Tarcísio Martins (APHAA-BV) lançou livro sobre Banda Santa Cecília

21
- O músico Sebastião Silva (Tião) e a presidente Maria de Paula F. Malta foram homenageados em Belo Vale/Divulgação
– O músico Sebastião Silva (Tião) e a presidente Maria de Paula F. Malta foram homenageados em Belo Vale/Divulgação

O jornalista Tarcísio Martins lançou em dezembro, o livro “Memórias: Retratos da Banda de Música Santa Cecília de São Gonçalo da Ponte de Belo Vale”. O projeto passou pelas cidades de Congonhas, Belo Horizonte e Belo Vale, com participação de grupos folclóricos, homenagens a músicos e diretores da Banda e com presença de centenas de belovalenses.  O documentário tem foco na trajetória da “Banda Santa Cecília”. A pesquisa revela o expressivo trabalho da corporação, com ponto de partida em foto de 1923. A ‘Lyra Bello Vallense Santa Cecília’, corporação pioneira, era formada por mestres das letras e da música, formadores de novos valores, difusores das orquestras, coros de igrejas, saraus e corporações musicais. Mestres que nasceram em vilas, nas encostas da Serra da Moeda, Médio Paraopeba, e fizeram ecoar seus sons pelo belo vale.

Ademir F. Gonçalves Dias, presidente da APHAA-BV e Tarcísio Martins, na Livraria Ouvidor, Belo Horizonte/Divulgação

“Memórias…” abordam traços da origem das bandas de música em Minas e no Brasil; destacam suas manifestações nas infantarias militares, apontam sua relação com festejos religiosos e eventos populares, como meio de interação social com as comunidades, e contextualiza apresentações da Banda Santa Cecília, em encontros sociais, políticos e culturais que marcaram o desenvolvimento da cidade. O projeto é uma realização da Associação do Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental de Belo Vale (APHAA-BV) e teve patrocínio do Fundo Estadual de Cultura (FEC-MG)..

O desafio para a sobrevivência das bandas de música, que se acomodam e deixam de existir, é ponto de alerta no documento. O autor sugere que essas corporações sejam reconhecidas e preservadas como patrimônio imaterial, em cada município onde estão estabelecidas. “O que está motivando que as bandas de música caminhem rumo ao esquecimento, silenciando ruas e praças, sem os sons de seus instrumentos”, questiona o autor.

Tarcísio Martins: nasceu em Belo Vale, jornalista, ambientalista e professor. O autor publicou o livro “Fazenda Boa Esperança – Belo Vale”, 2007.    

Onde comprar o livro:

Em Belo Horizonte: Livraria Ouvidor – Rua Fernandes Tourinho, 253, Savassi.

Belo Vale – Papelaria Bicho Comeu