18 de abril de 2024 17:06

Transportadora com 100 anos de História vai à falência e deixa mais de 20 mil caminhoneiros sem emprego

Ações da Yellow caíram até 35% no pré-mercado, revertendo parte dos ganhos da semana passada.

A Yellow, uma das maiores transportadoras dos Estados Unidos, entrou com pedido de falência e permanecerá fechada depois que os problemas financeiros de longa data da empresa de caminhões foram agravados por uma disputa com sua força de trabalho.

A transportadora listou ativos de US$ 1 bilhão a US$ 10 bilhões, e passivos na mesma faixa, em uma petição do Capítulo 11 apresentada em Delaware. O pedido dá à Yellow uma margem de manobra em relação aos credores, à medida que ela encerra seus negócios e vende seus ativos. As ações da empresa caíram até 35% no pré-mercado, revertendo parte dos ganhos da semana passada.

“É com profunda decepção que a Yellow anuncia que está fechando as portas após quase 100 anos de atividade”, disse o CEO da transportadora, Darren Hawkins, em um comunicado. “Por gerações, a Yellow proporcionou a centenas de milhares de americanos empregos sólidos e bem remunerados e carreiras gratificantes.”

A paralisação deixará os cerca de 30.000 funcionários da Yellow sem emprego, de acordo com o comunicado. A Yellow e a American Trucking Associations estão lançando um banco de dados de empregos para ajudar os funcionários a encontrar um novo trabalho, informou a empresa. A empresa também espera obter algum dinheiro novo para financiar sua liquidação e pagar salários acumulados antes da falência.

A Yellow, sediada em Nashville, notificou anteriormente as autoridades sindicais de que planejava declarar falência após encerrar suas operações, de acordo com uma declaração da International Brotherhood of Teamsters. As empresas de transporte rodoviário e outras empresas do setor de transporte foram sobrecarregadas por uma desaceleração na demanda por fretes decorrente da pandemia de Covid 19.

A Yellow é a terceira maior transportadora de carga inferior a um caminhão, o que significa que ela aceita remessas que não preenchem um trailer inteiro. A empresa tem enfrentado dificuldades financeiras, pois está enfrentando uma dívida de mais de US$ 1 bilhão que vence em 2024.

O Tesouro dos EUA concedeu à empresa um empréstimo de US$ 700 milhões para alívio da pandemia em 2020 que, desde então, está sob escrutínio. A dívida representou 95% do que foi distribuído no âmbito de um programa da Lei Cares para compensar as perdas de empresas essenciais para a segurança nacional, mas os investigadores do Congresso no ano passado concluíram que a empresa não era elegível para o empréstimo.

A Yellow enfrentou anos de estresse financeiro. A empresa evitou um pedido de falência em 2009 depois que os detentores de títulos concordaram em trocar dívidas por ações, mas teve que se reestruturar novamente em 2011.

FONTE O GLOBO

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade