatos. O material foi apreendido e devolvido à vítima.

PCMG prende suspeito de ameaçar ex-companheira de morte; autor enviava fotos de fragmentos de cadáver para amendontrar vitima

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, nessa quarta-feira (14/6), um homem, de 42 anos, suspeito de descumprir medidas protetivas de urgência e ameaçar a ex-companheira, de 37, na cidade de Jeceaba (MG). A vítima vinha sendo intimidada pelo investigado desde a noite anterior, por meio de mensagens enviadas via aplicativo, nas quais ele a ofendeu e afirmou que a mataria.

O suspeito ainda teria enviado para a vítima fotos do que aparentemente seriam fragmentos de cadáveres, com o intuito de amedrontá-la. O homem também tentou invadir a casa da ex-companheira, quebrando o vidro da porta de entrada.

Os atos de violência psicológica e patrimonial teriam sido iniciados depois que o investigado tomou conhecimento da existência de um pedido de pensão alimentícia contra ele, em benefício das filhas do casal.

Assim que a vítima procurou atendimento na Delegacia de Polícia Civil em Jeceaba informando sobre a situação e trazendo a última mensagem recebida, a equipe se deslocou até a residência do investigado, na localidade de Caetano Lopes, onde ele foi encontrado e imediatamente conduzido à Delegacia em Entre Rios de Minas para a formalização dos trabalhos de polícia judiciária.

O homem foi autuado em flagrante pelos crimes de ameaça e descumprimento de medida protetiva. Em seguida, ele foi encaminhado ao sistema prisional e está à disposição da Justiça.

Denúncia

A PCMG orienta que todo caso de violência doméstica e familiar contra a mulher seja denunciado. O registro pode ser feito diretamente em unidade policial, via disques 180 ou 181 e também pela Delegacia Virtual nos casos de ameaça, vias de fato/lesão corporal e descumprimento de medida protetiva.

PCMG localiza adolescente de 13 anos e investiga sumiço

A Polícia Civil de Minas Gerais informa que, na noite desta quarta-feira 14/6), a adolescente Ana Beatriz, de 13 anos, que estava desaparecida em Barbacena (MG) foi localizada. Após diligências, a equipe de policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – DEAM, encontrou a adolescente no Bairro Grocotó.
A Polícia Civil prosseguirá com as investigações para apurar as causas do desaparecimento.

Carro adquirido do tráfico é apreendido

Na manhã de quarta-feira, 31 de maio, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) apreendeu um veículo em Ouro Preto, região Central do estado. O veículo pertencia a um homem de 24 anos que está preso desde março por tráfico de drogas. As investigações indicam que o carro foi adquirido com recursos provenientes do crime.

O indivíduo em questão foi inicialmente detido pela Polícia Militar e encaminhado à Delegacia de Plantão, onde foi autuado em flagrante. Posteriormente, sua prisão foi convertida em prisão preventiva. Durante o curso da investigação, a PCMG obteve informações sobre a origem do dinheiro usado para comprar o veículo. Com base nessas informações, a PCMG solicitou à Justiça um mandado de busca e apreensão, bem como um mandado de sequestro judicial do veículo.

about

Be informed with the hottest news from all over the world! We monitor what is happenning every day and every minute. Read and enjoy our articles and news and explore this world with Powedris!

Instagram
© 2019 – Powedris. Made by Crocoblock.