18 de junho de 2024 23:00

Cidade Pequena De Minas Gerais Surpreende E Tem O PIB Médio Mais Alto Do Brasil

Na encantadora região da Serra do Caraça, encontra-se o município de Catas Altas, uma joia da Região Central de Minas Gerais. Esse pequeno tesouro recebeu uma distinção notável. O município é detentor do maior PIB per capita do país, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente ao ano de 2021.

A população de Catas Altas conta com 5.473 habitantes, e não se destaca apenas por sua paisagem montanhosa exuberante, mas também pela importância no cenário da mineração em Minas Gerais.

A cidade está localizada a 120 km da capital do estado, Belo Horizonte, e integra o renomado Circuito do Ouro, parte da histórica Estrada Real, que remonta aos tempos áureos da exploração aurífera no Brasil.

PIB de Catas Altas

O PIB per capita registrado em Catas Altas alcançou a impressionante marca de R$ 920.833, superando outros municípios brasileiros. Entre eles, destacam-se Canaã dos Carajás, no Pará, com R$ 894.806,28, e São Gonçalo do Rio Abaixo, também em Minas Gerais, com R$ 684.168,71.

A história de Catas Altas está intrinsecamente ligada à atividade mineradora. Fundada originalmente em decorrência da exploração de ouro nos idos do final do século XVII, o povoado que viria a se tornar cidade cresceu ao redor das minas, posteriormente denominadas Catas Altas.

Segundo o Circuito Cultural Vieira Servas, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o nome da cidade tem origem nas escavações realizadas nas partes mais elevadas dos morros, onde as minas mais ricas e produtivas estavam localizadas.

Ao longo dos séculos, a atividade mineradora evoluiu, dando lugar à exploração do minério de ferro, que atualmente é o principal motor econômico de Catas Altas.

A Vale, uma das maiores empresas do setor no mundo, é a principal mineradora da região, sendo proprietária da Mina Fazendão, que abriga as barragens Mosquito e Dicão Leste.

Além da mineração

A riqueza de Catas Altas vai além da mineração. A cidade preserva um valioso patrimônio histórico, com ruas de pedras centenárias e a imponente Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Além disso, sua cultura gastronômica, clima ameno e charme interiorano atraem turistas ávidos por experiências autênticas.

O artesanato local, as deslumbrantes cachoeiras e o famoso vinho de jabuticaba são apenas alguns dos atrativos que encantam visitantes de todo o Brasil. A Festa do Vinho de Catas Altas, realizada há 22 anos, é um evento imperdível que celebra essa tradicional bebida local.

Segundo Silvia da Cunha Braga, especialista em Turismo e chefe do Departamento de Cultura da prefeitura, é essencial que a comunidade reconheça sua importância para além dos produtos que produz, valorizando sua história e identidade.

 

FONTE COLUNA FINANCEIRA

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade