23 de abril de 2024 23:24

Talysson Zebral defende união nas eleições municipais

Daqui a dois anos eleitores vão votar nos representantes para os cargos municipais. Porém, conforme publicado pelo Correio de MInas nos últimos dias, a corrida pelo executivo municipal conta com 14 pré-candidatos e já movimenta os bastidores.

Após grande repercussão, o pré-candidato Talysson Zebral (PT) se manifestou sobre o cenário político local: “é legítimo todos os postulantes colocarem seu nome a disposição para a disputa ao cargo de prefeito, estamos novamente em uma democracia. A polarização nacional será naturalmente evidenciada entre os grupos que apoiam o presidente Lula (PT) e do outro lado o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o que poderia dificultar um acordo mais amplo no ciclo de alianças. Na política tudo é possível com diálogo e se deixarmos as divergências de lado, a divisão só vai deixar a cidade estagnada em termos de gestão, temos os piores índices de captação de recursos e projetos estruturantes da região, sem falar na má gestão da saúde pública”

Ainda segundo Zebral: “coloquei meu nome no último pleito para mostrar a população minha capacidade técnica e de diálogo, o único grupo que não houve espaço de conversas foi com o atual prefeito, após a eleição, em entrevista me coloquei à disposição de ajudar a cidade mesmo com resultado nas urnas, não houve gesto pelo outro lado, acabou a eleição, todos precisam se unir em prol da cidade, deixando as divergências de lado. Minha proximidade com o Governo Lula estará sempre à disposição da cidade e principalmente o bem estar do cidadão.”

Precisamos dialogar entre todos os pré-candidatos e partidos políticos, vamos debater um projeto de cidade e não de poder, a divisão apenas enfraquece a Lafaiete. Não falo em nome do PT, falo como cidadão que pensa na cidade e na coletividade, finalizou Talysson.

Vamos aguardar os novos movimentos nos bastidores, tem “muita água para passar debaixo da ponte”.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade