22 de junho de 2024 18:59

Haddad garante: PIX Crédito está sendo planejado e será lançado neste ano

Na última segunda-feira, 30, o ministro da Economia falou sobre o novo projeto do Banco Central para o PIX ainda para este ano.

Na última segunda-feira, 30, após uma reunião com o Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC), Fernando Haddad (PT) afirmou que um novo lançamento está previsto e envolvendo o PIX. De acordo com o ministro, o “PIX Crédito” pode estar disponível ainda no primeiro semestre deste ano.

Atualmente, esta é a ferramenta mais utilizada para transferências no Brasil. Métodos como DOC, TED e até mesmo a utilização de cartões, tudo tem sido deixado de lado para dar espaço ao uso da transferência instantânea sem taxa. O PIX como crédito é um plano do governo, assim como a possibilidade de ele alcançar transações internacionais.

Haddad confirma PIX Crédito como plano para 2023

De acordo com o ministro, esta opção de crédito será uma das várias opções que o consumidor passará a ter. Durante um evento em São Paulo, na Fiesp, o Haddad afirmou:

“O PIX vai virar instrumento de crédito também, o que vai baratear muito o crédito no Brasil. Isso está na agenda do BC e vai ser lançado, quem sabe, no meio do ano”, disse o representante da Economia.

A decisão partiu da reunião de Haddad com o presidente do Banco Central, após uma hora e meia de conversa sobre o planejamento de ambos para o Governo Federal. Entre os dois, foi acertado que iriam pôr em prática pautas importantes que foram adiadas durante o período em que Jair Bolsonaro (PL) esteve na presidência.

Além do PIX, o ministro da Economia ressaltou que dentro de poucos dias também irá enviar propostas para que possivelmente sejam aprovadas pelo Congresso Nacional. O foco delas é melhorar os negócio no país. Também afirmou que haverá mais alternativas para que milhões de brasileiros negativados possam “limpar” os seus nomes.

“Vamos abraçar a agenda de crédito. Houve avanços que precisam ser mencionados, no sentido de aumentar a concorrência bancária. Isso tem surtido efeito.”

FONTE ESCOLA EDUCAÇÃO

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade