20 de junho de 2024 18:55

LAFAIETE SUJA: vereadores vão ao MPMG contra a má qualidade de serviço de limpeza urbana

As reclamções e denúncias contra a Mega Construtora são constantes pela má qualidade do serviço prestado em Lafaiete (MG). Em janeiro do ano passado,  a empresa assumiu a coleta de lixo, vencedora da Concorrência Pública.

A Mega iniciou o serviço em meio a um imbróglio judicial após o cancelamento unilateral do contrato pela Prefeitura com a empresa Plural que forma emergencial assumiu por 180 dias para serviços de coleta de lixo, varrição e capina.  A justifica era de um serviço de má qualidade prestado.

E veio a Mega e a prestação da coleta permanece senão pior, pelo menos em um nível sofrível e criticada pela esmagadora maioria da população. Os problemas recorrentes são descontinuidade no serviço, sem horários definidos, etc.

A situação virou uma tormenta para a cidade. O cenário é lixo espalhado por ruas, praças e calçadas. Insatisfeitos e pressionados pela comunidade, os veradores resolveram buscar uma solução junto ao Ministério Público de MInas e pedir uma apuração e investigação. “Já estamos preparando para denuciar a promotoria de Justiça. È muito descaso. Tem regiões que há dias que não há coleta. Queremos saber a responsabilidade de cada setor nesta situação”, criticou o Vereador João Paulo Pé Quente (PSD), um dos autores da denúncia no Ministério Público, juntamente com Erivelton Jayme (PRD).

Há menos de 40 dias, o Vereador Vado Silva (DC) previu que o serviço de coleta estaria perto do caos.

O outro lado

Pela 2ª vez nossa reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Lafaiete, mas não obtivemos respostas. Os questionamentos foram em torno de possíveis notificações a Mega, valores do contrato e nova licitação.

 

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade